Blogs | A bordo do esporte


A bordo do esporte

Por Flávio Perez - redacao@diarinho.com.br

A bordo do esporte


ABB Formula E abre oitava temporada na Arábia Saudita

Publicado 27/01/2022 19:11

Competição terá novos pilotos, equipes mais fortes para desafiar os atuais campeões Nyck de Vries e o novo time Formula E Mercedes-EQ

As duas corridas serão em Diriyah no período da noite, as únicas provas noturnas na 8ª temporada

Novo formato de qualificação estreia com duelos direto entre pilotos

O Campeonato Mundial ABB FIA Fomula E retorna nesta sexta (28) e sábado (29)com as duas rodadas de abertura da 8ª temporada.

As provas serão realizadas à noite em uma das pistas tecnicamente mais desafiadoras da série, ao redor das paredes do Patrimônio Mundial da UNESCO em Diriyah, na Arábia Saudita.

Os fãs voltarão às arquibancadas e milhões de pessoas estarão sintonizadas ao vivo em todo o mundo para ver o line-up de 11 equipes e 22 pilotos de classe mundial se lançarem na corrida pelo título do Campeonato Mundial da FIA, que terá este ano o maior calendário de todos os tempos com 16 corridas.

Mercedes-EQ atrás da corrida dupla

Os atuais campeões mundiais Nyck de Vries (Holanda) e o time da Mercedes-EQ irão defender seu campeonato mundial.

Enquanto seus rivais mais próximos da temporada passada seguem com as formações inalteradas, nesta temporada três novos pilotos assumem um assento no grid de Formula E mais competitivo até o momento, incluindo o acréscimo do ex-piloto de Formula 1, o italiano Antonio Giovinazzi.

O neozelandês Mitch Evans e o britânico Sam Bird estão de volta com a Jaguar TCS Racing, enquanto a DS TECHEETAH confirmou que o francês bicampeão Jean-Eric Vergne mais uma vez se alinha com o vencedor da 6ª temporada, o português Antonio Felix da Costa.

A Envision Racing buscará construir uma temporada positiva, com o alemão Robin Frijns, quinto lugar na classificação da última temporada e o kiwi Nick Cassidy, que não é mais apenas o novato, mas um sério candidato ao título.

Depois de uma campanha inaugural atribulada, o inglês Jake Dennis, da Avalanche Andretti, está de volta e é acompanhado pelo único piloto norte-americano no grid, o campeão da Indy Lights de 2019, Oliver Askew.

A ROKiT Venturi Racing entra em uma nova campanha cheia de otimismo com o vice-campeão do ano passado, o suíço Edoardo Mortara, acompanhado pelo campeão de 2016/17 o brasileiro Lucas di Grassi.

A formação totalmente alemã da TAG Heuer Porsche Formula E Team permanece com Pascal Wehrlein e Andre Lotterer que vão novamente em busca da primeira vitória da Porsche no automobilismo totalmente elétrico, enquanto o britânico Oliver Rowland se junta ao compatriota Alexander Sims na Mahindra Racing.

O alemão Maximilian Guenther faz a mudança para a Nissan e.dams, ao lado do campeão de 2015/16 o suíço Sebastien Buemi, enquanto a DRAGON / PENSKE AUTOSPORT comprou Antonio Giovinazzi recém-saído da Formula 1, com o italiano se juntando ao brasileiro Sergio Sette Câmara.

Na NIO 333, o britânico Oliver Turvey é acompanhado por vários vencedores do Grande Prêmio de Macau e atual líder do Campeonato de Formula 2 da FIA, Dan Ticktum, também do Reino Unido.

Regulamentos revisados

A partir da 8ª temporada, as corridas de Formula E agora podem ter um tempo adicional de até 10 minutos quando incidentes causarem neutralizações de Safety Car ou Full Course Yellow durante a corrida de 45 minutos mais uma volta.

Os carros Gen2 da Formula E também serão os mais rápidos que já estiveram nesta temporada.

Os pilotos poderão aproveitar 220kW de potência na 8ª temporada, um aumento de 200kW da 7ª temporada, durante as corridas. A potência durante o ATTACK MODE também aumentará para 250kW de 235kW.

O novo formato de qualificação da Formula E, com grupos e duelos de diretos, é inédito no automobilismo mundial e estreará em Diriyah, oferecendo um desafio completamente novo para pilotos e equipes.

Grid duplo no escuro

A Formula E inovou com suas primeiras corridas noturnas, trabalhando em estreita colaboração com o Ministério do Esporte local para transformar o sonho de uma corrida noturna sustentável em realidade em um circuito adaptado em Riyadh Street.

O circuito rápido e fluente de 2,49 km, ladeando o impressionante Patrimônio Mundial da UNESCO At-Turaif, será mais uma vez iluminado pela mais recente tecnologia LED de baixa potência.

Elas reduzem o consumo de energia em até 50% em comparação com as unidades sem LED e são alimentados por geradores de biocombustível de origem sustentável.

Da última vez, o atual Campeão do Mundo Nyck de Vries (Mercedes-EQ) estabeleceu os melhores tempos nos Treinos Livres 1 e 2, Julius Baer foi Pole Position e conseguiu a vitória na primeira corrida – o primeiro do holandês na Formula E e Sam Bird (Jaguar TCS Racing) venceu a segunda corrida na sua estreia pela Jaguar.

Sobre a Formula E e o Campeonato Mundial de Formula E da ABB FIA

Como o principal Campeonato Mundial FIA totalmente elétrico do mundo e o único certificado esportivo líquido zero carbono desde o início, o Campeonato Mundial ABB FIA Formula E traz corridas dramáticas para o coração de algumas das cidades mais emblemáticas do mundo, fornecendo uma plataforma de automobilismo de elite para o mundo com fabricantes de automóveis líderes para acelerar a inovação de veículos elétricos.

