Matérias | Geral


casamento no guarani

Vítima de homofobia desabafa sobre agressão

Cabeleireiro foi chamado de “viado” e levou socos, chutes e teve a mão cortada

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Vítima estava com companheiro no evento e passou a receber ameaças após o ataque (Foto: Arquivo pessoal)

O cabeleireiro R. Z., de  39 anos, vítima de homofobia e agressões por parte de convidados numa festa de casamento na sociedade Guarani, em Itajaí, no dia 2 de outubro, resolveu falar publicamente sobre o caso. A vítima não havia se manifestado até então devido as ameaças que vinha sofrendo e por medo de represálias. O caso foi denunciado pelo coletivo Mães Pela Diversidade, que organiza um protesto para este sábado.


O boletim de ocorrência foi feito no dia 4 de outubro, bem como o exame de corpo de delito. O cabeleireiro relata que ele e seu companheiro se levantaram da mesa onde estavam acomodados com outros convidados e se dirigiram para o jardim do clube Guarani. A vítima lembra que duas das pessoas que estavam na mesa de trás também se levantaram na mesma hora, o que imaginou ser mera coincidência.

Continua depois da publicidade



Segundo R., no entanto, o casal foi seguido e quando chegou à área externa do clube, um dos homens tocou no ombro da vítima e o chamou de “viado”. Ao se virar para o agressor, o cabeleireiro conta que levou socos, chutes e teve sua mão cortada por um objeto não identificado. O resultado foram três costelas fraturadas, a mandíbula deslocada e marcas por todo o corpo.

“Só não foi pior porque uma das cerimonialistas do casamento viu que um dos agressores vinha com um copo quebrado em direção ao meu rosto e o puxou pelo colarinho. Não fosse ela eu poderia estar com o rosto desfigurado ou até morto”, relata a vítima.

Além das agressões, R. diz que desde o ataque vem sofrendo ameaças pelas redes sociais, tem recebido muitas ligações de números desconhecidos e que observou diversas vezes um veículo com os vidros escuros parado por bastante tempo em frente à sua casa. “Hoje passei a ter medo de tudo. Evito ficar sozinho em casa e tenho medo até de sair sozinho na rua”, desabafa.

Investigação policial

Continua depois da publicidade



Uma das advogadas da vítima, Franciele Martins, informa que a denúncia ainda está na fase policial pra investigação e apuração dos fatos e coleta de provas. O prazo legal é de 30 dias para conclusão do inquérito e posterior encaminhamento ao ministério Público. “Mas provavelmente haverá prorrogação deste prazo oficial, por conta do número de testemu-nhas a serem ouvidas e acusados”, comenta.

Conforme a advogada, a polícia ainda irá tomar o depoimento de todas as testemunhas, o que envolve a intimação e o agendamento, e também dos acusados e da vítima.  Franciele está finalizando uma notícia-crime, peça informativa que irá ajudar na investigação policial. “Nela juntamos provas, fotos e mais detalhes da festa e de todo o ocorrido, bem como a indicação de novas testemunhas dos fatos, para ajudar na investigação”, explica.

Comissão da OAB acompanha o caso; protesto será no sábado

A denúncia também chegou à comissão de Direito Homoafetivo e Gênero da OAB/SC, que mobilizou advogados de Itajaí para acompanharem o caso, tanto nas fases de inquérito, quanto nos processos que devem ser abertos nas varas cível e criminal. O vice-presidente da comissão, Matheus Afonso Brandini, diz que a entidade não medirá esforços para que seja feita justiça.

“Quando se tem provas, o Judiciário tem sido leal aos preceitos fundamentais, onde o agressor sofre sim condenações, tanto na esfera cível [danos morais], quanto na criminal”, avalia. A OAB/SC também deve publicar uma nota de repúdio com relação ao caso. O coletivo Mães Pela Diversidade já se manifestou repudiando os ataques homofóbicos. A entidade prepara um protesto pra a manhã de sábado, em Itajaí.

A subcoordenadora do coletivo em Santa Catarina, Telma Cristina Issa de Freitas, diz que assim que teve conhecimento do caso, a entidade começou a se movimentar para garantir que não haja impunidade. “Apesar de ainda ser crime, é muito comum a homofobia não ser tratada como tal, ainda mais quando envolve pessoas de dinheiro e com influência na sociedade”, analisou.

