Serviços | Cartas do Leitor


Rachas na avenida Brasil

Publicado em 20/01/2022

“Primeiramente quero parabenizá-los pela matéria relativa a questão dos rachas de veículos na Av. Brasil e adjacências. Como moradores da Rua 3.000, esq. com Brasil, sofremos com veículos que privilegiam-se da inexistência de mecanismos de restrição de velocidade, para acelerarem seus veículos (carros e motos) com escapamentos,  sem o “silencioso” causando sobressaltos e desconforto para idosos, crianças e animais que têm seu sono prejudicado. Por conta disto, estamos colhendo assinaturas para uma PETIÇAO PÚBLICA a ser encaminhada ao MINISTERIO PÚBLICO, POLICIA MILITAR E GUARDA MUNICIPAL DE TRÂNSITO, para tornarem frequentes as “blitze” para tirar de circulaçao os veículos em desconformidade com a legislação, assim como fazer chegar à mídia local e estadual, os resultados destas operações para desestimular aqueles que ainda nao foram autuados. link - https://peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR122088.Abraços.”

Ass: Klebber Markus Haake

(Transcrito Ipsis Litteris)


Saudações pelo niver

Publicado em 13/01/2022

 

“DIARINHO 43 anos,  uma saudação e um abraço especial neste dia 12 de janeiro  de 2022  para a direção, editoria, reportagem, colunistas e toda equipe do Diário do Litoral, o nosso popular DIARINHO, que está completando 43 anos de circulação. Fundado na década de 70 pelo saudoso advogado Dr. Dalmo Vieira, o jornal se tornou diferenciado, folclórico e referencial na região e Estado com sua linguagem informativa acessível a todos os públicos, valorizando sobretudo a informação jornalística confiável e a liberdade de expressão. Parabéns!”

 

Ass: Deputado estadual Ivan Naatz
(Transcrito Ipsis Litteris)


Desabafo sobre a TPA

Publicado em 05/01/2022

Essa taxa é o maior absurdo que já existiu! Temos casa em Mariscal, Bombinhas, há 30 anos, sempre pagamos todos os impostos, mas como a casa está em nome dos meus pais, eu e minha irmã, por sermos maiores de idade e termos carros em nosso nome, somos obrigadas a pagar, mesmo se a gente morar aqui! O único critério utilizado é ARRECADAR! Não há banheiros suficientes nas praias, eu particularmente não vi nenhum, lixeiras são raras, não há fiscais, os turistas sempre deixam a praia suja, não houve melhoria considerável na distribuição de água - que está sempre fraca - nem na de energia - que ameaçou faltar duas vezes no dia da virada.

Desde o início da TPA não houve melhoria nenhuma que esteja de acordo com o valor altíssimo e absurdo cobrado. É uma vergonha!

Só o fato de eles cobrarem de pessoas de uma mesma rede familiar (pais e filhos) já demonstra a intenção dos políticos locais.

Valores para preservação ambiental já são arrecadados junto a outros impostos e deveriam ser destinados a isso.

Além do mais, em relação à preservação ambiental, NADA MUDOU!

Acreditávamos que a Paulinha seria a solução para o abandono de bairros menos populosos no município, mas só foi mais do mesmo.

A verdade é que a prefeitura está cada vez mais autorizando a construção de casas e prédios na cidade sem nem mesmo ter estrutura sanitária e elétrica para tanto.

Somente na rua em que moro estão construindo oito prédios, os crimes aumentaram, não há segurança, o trânsito para chegar e sair continua um caos, ou seja, daqui a pouco a cidade se tornará Balneário Camboriú e aumentarão o valor da TPA para poder pagar o alargamento das praias...

A sugestão da prefeitura para que pessoas da mesma família não sejam cobradas é que transfiram os carros para o nome da pessoa dona do imóvel, que mude a placa para cá, ou que adicione o nome dos demais interessados na escritura da casa ou apartamento, o que é absurdo, ridículo, sem sentido e apenas visa mais lucros para enriquecê-los...

Ass: M L

(Transcrito Ipsis Litteris)


Reclamação

Publicado em 22/12/2021

 

Na esquina das ruas Pedro Batista da Silva e Luís Lopes Gonzaga, no São Vicente, abriu uma tabacaria com o nome El Brabo. Sextas e sábado, quem mora próximo não consegue dormir. Eles ficam com o som alto até 5h da manhã. Essa noite os vizinhos ligaram quatro vezes pra polícia, que não apareceu nem uma das vezes.