A rede de equipes, fabricantes, parceiros, emissoras e cidades-sede da Formula E está unida pela paixão pelo esporte e pela crença em seu potencial para acelerar o progresso humano sustentável e criar um futuro melhor para as pessoas e o planeta.

www.FIAFormulaE.com

Sobre a ABB

ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é uma empresa líder global em tecnologia que energiza a transformação da sociedade e da indústria para alcançar um futuro mais produtivo e sustentável. Ao conectar o software ao seu portfólio de eletrificação, robótica, automação e movimento, a ABB expande os limites da tecnologia para elevar o desempenho a novos níveis. Com uma história de excelência que remonta a mais de 130 anos, o sucesso da ABB é impulsionado por cerca de 105.000 funcionários talentosos em mais de 100 países. www.abb.com


Barco AC 40 em produção para America's Cup

Publicado 27/01/2022 14:52

Pouco mais de 11 meses desde que o AC75 'Te Rehutai' da Emirates Team New Zealand cruzou a linha de chegada para conquistar a 36ª America's Cup, sua 'classe irmã mais nova' - o AC40 já está em produção.

Enquanto grande parte do mundo estava tendo uma pausa bem merecida durante a transição de 2021 para 2022, a máquina de regata ganhava vida na McConaghy Boats.

Engenheiros trabalharam 24 horas por dia, 7 dias por semana, esculpindo as ferramentas para o casco da nova classe.

A forma do AC40 é baseada no Te Rehutai - mas já é um passo geracional incorporando uma série de desenvolvimentos aprendidos após a conclusão do AC36 no ano passado.

No estilo usual da America's Cup, o cronograma de design e produção do AC40 foram altamente condensados.

Mas adeu certo devido a uma colaboração global liderada pela equipe do Emirates Team New Zealand com Dan Bernasconi e Richard Meacham, central para o gerenciamento do processo de produção com Mark Evans Group Managing Diretor da McConaghy Boats.

https://www.youtube.com/watch?v=7Y03E17XdGc&t=47s

''Embora a gênese do projeto AC40 venha do design familiar e da inovação das pessoas do departamento de design da Emirates Team New Zealand, realmente tivemos que ultrapassar os limites, utilizando uma combinação do melhor da indústria naval da Nova Zelândia, bem como principais parcerias offshore''.

''Elementos especializados, como as plataformas, estão sendo construídos pela Southern Spars e o talento de construção de barcos que temos nas instalações de construção da ETNZ está produzindo os braços laminados''.

''Também temos uma grande parceria utilizando o poder de produção de uma organização como a McConaghy Boats na China para os cascos, decks e equipamentos, bem como o grupo North Sails Marine com o pacote aerodinâmico'', disse Richard Meacham.

A McConaghy Boats vem construindo barcos de regatas compostos com tecnologias de construção líderes há mais de 50 anos em uma variedade de classes de Maxi, como Wild Oats (o iate de maior sucesso na Sydney Hobart).

Em ventos fracos, o AC40 deverá ser capaz de navegar até 26 nós a 46º a favor do vento e 30 nós de velocidade do barco a 138º a favor do vento.

Nos limites superiores de 20 nós, espera-se que as velocidades do barco aumentem para 39 nós a favor do vento a 41º e 44 nós a um ângulo de 155º a favor do vento.

''Normalmente durante a construção de um barco AC a equipe de projeto tem um pouco mais de tempo para desenvolver e finalizar a hidráulica , eletrônicos e sistemas, mas como o processo de produção é tão rápido neste caso, tivemos que finalizar muito mais de nossos projetos em relação a essas áreas antecipadamente e garantir que eles estejam corretos'', disse Dan Bernasconi.

Enquanto as equipes da America's Cup usarão seus AC40 para testes, desenvolvimento e treinamento de competição e eventos preliminares, eles serão usados ​​para a Copa América Feminina e Juvenil como uma ferramenta fundamental para criar o caminho para a Copa América para mulheres e a próxima geração de marinheiros frustrados.

 

 

 


Barco Phytoervas 4Z divulga calendário de regatas para 2022

Publicado 26/01/2022 10:18

Após a estreia em 2021 com importantes resultados na vela oceânica nacional, o Phytoervas 4Z Sailing Team já tem a agenda cheia para o ano de 2022.

Eventos como a Copa IC Santos - Regata Volta Ilha das Cabras, em 5 de março e, no mesmo mês, a primeira etapa da Copa Mitsubishi, com regatas entre os dias 12 e 13 e os dias 19 e 20 de março, são os primeiros do time.

A equipe formada por 15 amigos velejadores está no seu período de treinamento antes de estrear nas competições em março deste ano. Para a nova temporada, o barco, que fica no Iate Clube de Santos (ICS), foi modificado para ganhar mais ritmo.

O modelo do Phytoervas 4Z Sailing Team é um Soto40 com as medições para correr na classe ORC, considerada a principal de rating no mundo.

"Trocamos o estaiamento do barco para dar mais segurança nas velejadas. Fizemos toda remodelação do deck, colocando um piso novo e trocamos o gurupés para ter um balão maior e dar mais velocidade ao barco''.

''Renovamos e intensificamos também o patrocínio da marca de cosméticos Phytoervas e, com isso, estamos programando a troca de velas", comentou Marcelo Sansone, velejador da equipe.

Segundo os representantes do Phytoervas 4Z Sailing Team,  as modificações foram feitas pensando também nos adversários para ter alternativas durante as regatas.

''Isso faz a nossa equipe sair da zona de conforto. Continuamos todos juntos, de 15 a 16 amigos na equipe. Nosso time é bem unido e estamos focados no calendário definido junto com a Phytoervas", finalizou Sansone.

Entre os dias 2 e 10 de abril, o barco ficará em exposição no Rio Boat Show no Rio de Janeiro (RJ).

Parceria com a Phytoervas 

A parceria com a marca Phytoervas teve início em julho do ano passado na participação da equipe na Semana Internacional de Vela de Ilhabela, uma das principais competições de vela oceânica da América do Sul.