O protesto em Itajaí será na rua Uruguai, no centro, em frente ao salão de beleza Studio Effe, a partir das 9h. Toda a comunidade está convidada a participar. O ato vai cobrar a apuração do caso pelas autoridades e a punição dos agressores.

“Nós, as Mães pela Diversidade, estamos sempre combatendo e organizando atos de repúdio e pedido de Justiça pois não aceitamos mais que nossos filhos sejam agredidos e desrespeitados. Ele [R.] não está sozinho nessa luta contra o preconceito e a homotransfobia”, completou Telma.

Em nota, a sociedade Guarani se manifestou dizendo repudiar qualquer ato de homofobia. “Contudo, convém esclarecer que o clube simplesmente locou o espaço (salão) a terceiros, não tendo qualquer relação com os fatos divulgados, sendo que toda e qualquer eventual responsabilidade pelo ocorrido, deverá ser atribuída ao locatário (inquilino)”, informa.




Comentários:

Luiz Cláudio Cerqueira Baptista

25/11/2021 10:00

Absurdo e revoltante, como qualquer crime de ódio, movido pela intolerância boçal. Absurdo pela tentativa de imposição de um valor imoral, revoltante pela habitual covardia. Minha solidariedade à vítima e minha expectativa de que o crime seja exemplarmente punido. Cadeia para os agressores!

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





54.158.251.104

Últimas notícias

BALNEÁRIO

Motociclista morre em mais um acidente na BR 101

CAMPEÃ NOS JOGUINHOS

Camboriú conquista título inédito no handebol masculino

ITAJAÍ

Jovem é assassinado a facadas em frente de conveniência

BALNEÁRIO

Tradicional festa de Iemanjá é cancelada

TRISTEZA

Criador do “carro Balada” perde tudo em incêndio

Decisão judicial

Beach clubs de Jurerê Internacional vão ter que demolir estruturas construídas após 2005

Camboriú

Moradores reclamam do abandono de rua em loteamento

Acidente grave

Jogador do Flamengo atropela ciclista que morre a caminho do hospital

Balneário 

Prefeitura vendeu área de praça recém-urbanizada

ITAJAÍ

Noivos usam Chevette 78 conversível em festa de casamento



Colunistas

JotaCê

Novo tempo

Jackie Rosa

Um café daqueles...

Via Streaming

“Raised by Wolves”

Na Rede

Na Rede

Instituto Ion | Informando e Inovando

O PIX veio para ficar ou não?

Canal 1

SBT tem uma cartilha de mudanças para os próximos tempos

Coluna Adjori SC

Abaixo-assinado cobra mais atenção para as rodovias federais catarinenses

Coluna Esplanada

O “terrível” Grandioso

Espaço InovAmfri

Dados para salvar o meio ambiente

Clique diário

Paisagem

Coluna esquinas

Ferida aberta

Coluna do Janio

Boas notícias no Marinheiro

Coluna Tema Livre

Corrida presidencial

Coluna Exitus na Política

Sonhos em Tarimbas

Coluna do Ton

Inauguração

Coluna Fato&Comentário

“Anuário de Itajaí”- edição especial

Coluna do Frei Betto

Império do medo

Artigos

Um tributo à verdade



TV DIARINHO


Entrevistão Rodrigo Fernandes Juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina





Especiais

Meio Ambiente

Juarez Müller, o homem das árvores e flores, recebe homenagem na Câmara de Vereadores

Escotismo

Grupo Lauro Müller volta renovado após quase dois anos de incertezas

REGIÃO

Confira a lista das escolas particulares

SESC/SENAI

Escola S alia grade curricular básica ao ensino tecnológico e bilíngue

Colégio Energia

Líder em aprovação, Energia acumula 25 anos de credibilidade, qualidade e inovação



Blogs

Blog do JC

Instagram de controlador da prefa de Penha é hackeado

A bordo do esporte

Contagem regressiva de sete meses para a Globe 40

Blog Doutor Multas

Recurso suspensão CNH: como fazer?

Blog do Ton

Líbere Fashion Show

Blog da Ale Francoise

Você conhece a seiva do dragão?

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”

Guido Petinelli

O melhor empreendimento é aquele que enriquece o bairro.”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