Ass: A.A.

(Transcrito Ipsis Litteris)


Transporte público

Publicado em 14/12/2021

Não só Camboriú tem dificuldades por causa do número reduzido de linhas de ônibus.

Itajaí para Balneário Camboriú é UM HORROR!!!

Antes, tinha de 15 em 15 minutos. Agora, muito comum ficar uma hora inteira esperando pelo ônibus.

Lá, é por causa do repasse de verbas que a prefeitura não faz. AQUI, QUAL MOTIVO???? ALGUÉM PODE EXPLICAR PRA POPULAÇÃO?

Daí, transporte clandestino de passageiros vai tomando conta. E o poder público não se mexe pra melhorar o  transporte público...

TRANSPORTE PÚBLICO É PROGRESSO!!!!

AS PESSOAS QUEREM USAR ÔNIBUS. MAS TEM QUE SER SERVIÇO DE QUALIDADE!!!!!

CADÊ O PREFEITO??????

Ass: A. A.

(Transcrito Ipsis Litteris)


Símbolo

Publicado em 04/12/2021

“Nem tudo está perdido. No governo Ci, passaram a máquina em cima do ninho das corujas burraqueiras aqui, no Gravatá, para dar lugar a uma banda de rock. Nada a ver com gosto musical do lugar, inclusive, fui motivo de chacota por denunciar o fato. Agora, vejo que escolheram a coruja burraqueira como símbolo do município. Parabéns.”

Ass: Arno Scharf

(Transcrito Ipsis Litteris)


Calçadão do Gravatá:

Publicado em 27/11/2021

“Embora não devam concluir até o natal, a única parte boa é a de concreto (concreto?) de passagem para deficientes, o restante é para subtrair, constantemente, dinheiro do povo para reparos. Só para avaliar a parte nova, já tem sarrafos quebrados.”

Ass: Arno Scharf

(Transcrito Ipsis Litteris)


Obras na BR 470

Publicado em 22/11/2021

“Filas quilométricas inclusive na 101, infrações de trânsito de todos os tipos como :forçar entrada, passar no acostamento, deixar espaço enorme para outro veículo, etc.  Pior, não se vê nenhum agente da PRF no pedaço. Simplesmente deixam o controle na mão de peão de obra, com condições mínimas para fluir o fluxo. Realmente estamos em terra de ninguém. Não há justiça, não há fiscalização e não há mando nos trabalhos das empreiteiras. Mas os impostos são cobrados religiosamente.”

Ass: Arno Scharf

(Transcrito Ipsis Litteris)


Perder a fé não é opção!

Publicado em 22/11/2021

É bom fazer tudo de coração, porque nada, nada nessa vida é em vão.

 

O arquiteto planejou tudo com extrema perfeição.

Aquele ditado que diz “nem mesmo uma folha cai da árvore, sem conhecimento de Deus”, é mais que verdade.

 

Pois o Próprio é a árvore da vida, ele é a raiz, os galhos, as folhas e os frutos.

Em sua máxima sabedoria, ele fez Tudo ser Um.

Por isso somos circulares, somos conectados, como numa corrente universal.

 

Nós Seres Humanos somos perfeitos e temos todas as ferramentas necessárias!

Basta saber como e quando usar.

A perfeição divina está em nós, somos a extensão do grande Criador.

 

Uma vez que alcançamos esta compreensão, a caminhada, se árdua, torna-se mais simples, mais leve.

E aí cabe a nós, enfeitar essa estrada, florir, perfumar, encantar.

Por vezes tombos, percalços, desalentos, nem todo dia será de céu azul e sol amarelo.

 

Então, é bom lembrar do Sol interior.

Daquela energia plena que carregamos.

Sabe aquele ar inocente/criativo de criança,

É isso! Encarar as adversidades com um pouco de loucura, faz bem também.

 

Em dias tão turbulentos, é bom olhar além.

É bom, olhar, pra quem pede, sem palavras, segundos de atenção.

 

O bem, depende de nós.

E nós, todos juntos, somos fortes.

Todos juntos, somos Um.