"Estamos muito contentes com a parceria. A Phytoervas é uma marca voltada aos produtos naturais e à sustentabilidade. A vela tem toda a conexão com o propósito da marca! Estamos também com foco na alta performance e com o que o barco pode nos proporcionar com essa parceria", disse Sansone.

"Estamos conscientes e focados em fazer entregas de qualidade para a Phytoervas. Ela é fundamental para mantermos nosso alto rendimento: foi o que contribuiu para o reforço de jogo de velas, por exemplo. Estamos muito contentes e nosso primeiro evento com a empresa será antes das primeiras regatas da temporada! Queremos que todos tenham resultados satisfatórios durante as competições!", concluiu.

Entre os destaques no calendário, a equipe já está confirmada para a Semana Internacional de Vela de Ilhabela de 2022, que será realizada entre os dias 23 e 30 de julho, e para a Regata Santos Rio, no dia 4 de novembro.

"Estou muito satisfeito com o nosso barco, o equipamento e a tripulação! Em nosso ano de estreia, fomos vice-campeões do Brasileiro e ganhamos a última etapa da Copa Mitsubishi! Para coroar esse ano de estreia, consolidamos o patrocínio com a Phytoervas. A felicidade é enorme pela renovação com um calendário cheio pela frente. Parabenizo a todos, e vamos em frente! Somos uma tripulação de amigos e o foco é continuar crescendo!", comentou o comandante Marcelo Bellotti.

A tripulação é formada por Alexandre Wissenbach, que também é comandante do Montecristo e outros velejadores com experiência em regatas de alto nível em diversas classes, a maioria com resultados expressivos tanto em competições nacionais quanto internacionais.

Foto: Aline Bassi | Balaio

Sobre a Phytoervas 

Phytoervas é uma marca inovadora de cuidados para o cabelo. São várias linhas para atender a diversidade dos consumidores brasileiros. Além disso, a Phytoervas preocupa-se em entregar produtos de formulações desenvolvidas através da cosmética integral, sem sulfato, sem parabenos e sem corantes. Produtos ótimos, que trazem resultados incríveis e fragrâncias diferenciadas.

Saiba mais em: https://www.phytoervas.com.br/

 


Atleta olímpica disputa Brasileiro de Snipe grávida de 31 semanas

Publicado 25/01/2022 20:43

A capixaba Odile Ginaid fez parte da equipe olímpica brasileira por dois ciclos olímpicos e inspirou muitas meninas a disputar regatas de monotipos pelo país.

A velejadora está inscrita no Brasileiro de Snipe, que ocorre nesta semana em Vitória (ES).

A atleta segue competindo mesmo grávida e nesta temporada vai correr esperando o menino Dante em casa.

Odile está grávida de 31 semanas e a barriguinha já aparece no colete salva-vidas utilizado pelos competidores.

A capixaba terá como proeiro Bruno Falco no Brasileiro de Snipe, que foi aluno dela na Escolinha de Vela do ICES. Ela conta que a gravidez não a impediu de praticar o esporte que mais ama de forma competitiva.

''Sempre fui ativa e me mantive no esporte, praticando outras modalidades e velejando em toda a gestação. Velejei o Sul-Americano de Laser e o Mundial Feminino de Snipe no ano passado. A diferença agora é que a barriga está maiorzinha, mas só isso! Ainda tenho muito espaço para passar por baixo da retranca'', contou Odile Ginaid.

O cuidado, segundo a atleta da classe Snipe, é a diversão! ''Sem pressão de resultado. Mas em uma coisa ele está me ajudando muito: no peso''.

Nas águas de Vitória (ES) estão confirmados os bicampeões mundiais Bruno Bethlem e Dante Bianchi. Os dois somam juntos oitos títulos nacionais na categoria. Outra dupla de alto nível na disputa será Juliana Duque e Rafael Martins, atuais medalhistas de bronze dos Jogos Pan-Americanos.

Atletas inscritos

Felipe S. de Linhares e Andreis Castro
Alex B Juk e Piero Furlan
Odile Ginad e Bruno Falco
Liana Fragoso e Luca C Miguel
Junior João Manoel Ammar e Felipe Cade Contarini
Geral Eduardo Beirão e Paulo Sérgio Beirão
Caio Pantoja e Rachel Gatti Armani
Ralf Rosa Fo. e Alfredo Rovere
Arcéllio Moreira e Thiago C. Sangineto
Héctor J A Concha e Breno Gervásio
Eduardo Bediaga e Enrique Pradal
William Brown e André Zenóbio
Gabriel Caju Rodrigues e Raphael Chalhub
Bernardo L. Peixoto e Lucas Gabor Urmenyi
José Vicente Monteiro e Maria Hackerott
Caio Ribeiro Bailly e João G Petersen
Manuella E Moreira e Ian franzen
Rafael Gagliotti e Flávio Castro
Eduardo C Lebreiro e Rodrigo Haje
Erick Diegues e Enzo de Abreu
Marcelo Bellotti e Ellion Santana
Nick Pellicano Grael e Alexandre Muto
Thiago Cintra e Dante Novaes
Adriano Burges Santos e Gustavo Machado
Daniel Platt de Matos e Alexandre Niederauer
Mario Sergio de Jesus e Gabriel P Borges
André Guarischi e Alexandre Tinoco Amaral
Rodrigo Stephan e Miguel Machado
Malcolm Scofield e Gustavo Baiano
Cristian Franzen e Fábio Fregapani Silva
Carlos Ubiratã C Menezes e Carlos Alberto G. Barreto
Tony F L Bengo e Rodrigo de Oliveira
Victor hector Demaison e Matheus Goncalves
Juliana Duque e Rafael Martins
Bruno Bethlem e Dante Bianchi

Fotos: Camilla Baptistin


Brasileiro de Snipe 2022 começa em Vitória (ES)

Publicado 25/01/2022 20:38

A 72ª edição do Campeonato Brasileiro de Snipe começa nesta terça-feira (25), no Iate Clube do Espírito Santo, com 35 duplas participantes de nove estados.

O evento nas águas capixabas contará com grandes nomes da modalidade, incluindo campeões mundiais, medalhistas pan-americanos, atletas olímpicos e a nova geração da modalidade.

A competição oferece seis vagas para o Mundial da classe, que será em agosto, no Clube Naval Cascais, em Portugal.

A categoria Snipe é uma das mais concorridas do país. Já passaram por ela os maiores nomes da modalidade, como Torben Grael, Lars Grael e Robert Scheidt.

O Brasil detém os títulos mundiais no geral e no feminino. No ano de 2019, em Ilhabela (SP), Henrique Haddad e Gustavo Nascimento foram os vencedores. Já em 2021, na versão feminina em São Paulo (SP), Juliana Duque e Mila Beckerath se tornaram campeãs.

A última edição do Brasileiro de Snipe foi em 2020, no Yacht Club da Bahia, em Salvador (BA). Na ocasião, o título ficou com Matheus Tavares e Flávio Castro. O maior vencedor da história da categoria no Brasil é Alexandre Paradeda, com 13 conquistas.

''O Iate Clube do Espírito Santo tem uma estrutura consolidada para abrigar um evento deste porte e estamos muito confiantes de que será um sucesso. Nossa Marina oferece toda a estrutura para barcos, lanchas, jet-skis e outros tipos de embarcações''.

''Para nós, sediar um evento desse porte significa um importante atrativo turístico para nossa região, que vai receber velejadores de diversas partes do Brasil. Também é uma excelente oportunidade para troca de experiências entre os velejadores'', disse Victor Santos Neves Filho, diretor de vela do Iate Clube do Espírito Santo.

A primeira edição oficial do Brasileiro de Snipe foi realizada em 1949, onde a conquista ficou com Joseph William Morris Brown e Peter Mac Gregor. Outros dois campeonatos nacionais foram disputados em 1945 e 1947.

''A competição será um sucesso com várias atrações como vagas, disputas tradicionais e muita diversão! A forte presença das flotilhas de nove estados mostram que o Snipe é muito forte e de qualidade'', contou Paola Prada, secretária nacional da classe Snipe.

Fotos: Camilla Baptistin


Nova base náutica de Itaparica impulsiona turismo na Baía de Todos-os-Santos

Publicado 24/01/2022 11:39

Consolidado como importante polo turístico da Baía de Todos-os-Santos, o município de Itaparica passa a contar com uma completa e moderna base náutica, que substitui a antiga marina. A obra foi entregue neste sábado (22), pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo (Setur-BA). Foram investidos quase R$ 13 milhões, com recursos do programa Prodetur, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para impulsionar o turismo das águas na região. 

A base náutica dispõe de rampas móveis, cais de atracação flutuante, sede administrativa, posto de combustível e espaços para lojas, restaurante e lanchonete. São 36 vagas secas na área aberta e píeres com 114 vagas molhadas para embarcações. Em parceria com a população e os navegadores, a Setur-BA vai desenvolver ações socioambientais na localidade.  

"A partir de hoje, começa um novo ciclo no turismo náutico da Bahia, com a oferta desse equipamento de padrão internacional, que pode ser comparado aos melhores do mundo. Essa é a primeira entrega do Governo do Estado, de um conjunto de 12 intervenções de infraestrutura turística e ações nas áreas da cultura e meio ambiente, para fomentar a economia regional", ressaltou o secretário estadual de Turismo, Maurício Bacelar.  

Com a inauguração da obra em Itaparica, o próximo passo será a abertura da licitação para a escolha da empresa privada que vai administrar o equipamento. Mas já está disponível a atracação de barcos, com serviço de vigilância. 

"Agora, o nosso município passa a ser um destino superqualificado no turismo náutico, o que abre caminho para outros atrativos que oferecemos, como a história, tradições e gastronomia. Esse movimento de visitantes vai gerar mais emprego e renda nas comunidades ", comemorou o prefeito de Itaparica, Zezinho Oliveira. 

Representando o trade turístico, o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav), seção Bahia, Jean Paul Gonze, falou em parceria. "A Abav vai divulgar esse equipamento, que chega em um momento importante para o turismo, com o reaquecimento das atividades. Parabéns ao governo pelos investimentos em infraestrutura náutica". Estiveram presentes também o comandante da Capitania dos Portos, capitão Paulo Gonzales; e o prefeito de Aratuípe, Professor Tone. 

Foto: Ascom/Setur-BA 


Barco brasileiro é bronze no Circuito Rolex Atlântico Sul

Publicado 24/01/2022 11:01

A equipe do +Bravíssimo ficou na terceira colocação geral do Circuito Rolex Atlântico Sul, tradicional competição de vela oceânica disputada na Argentina e no Uruguai. O barco comandado por Luciano Secchin contou com os atletas olímpicos Jorge Zarif e Gabriel Borges e, além do pódio somando todos os 30 veleiros do evento, venceu na categoria ORC B.

Os capixabas foram para a última regata de barla-sota tentando tirar a vantagem dos argentinos Mac (campeão geral) e do Katara (vice), mas acabaram em terceiro. O circuito abriu com a regata Buenos Aires Punta del Este e depois promoveu provas de percurso médio e entre boias no balneário uruguaio. A outra equipe brasileira na disputa, o Crioula, ficou em quinto no geral sob o comando de Eduardo Plass e com Samuel Albrecht de tático. Os gaúchos importaram um TP52 para a disputa.

“A gente foi para uma tática de tudo ou nada. Se desse super certo poderíamos vencer e o pior das hipóteses era pegar quarto. Subimos uma posição e ficamos no pódio. Foi o melhor barco abaixo dos 40 pés na competição”, explicou Luciano Secchin.