 

#tenhaumbomdia com #paoepoesia

 

Ass: Govinda Tadiello

(Transcrito Ipsis Litteris)


Postinho do Rio Bonito

Publicado em 18/11/2021

“Em 1º lugar quero agradecer ao DIARINHO e equipe por nos ceder o espaço. Esta é a segunda vez que venho fazer meu agradecimento ao Posto de Saúde do Rio Bonito. Moro muito tempo no Rio Bonito e sempre que precisei ir ao Posto sempre fui bem atendimento por todos. Tanto a farmácia, médicos e atendente. Já presenciei cenas em que pessoas mal informadas são grosseiras com as atendentes, mas eles com toda a educação e paciência sabem dar as informações precisas.

Temos que valorizar o que recebemos destas profissionais que ao meu ver são muito bem treinadas e compententes. Quem trabalha com o público sabe que não é fácil agradar a todos.

Meu agradecimento hoje é especial a Gisa, como já citei todos são ótimos profissionais, mas a Gisa merece todo nosso carinho, ela é de uma paciência e sabedoria gigantes.”

Ass: Marlene Garcia da Silva

(Transcrito Ipsis Litteris)


Vacinas em Navegantes

Publicado em 08/11/2021

“É a  segunda vez que vou na UBS de Gravatá e não dão a terceira dose da  vacina contra a covid. Pior, a atendente disse que não vai ter terceira dose na UBS-Gravatá.”

Ass: Arno

(Transcrito Ipsis Litteris)


Som alto

Publicado em 08/11/2021

  “Eu pedi ajuda à polícia Militar e eles me negaram. Moro na rua Pedro José João, bairro Ressacada.

Fiz uma denúncia sobre um morador que estava com o som muito alto e já era 3 horas da madrugada. Esse indivíduo mora no morro e eu pedi para a polícia Militar vir e pedir para abaixar o som. Eles falaram que só se eu fosse junto. Que absurdo. Se eu não fosse eles  não podiam fazer nada, eu falei que não ia e eles não vieram. Achei essa atitude um absurdo. Pra que seve a polícia Militar quando a gente precisa?  Fiquei indignada.”

Ass: A.A

(Transcrito Ipsis Litteris)


Bike vandalizada na escola

Publicado em 05/11/2021

“A EEB Paulo Bauer vem a público expor sua versão sobre o fato ocorrido dia 29/10, sexta-feira final da tarde. A referida aluna após o término das aulas se deparou com sua bicicleta com os pneus vazios e ficou bem alterada, com razão, pois devido a segurança da escola, com certeza esse ato foi cometido por nossos alunos.

A Assessora de Direção a atendeu, deu todo o suporte necessário, mas como era fim de semana, não tínhamos como acusar ninguém, pois realmente, já solicitamos reposição das câmeras no local, mas ainda não fomos atendidos. Solicitamos sua presença quarta-feira (retorno do feriadão), na escola para resolvermos a questão, buscando descobrir quem foi o autor ou autores dos atos vândalos, para chamar os responsáveis pelos alunos e acordar possível ressarcimento. No momento fizemos o possível, guardamos a bicicleta em lugar seguro e a levamos para a casa, pois estava chovendo.

Nossa escola não mede esforços para resolver as situações e atender os alunos.

Triste ver essa situação como matéria de jornal, visto que a EEB Paulo Bauer luta constantemente por uma educação de qualidade. Segue fotos que comprovam que a bicicleta não ficou do jeito descrito na matéria. Por ser verdade, firmo o presente.”

Ass: A Direção

(Transcrito Ipsis Litteris)

NdR: A matéria “Garota teve bicicleta vandalizada dentro da escola” foi publicada no  dia 2/11/2021.


Binário do Gravatá

Publicado em 01/11/2021

 

“Hoje faz um mês que fizeram mais um pedaço do binário aqui no bairro gravatá, em Navegantes. Aliás, muito mal feito. O perigo é que a maioria não obedece o sentido das ruas. Avisamos à Navetran e o que a atendente mais fez foi malhar o atual prefeito. Parece brincadeira, mas é verdade.”

Ass: Arno

(Transcrito Ipsis Litteris)


Não gostou do calçadão

Publicado em 25/10/2021

“Simplesmente ridículo e dispendioso o calçadão do Gravatá, em Navegantes, que não acaba nunca.

Administração não sabe copiar as coisas boas de Itapema e Praia Brava. Mudou prefeito, mas as ideias não.”