O +Bravissimo vive uma fase positiva na modalidade. Em 2021, o time do Iate Clube do Espírito Santo foi vencedor da Semana Internacional de Vela de Ilhabela.

Com olímpicos a bordo e mais experientes, o time de Luciano Secchin já se estrutura para correr o Mundial de ORC 2022, que será na Itália.

O próximo evento de ponta da modalidade será o Brasileiro de ORC em Santa Catarina no início do mês de fevereiro. A competição marcará a estreia de uma série de veleiros e tripulações novas na vela brasileira após a liberação da importação de embarcações estrangeiras. Outros ganharam apoio e investiram como o Inaê Amstel Ultra, que fará sua primeira disputa de título em Florianópolis.

Texto: Flávio Perez


Polo Aquático: Clubes se preparam para o Campeonato Brasileiro Interclubes Sub-20

Publicado 21/01/2022 18:36

O Campeonato Brasileiro Interclubes Sub-20 abre o calendário da PAB (Polo Aquático Brasil) em 2022 e será realizado entre os dias 02 a 06 de fevereiro, na Arena ABDA, em Bauru (SP). Os times filiados se preparam física e tecnicamente desde as primeiras semanas do ano para a competição, que servirá também de avaliação e monitoramento da comissão técnica para formar o elenco de atletas que farão parte da Seleção Brasileira sub-20. 

Mesmo com o recesso no final de ano, algumas equipes voltaram a treinar nos primeiros dias de 2022. Um exemplo é a atual campeã ABDA, que retornou aos treinos no dia 03 de janeiro. A associação que tem como principal foco revelar jovens atletas utiliza o cronograma de treinos durante a semana para manter os atletas focados no CBI Sub-20.  

“A nossa equipe está treinando desde o dia 3 de janeiro! Os treinos são sempre em dois períodos e quatro vezes por semana. A nossa expectativa é boa para chegar forte na competição! No nosso time não saiu ninguém e estamos com um elenco muito bom. O nosso time está bem confiante e agora é trabalhar bem para alcançar um bom resultado”, explicou Nickolas Momesso, atleta da ABDA.

Com nove jogos na fase de grupos, o CBI Sub-20 terá times jogando duas vezes ao dia. 

"Acredito que os atletas estão com a expectativa alta e irão buscar sempre entregar um melhor jogo, uma melhor jogada e isso é  o maior prêmio para todos que amam a modalidade", destacou Alexandre Zwicker, Presidente da PAB.

O elenco do Sesi-SP encerrou a temporada de 2021 com o planejamento para o Campeonato Sub-20 deste ano. A equipe comandada pelo treinador Thiago Batista começou com treinos na academia e a parte técnica na piscina. 

“No final do ano passado o foco da nossa equipe era não perder o ritmo no recesso que teríamos por conta da competição ser logo no começo de fevereiro. Sendo assim, em janeiro, voltamos treinando intensamente para chegar no campeonato com o melhor condicionamento físico, tático e técnico”, disse João Silveira, atleta do Sesi-SP. 

Campeonato Brasileiro Interclubes Sub-20 feminino

Vice-campeã na última edição, o elenco do Flamengo realizou sua preparação do time base juntamente com o adulto para buscar o título do nacional.

“Voltamos visando o campeonato sub-20. Estamos treinando forte e focadas com o time adulto. Com esse planejamento, a expectativa é sempre a melhor! Buscamos o primeiro lugar e poder realizar um ótimo campeonato”, pontuou Jeniffer Kathlen.

O Campeonato também é fundamental para o atleta que tem como objetivo defender o Brasil em competições internacionais. O técnico da seleção brasileira feminina, Rafael Hall, pontua o quanto é importante atletas do masculino e feminino estarem focados na disputa nacional.

“O atleta precisa sempre estar preparado para Seleção. O sub-20 é a categoria mais importante até mesmo para o atleta que busca vaga no time adulto do clube. Estamos próximos da Copa UANA e os atletas que buscam jogar o torneio precisam focar, treinar e mostrar um polo aquático de alto nível no CBI”, afirmou Rafael Hall, técnico da seleção brasileira. 

Foto: Luiza Moares


Barco Inaê Amstel Ultra se reforça para disputas da vela oceânica em 2022

Publicado 21/01/2022 18:21

Um dos barcos mais tradicionais da vela brasileira abre a temporada 2022 com o patrocínio master da Amstel Ultra, marca de cerveja holandesa para o segmento de baixa caloria. O Inaê Sailing Team passa a se chamar Inaê Amstel Ultra e disputará os principais campeonatos da modalidade, incluindo o Brasileiro de ORC, Semana Internacional de Vela de Ilhabela e a Santos-Rio.

A equipe de Santos (SP) conta com uma tripulação amadora, mas com velejadores experientes em seu plantel ao longo de mais de duas décadas correndo os principais campeonatos da modalidade de oceano.

O novo veleiro será revelado ao público no próximo dia 22, no Iate Clube de Santos, na baixada santista. A primeira competição será no início de fevereiro em Florianópolis (SC) com as regatas Circuito Santa Catarina e Brasileiro de ORC.

O veleiro de 40 pés está em processo de adaptação para a temporada 2022. O Inaê Amstel Ultra é um First 40.7, projetado pelo renomado designer Bruce Farr. Apesar de ser um modelo de 1999, mais de 20 anos depois , o conceito barco continua sempre aparecendo entre os 10 primeiros colocados em diversos campeonatos mundo afora.

A embarcação, um cruiser racer, sofreu um total 'REFIT' em 2018 com um projeto de otimização desenvolvido pelo próprio Bruce Farr para correr na ORC Internacional , a 1ª. divisão da vela de oceano.

''A chegada da Amstel Ultra incentiva ainda mais a dedicação do time. Com os recursos que estamos recebendo, conseguimos montar uma equipe que, apesar de amadora, reúne grandes experiencias em funções que tínhamos algumas dificuldades. Tenho certeza de que pela experiência de cada integrante, teremos condições de velejar prazerosamente e certamente isso trará resultados positivos'', disse Bayard Neto, comandante do barco Inaê Amstel Ultra.

''Nos últimos 20 anos, as empresas apoiadoras são aquelas em que os velejadores são empreendedores ou executivos. Tem sido raríssimo grandes marcas se ligarem a este tão nobre esporte. Esperamos que este seja apenas o 'ponta pé' inicial e que outras grandes marcas se somem a Amstel Ultra para apoiar, incentivar e desenvolver a vela de oceano. Aqui estão os maiores medalhistas olímpicos e diversos campeões mundiais do esporte a vela''.

Para 2022, os velejadores fizeram um upgrade de equipamentos eletrônicos, que são sempre importantes informações para as estratégias durante as provas. ''Esperamos nos divertir com muito prazer durante as velejadas e quem sabe subir em um pódio ou outro!'', finalizou Bayard Neto.

Calendário 2022 do Inaê Amstel Ultra:
Circuito Santa Catarina e Brasileiro de ORC i - Iate Clube Veleiros da Ilha
Copa ICS – Iate Clube de Santos
Copa Mitsubishi – Yacht Club Ilhabela
UBATUBA SAILING WEEK UIC - Ubatuba Iate Clube
PAULISTA DE VELA DE OCEANO - SANTOS - SP
Semana de Vela de Ilhabela – YCI – Yacht Club Ilhabela
Regata Santos-Rio - ICS/ICRJ – Iate Clube de Santos e Iate Clube RJ
Circuito Rio – ICRJ - Iate Clube Rio de Janeiro
Regata Marinha do Brasil – CIR - Clube Internacional de Regatas

Acesse o Instagram do veleiro Inaê -- https://www.instagram.com/veleiroinae/

Curta a página do Facebook -- https://www.facebook.com/veleiroinae/ 

E se inscreva no canal do Youtube da equipe -- https://tinyurl.com/tcm2lfp

Sobre a Amstel Ultra

Ultra é um segmento novo de cervejas. Cervejas com baixa caloria. Além disso, Amstel Ultra é sem glúten e baixa em carboidratos, tudo isso com 4% de teor alcoólico. A única com pare de contar calorias. Quando a gente se diverte, não conta calorias. Ultra relembra que diversão não é oposto a uma vida mais equilibrada e oferece o melhor produto para que o consumidor pare de contar calorias.

Amstel Ultra é a única cerveja com apenas 72 calorias, sem glúten, baixa em carboidratos e com 4% de teor alcoólico. Amstel Ultra, puro malte com menos calorias para você parar de contar calorias.

Beba com equilíbrio. Venda e consumo proibidos para menores de 18 anos.


São Paulo (SP) sedia 14ª edição do Pesca & Companhia Trade Show

Publicado 19/01/2022 12:36

A 14ª edição do Pesca & Companhia Trade Show será realizada de 17 a 20 de março no Pro Magno Centro de Eventos, em São Paulo (SP). A tradicional feira anual é direcionada ao mercado de pesca, náutica, camping, mergulho e turismo da pesca, e está aberta ao público por meio da aquisição de ingressos. Mais de 80 expositores estão confirmados na exposição, que deve atrair mais de 10 mil visitantes. O espaço de 6 mil metros quadrados terá as últimas novidades do segmento.

Mais de 4 mil profissionais do setor como representantes, palestrantes, lojistas e vendedores estarão no Pesca & Companhia Trade Show. Diversas secretarias de estado estarão presentes para divulgar seus destinos turísticos como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, SEBRAE de Goiás e Corrientes (Argentina).

O evento está incluso no calendário oficial das principais feiras do mundo, publicado pela revista Angling International.  

''O Pesca & Companhia Trade Show tem como principal foco o desenvolvimento do mercado da pesca esportiva. Os expositores são fabricantes e importadores de equipamentos de pesca esportiva, operadores e agentes do turismo especializados como pousadas, resorts, barcos-hotéis, e órgãos governamentais que fomentam o turismo da pesca'', disse Marcelo Claro, organizador do evento.

Serviço:

Evento: 14ª edição do Pesca & Companhia Trade Show

Datas: 17 a 20 de março de 2022

Endereço: Av. Profa. Ida Kolb, 513 - Jardim das Laranjeiras, São Paulo (SP), 02518-000

Horário: 13h às 21h (quinta a sábado) e 10h às 18h (domingo)


Paraíba recebe 48° edição do Campeonato Brasileiro de Ilca Laser

Publicado 19/01/2022 12:21

Realizada na praia de Intermares, em Cabedelo, na Paraíba, a 48º edição do Brasileiro de Ilca Laser começou nesta terça-feira (18) e vai até sábado (22). O intuito da competição em águas nordestinas é formar a equipe brasileira nas categorias masculina e feminina, rumo aos Mundiais da ILCA 2022.

O campeonato nacional é disputado por mais de 150 jovens velejadores de 14 estados do País em busca de uma vaga na seleção brasileira. Os estados participantes são Paraíba, Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Sendo o maior evento da categoria do Brasil, a seletiva também visa os Campeonatos Mundiais da ILCA 2022 das classes: ILCA 6 Juventude Masculino e Feminino; ILCA 4 Masculino e Feminino; ILCA 7 Sub 21 e ILCA 6 Sub 21 Feminino.

"Estamos com os jovens atletas muito bem treinados e firmes no objetivo de obter classificação para os Campeonatos Mundiais ao longo de 2022.O destaque especial fica para a Categoria ILCA 6 | Antiga Classe Laser Radial, cujo resultado final do Campeonato Brasileiro será somado ao resultado da Copa da Juventude no final do mês em Maria Farinha(PE)", explicou Jônatas Gonçalves, Gerente da CBvela. 