Ass: Arno

(Trancrito Ipsis Litteris)


Calçadão do Gravatá:

Publicado em 20/10/2021

 

“Pela vontade e ligeireza, o calçadão parece que não vai ficar pronto até o Natal. Saudações.”

 

Ass: Arno

(Transcrito Ipsis Litteris)


MP rebate coluna do JC

Publicado em 19/10/2021

“O Ministério Público propôs a Ação Civil Pública n. 0005374- 85.2013.8.24.0005 na Comarca de Balneário Camboriú em face do Município de Balneário Camboriú/SC e Cristiano José Bruxel, com o fim de promover a efetiva proteção do imóvel, localizado na rua Hermógenes de Assis Feijó, bairro da Barra, Balneário Camboriú, tendo em vista a irregular construção de edificações em local não permitido, sem qualquer fiscalização e aprovação para parcelamento do solo urbano pelos órgãos competentes. O local é conhecido como Vila Fortaleza.

Houve o deferimento parcial dos pedidos formulados na exordial, condenando os requeridos a promoverem a demolição dos imóveis construídos no local, que não tenham projeto aprovado, além do desfazimento do loteamento irregular, determinando-se a promoção da recuperação da área degradada.

Os requeridos Município de Balneário Camboriú e Cristiano José Bruxel recorreram. 

Durante a tramitação do recurso, veio a esta Promotoria manifestação da Associação de Moradores do Vila Fortaleza, indicando o interesse na celebração de acordo para promover a regularização de parte das ocupações.

Gabinete da 5ª Promotoria mediou as negociações entre Município de Balneário Camboriú, Associação de Moradores da Vila Fortaleza e o proprietário do imóvel. A ordem financeira seria lastreada no instituto da Transferência do Direito de Construir, previsto na legislação municipal de Balneário Camboriú/SC, e que se constitui espécie de título público, a ser emitido pelo Poder Executivo, local em favor do proprietário do imóvel que seria cedido aos moradores do Vila Fortaleza. Esclarece-se que o valor não foi arbitrado pelo Ministério Público, mas pelo próprio poder público municipal.

Todavia, após a definição de obrigações para o acordo, o Município de Balneário Camboriú abandonou as tratativas e esvaziou seu objeto. Em termos práticos, foi discutido um acordo, o qual não foi concluído. Não havendo acordo, a Promotoria de Justiça noticiou o fato ao Tribunal, requerendo o julgamento dos recursos.

 

Ass: Isaac Sabbá Guimarães

 

Ndr: O promotor rebate a nota publicada na edição do dia 17 de outubro, intitulada “Conselhos do Advogado”.


Autoatendimento e fechamento de postos de trabalho

Publicado em 19/10/2021

Muitas pessoas aqui, do Brasil, achavam uma maravilha quando se anunciava, nos Estados Unidos, em alguns países europeus e nos milionários países asiáticos, que, em postos de combustíveis, os próprios motoristas podiam escolher uma bomba de combustível, pagar em uma máquina, com dinheiro ou cartão, e, assim, abastecer seu próprio veículo. Ou, ainda, quando, em alguns casos, pagavam seu bilhete do metrô, sem ter contato com algum atendente mal humorado. Entrar em um supermercado, comprar, embalar e pagar com o cartão, ou dinheiro, sem esperar a lentidão de um operador de caixa em treinamento. Uau! Que coisa linda de se ver.

Mas, lá fora, calibrar o pneu do automóvel tem um custo. São centavos de dólar ou euro, mas tudo bem. É a “modernidade”.

Mas estão chegando, por aqui, tais benesses do consumo sem contato, sem aborrecimento. Eita, que bom!

Nada! Vamos ter que pagar para calibrar nossos pneus. Às vezes, nem temos as tais moedinhas no bolso. Toma cartão para pagar cinquenta centavos.

Vamos ter que abastecer nossos veículos. Bom?! Nem tanto. Sairemos dos postos com cheiro de álcool ou gasolina ou diesel em nossas mãos. E limpá-las onde?

Nos supermercados, os atendentes descompromissados não nos perturbarão, mas, de fato, faremos o serviço que era deles.

Espere um pouco... E o desemprego? Faremos o serviço de outro achando isso bom, mas nos esquecendo que estamos contribuindo com o fechamento de postos de trabalho. Vamos achar isso bom?