A expectativa da CBVela é das melhores possíveis para com o Campeonato Brasileiro da Classe ILCA - Paraíba 2022. ''O Estado da Paraíba tem condições ideais para a prática do esporte a vela, proporcionando ótimas velejadas e disputas acirradas", comentou Jônatas Gonçalves, Gerente da CBvela.

Sobre a CBVela

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.


Porsche Taycan será o Safety Car da Formula E 2022

Publicado 19/01/2022 11:59

O primeiro carro esportivo totalmente elétrico da Porsche - o Porsche Taycan - é o novo Safety Car do Campeonato Mundial de Fórmula E da ABB FIA

A estreia será na rodada de abertura da temporada 2022 nos dias 28 e 29 de janeiro em Diriyah, Arábia Saudita.

O modelo carro-chefe da linha Taycan acelera de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos e atinge velocidade máxima de 260 km/h.

A potência de até 560 kW (761 PS) dá ao safety car alto desempenho!

O carro conduzirá corridas no coração de cidades icônicas do mundo, incluindo Londres, Cidade do México, Nova York, Berlim, Mônaco e Seul.

O português Bruno Correia será o piloto do safety car em mais uma temporada.

''Estamos orgulhosos que a Fórmula E tenha confiado esta tarefa à Porsche – uma que é importante para a segurança de seus pilotos'', disse Thomas Laudenbach, vice-presidente da Porsche Motorsport.

''Com o Taycan Turbo S como safety car, estamos dando uma importante contribuição para a segurança nas pistas e também destacando a importância da Fórmula E para a Porsche Motorsport''.

"O design distinto ilustra nosso compromisso com o futuro bem-sucedido desta série de corrida inovadora. Embora sejamos rivais na pista, estamos espalhando essa mensagem para o mundo juntos. Além disso, esperamos que isso também nos permita atrair para um público-alvo mais jovem que ainda não é fã de automobilismo.”

Projetado para ser mais do que apenas o carro de segurança da Fórmula E, a pintura marcante do Taycan exibe as cores das onze equipes do campeonato e as da FIA e da Fórmula E - simbolizando o compromisso de todos os envolvidos na Fórmula E e o caminho comum para o futuro da automobilismo totalmente elétrico.

A pintura também dá uma expressão visual de valores sociais, como diversidade e comunidade, enquanto o número 22 reconhece o desempenho dos 22 pilotos que disputarão o Campeonato Mundial de Pilotos.

''A Fórmula E está encantada que o Porsche Taycan Turbo S servirá como Safety Car do campeonato a partir da 8ª temporada'', disse Jamie Reigle, CEO da Fórmula E. 

''Ao projetar o Safety Car da Fórmula E, a Porsche reinventou a função crítica de segurança na pista para ser um símbolo poderoso do compromisso do campeonato com um futuro eletrificado e a unidade dos competidores no Campeonato Mundial de Fórmula E da ABB FIA''.


Dobradinha brasileira no Circuito Rolex em Punta del Este

Publicado 18/01/2022 18:56

A vela oceânica brasileira segue com bons resultados no Circuito Rolex Atlântico Sul disputado na Argentina e no Uruguai.

Nesta terça-feira (18), os dois barcos do País na tradicional competição sul-americana fizeram dobradinha na regata de percurso na Playa Mansa, em Punta del Este, no Uruguai.

Campeão da Semana de Vela de Ilhabela 2021, o +Bravíssimo ficou em primeiro lugar seguido pelo Crioula, que usa um TP52 trazido da Europa.

Foi a segunda regata da competição! Na prova de abertura, de Buenos Aires a Punta del Este, o +Bravíssimo ficou na terceira colocação na ORC B e 12º no geral

Os brasileiros competem contra outros quase 30 veleiros dos países vizinhos!

A prova teve 15 milhas náuticas de percurso na Baía de Maldonado. Os ventos variaram de 15-22 nós.

O velejador capixaba Luciano Secchinn está satisfeito com o trio de atletas que integra o veleiro +Bravíssimo.

Os olímpicos Jorge Zarif e Gabriel Borges se uniram ao proeiro Alfredo Rovere na equipe do Espírito Santo, aumentando ainda mais o nível da tripulação.

”É como ter Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique a bordo! A gente só precisa cuidar da zaga para não tomar gol. Largamos muito bem, as coisas deram certo. Agora é recuperar o prejuízo, pois nosso descarte é longo”, comparou Luciano Secchinn, comandante do +Bravíssimo.

”O vento estava muito forte hoje, para se ter uma ideia empurrava a gente pra trás no píer. Por isso a prova foi na Baía de Maldonado, mais abrigada. Velejamos limpo a maior parte do tempo sem outros barcos atrás. Vamos concentrar para tentar levar esse caneco para o Brasil”.

A competição termina no sábado (22). As regatas desta quarta-feira (19) serão de barla-sota em Punta del Este. Na quinta-feira (20) será descanso, sexta-feira (21) mais provas entre bóias e a decisão no sábado.

O Katara (Julian Somodi) lidera classificação geral do Circuito Rolex Atlântico Sul, seguido pelo San Gregorio. O +Bravíssimo é o quinto e o Crioula o 18º.

Vale lembrar que a equipe gaúcha do Crioula não correu a regata de abertura.

Texto: Flávio Perez

Foto: Cláudio Cambria


Brasileiro de Optimist 2022 mantém sucesso de participantes

Publicado 18/01/2022 16:00

O Rio de Janeiro colocou novamente seu nome na história dos vencedores do Brasileiro de Optimist, tradicional competição da vela de base para jovens até 15 anos e que ocorre sempre no início do ano.

Desta vez, os cariocas Arthur Back e Joana Cocchi levantaram a taça no evento, que foi disputado Cabanga Iate Clube, em Maria Farinha (PE).

A competição da vela nacional teve 12 regatas disputadas, com a participação de 139 embarcações de nove estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo, Distrito Federal e Paraíba. Somado ao Brasileiro de Estreantes, que ocorreu na primeira semana do ano, também no Cabanga, mais de 200 crianças e adolescentes participaram do evento organizado pela CBVela - Confederação Brasileira de Vela.