Tem modernidade que vem para pior. Isto só em alguns setores, mas teremos muito mais desempregados em curto espaço de tempo. Talvez, em um ou dois anos! Pensemos, agora, no amanhã!

Ass: Gregório José - Jornalista/Radialista/Filósofo / Pós-Graduado em Gestão Escolar / MBA em Gestão Pública


Sonzeira não!

Publicado em 13/10/2021

“Parabéns para os representantes do povo de Itapema pela iniciativa de proibir a utilização de caixas de sons e churrasqueiras nas praias. Que este exemplo sirva  para outros municípios.“Alô, prefeito de Navegantes.”

Ass: Arno

(Transcrito Ipsis Litteris)


Advogado João Martins responde ao JC

Publicado em 04/10/2021

 

“Permita-me esclarecer alguns pontos levantados por você, colunista JC, na coluna de ontem [quarta-feira] e de hoje [quinta-feira], já que não sou o dono da verdade, mas você também não é. Como houve comentários sobre vários assuntos, pontuo-os para melhor compreensão sua e dos seus leitores.

“CPI da Inquisição”

Perceptível sua enorme preocupação quanto a gradação da voz da vereadora Anna Carolina, da oposição, chamando o tom elevado que ela usa de “falta de educação”. No entanto, até o momento você não cobrou punição para os servidores responsáveis pelo enorme prejuízo causado ao erário público, valor superior inclusive ao da famigerada e caríssima reforma da Praça da Matriz. Acho estranho essa omissão por parte de você, JC.

Também, não li nada em sua coluna quanto a compra, documentada, de máscaras que custavam R$ 5, mas foram compradas pelos zelosos servidores pela bagatela de 35 reais. Tudo normal, portanto.

A meu ver, as pessoas inquiridas até agora precisam ser constrangidas sim. Pois assinam ser ler, aceitam ser fiscais do contrato sem saber disso, assinam recebimento de mercadorias que não receberam, diretor que nada sabe, mente e atribui culpa a “equipe” sem nominar as pessoas, dando a entender que na prefeitura de Itajaí, o controle de compra e recebimento de mercadorias é uma esbórnia.

“Tal pai, Tal filha”.

Você se equivocou, JC.  Não fui eu quem achicalhou você nos grupos de Zap. Não fui eu, por exemplo, que o chamou de “malandro”. Também não fui eu quem o chamou de “boca alugada do Volnei Morastoni”.

Para teu comando, geralmente sou respeitoso para com todos e todas, apenas tenho reservas contra pessoas que usam de má-fé, dissimulação ou desprovidas de Inteligência mínima. Portanto, como não o enquadro em nenhuma das condicionantes acima, porque não o trataria de forma respeitosa?

“Agir como agem, pai e filha” Sinceramente? Hipocrisia não me cabe, JC.

Não quero ao meu lado, frequentando a minha mesa, a minha casa, no meu círculo de amigos, pessoas falsas, hipócritas, sem eira nem beira na política, criminosos que já deveriam estar presos aí pousando de bons mocinhos,

E, mais, JC, segundo você, o correto politicamente é o prefeito Volnei Morastoni que abrigou toda a bandidagem política de Itajaí em seu governo. Isso é correto? Achas mesmo que eu iria querer ver minha filha um dia ser prefeita para abrigar e dar emprego para político bandido, é?

Você mente quando diz em sua coluna: “Age igualzinho ao pai. Humilha, publicamente, adversários, xingando, de tudo quanto é nome e, depois, pede para o humilhado dar um pulinho no seu gabinete pra prosear amenidades”. Te desafio a citar um único caso que eu tenha convidado algum desafeto para trocar figurinha? Quanto a vereadora Anna Carolina, o que me chega é diferente. As pessoas vão ao seu gabinete cheias de “boas intenções” assumem compromisso de votar assim e assado, mas depois pressionadas pelo governo, publicamente, e descaradamente, desdizem em público aquilo que afirmavam no particular. 

Eleição na OAB

Sou democrata por natureza, portanto JC, defendo que em tudo e para tudo haja sempre a contrariedade e a oposição, pois isso mantém vivo o ideal libertário e afasta o comodismo daqueles que ocupam cargos eletivos.

OAB é uma entidade diferente das demais, em nada se parece com o conselho de medicina, engenharia, etc. A OAB se caracteriza pelo contraditório, pela defesa das instituições democráticas, pela defesa das pessoas desassistidas e pela defesa intransigente da classe, sem titubeios.

Também, uma subseção com a de Itajaí que tem mais de 2500 advogados inscritos, necessita de atenção quase que exclusiva do advogado que a preside, com enorme prejuízo no campo pessoal, profissional e principalmente financeira. Isso é fato que não merece mais discussão.

Portanto, sou reticente à candidatura constituída na boca da eleição apenas para ajudar a chapa estadual. Lamentavelmente, tem advogado que se sujeita a ser candidato à presidente da subseção tão somente para fazer favor, ou atender o pedido do candidato estadual, sem ter o mínimo conhecimento das dificuldades que o esperam, caso seja eleito.

Por isso é preciso saber quem o candidato presidente atenderá primeiro: quem lhe remunera ou quem lhe onera? Presidência de subseção é encargo, é oneração financeira, dispêndio de tempo, inclusive finais de semana e nas madrugadas.

Então, JC,. Dou-te dois exemplos: Se o presidente for servidor público e não puder se afastar do local de trabalho, mas precisam dele para acompanhar um colega que foi preso em flagrante na polícia federal, o que achas que acontecerá?

Também, JC, vai que um colega advogado se desentenda com o juiz durante a audiência e recebeu voz de prisão, sendo exigida a presença do presidente da OAB, mas ele está ministrando aulas ou provas e teve que desligar o celular, como ficará o colega nessa situação?

Então JC, para ser presidente de uma subseção trabalhosa como a nossa, o advogado há de querer ser presidente, demonstrando sua intenção com um bom tempo de antecipação, acompanhando no que puder os trabalhos desenvolvidos pela entidade, e não cumprir tabela  somente porque outros que as vezes nem são do município, estão a caça de um candidato seja ele quem for, independente das consequências que haverá no futuro para toda a categoria.

É apenas isso, JC. Vai que eu esteja errado por querer o melhor para nós advogados e seu escrevinhador secreto esteja correto fazendo crer aos leitores que a eleição da OAB é apenas mais uma eleição como qualquer outra, onde o candidato depois de eleito se diz enganado e fecha as portas da entidade até a próxima eleição, como já aconteceu mais de uma vez em Itajaí.”

 

At.: João Martins

(Transcrito Ipsis Litteris)


Cartas do Leitor


Rachas na avenida Brasil

“Primeiramente quero parabenizá-los pela matéria relativa a questão dos rachas de veículos na Av. Brasil ...

Saudações pelo niver

  “DIARINHO 43 anos,  uma saudação e um abraço especial neste dia 12 de janeiro  de 2022  para a direção ...

Desabafo sobre a TPA

Essa taxa é o maior absurdo que já existiu! Temos casa em Mariscal, Bombinhas, há 30 anos, sempre pagamos ...

Reclamação

  Na esquina das ruas Pedro Batista da Silva e Luís Lopes Gonzaga, no São Vicente, abriu uma tabacaria ...

Transporte público

Não só Camboriú tem dificuldades por causa do número reduzido de linhas de ônibus. Itajaí para Balneário ...

Símbolo

“Nem tudo está perdido. No governo Ci, passaram a máquina em cima do ninho das corujas burraqueiras ...

Calçadão do Gravatá:

“Embora não devam concluir até o natal, a única parte boa é a de concreto (concreto?) de passagem para ...

Obras na BR 470

“Filas quilométricas inclusive na 101, infrações de trânsito de todos os tipos como :forçar entrada, ...

Perder a fé não é opção!

É bom fazer tudo de coração, porque nada, nada nessa vida é em vão.   O arquiteto planejou tudo com ...

Postinho do Rio Bonito

“Em 1º lugar quero agradecer ao DIARINHO e equipe por nos ceder o espaço. Esta é a segunda vez que venho ...

Ver todos as cartas

Obituário


Registro de mortes ocorridas no dia 26 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas no dia 25 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorrida no dia 24 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas nos dias 22 e 23 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência ...

Registro de mortes ocorrida no dia 19 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorrida no dia 18 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas no dia 17 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas no dia 14 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorrida no dia 13 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Registro de mortes ocorridas no dia 12 de janeiro, comunicadas por Santa Catarina Assistência Familiar ...

Ver todos os obituários