Arthur Back (Iate Clube do Rio de Janeiro) não deu chances aos adversários vencendo a competição com 30 pontos de vantagem para Joana Cocchi, que é sua prima e representa a mesma flotilha Zé Carioca, como é chamada a equipe.

''Estou muito feliz por conquistar o campeonato brasileiro. Queria agradecer ao Iate Clube do Rio de Janeiro e ao Felipe Novelo, meu técnico. Quero continuar evoluindo assim para conseguir a vaga para a Turquia'', disse o carioca Arthur Back. Em 2020 e 2021, a medalha de ouro também ficou com a equipe carioca nas mãos de Lucas Freitas.

''A gente começou treinando juntos no Iate Clube do Rio de Janeiro e agora fizemos essa dobradinha na minha primeira vez em Maria Farinha. Gostei muito do Iate Clube de Pernambuco'', comentou Joana Cocchi em referência ao primo Arthur Back.

''A Classe Optimist mora no coração de todos os velejadores do país e do mundo. Aqui no Brasil, acabamos de completar 50 anos de competições oficiais. Os velejadores que já passaram pela classe ficam torcendo para ter filhos e completam logo a idade para entrar'', explicou Jônatas Gonçalves, gerente da CBVela.

A classe Optimist engloba essencialmente crianças de 6 a 15 anos de idade e por isso muitas famílias utilizam a categoria e o Esporte a Vela como ferramenta de educação para seus filhos e netos.

''Não há dúvida de que o esporte possui características fantásticas de formação de caráter e de personalidade, moldando princípios e valores em nossos jovens cidadãos. Não somente as famílias, mas os Clubes, Federações e a própria classe no país e no mundo tem papel importante na organização de eventos de qualidade, competições justas e trabalho junto aos empresários e fornecedores para termos equipamento de qualidade em todos os lugares do mundo. Parabéns aos familiares que acreditam no esporte como importante ferramenta de educação dos jovens'', completou Jônatas Gonçalves.

A próxima edição do Brasileiro de Optimist será em janeiro de 2023 no Iate Clube de Brasília, no Distrito Federal. Já Mundial de Optimist 2022 será realizado em Bodrum, na Turquia, de 27 de junho a 7 de julho. O Brasil conquistou esse título em 2021 de forma inédita com o paulista Alex Kuhl.

O primeiro campeonato brasileiro da categoria Optimist foi realizado em 1973 no Rio de Janeiro (RJ) e teve o paulista Eduardo Melchert (YCSA) como vencedor no geral. Ao longo de quase 50 anos de evento para garotos e garotas até 15 anos, nomes como Alexandre Paradeda, André Bochecha Fonseca, Martine Grael e Marco Grael foram campeões nacionais.

O evento no Cabanga Iate Clube teve a presença do bicampeão olímpico e 15 vezes campeão mundial de vela, o velejador Robert Scheidt. Ao lado do filho Erick e de Alexandre Paradeda, campeão mundial e pan-americano, o velejador falou aos futuros representares do Brasil na modalidade em Maria Farinha (PE).

''A garotada deveria aproveitar essa experiência na vela para a vida e se divertir! Se é o sonho tem que trabalhar, tem que ter vontade e determinação. Eu faria tudo outra vez, as coisas passaram rápido, parece que foi ontem! Dá para praticar dos quatro aos 80 anos de idade!'', contou Robert Scheidt.

Assista o bate-papo completo com Robert Scheidt -- https://www.youtube.com/watch?v=Ymhj0hoPNwY

A CBVela também organiza nesta semana no Nordeste mais campeonatos da vela jovem, incluindo o brasileiros de 29er e 420 no Cabanga de Pernambuco, além do Brasileiro de ILCA Laser no Iate Clube da Paraíba. A Copa da Juventude será de 22 a 30 de janeiro no Cabanga Iate Clube. No mesmo período ocorre o Campeonato Brasileiro de Snipe no Iate Clube do Espírito Santo.

''A vela brasileira tem tradicionalmente todos seus campeonatos brasileiros durante este mês e além disso teremos o maior evento da vela jovem da CBVela que é a Copa da Juventude. Nos estamos com muitas expectativas para avaliar os novos atletas que estarão disputando os eventos'', explicou Juan Siera, diretor da CBVela.

''Além disso, aproveitaremos para transmitir os novos conhecimentos técnicos, adquiridos depois de um ciclo Olímpico e pan americano para todos os treinadores e gestores náuticos presentes'', concluiu.

Mirim Feminino
1º Sam Watson – ICRJ – RJ
2º Júlia Cunha – ICRJ – RJ
3º Raphaela Vasconcellos – ICRJ – RJ
4º Mila Eleanor – ICRJ – RJ
5º Juliana Salles – ICRJ – RJ

Mirim Masculino
1º Henrique Lucena – ICRJ
2º Matheus Green – ICRJ – RJ
3º Luiz Felipe Vodopives – CNC – RJ
4º Pedro Bastos – ICES – ES

Infantil Feminino
1º Joana Cocchi – ICRJ – RJ
2º Laura Santos – ICRJ – RJ
3º Sophia Osthoff – ICRJ – RJ
4º Lara Nakamura – ICSC – SC
5º Beatriz Raposo – CICP – PE

Infantil Masculino
1º Arthur Back – ICRJ – RJ
2º Davi Neves – ICSC – SC
3º Zion Brandão – ICRJ – RJ
4º Erick Schidt – ICSC – SC
5º Henrique Tannous – EVI – SP

Juvenil Feminino
1º Melissa Paradeda – ICSC – SC
2º Valentina Roma – CICP- PE
3º Carolina Witsiers – YCSA – SP
4º Maria Brumm – ICRJ – RJ
5º Gabriela Paixão – ICRJ – RJ

Juvenil Masculino
1º Enzo Ricardi – ICRJ – RJ
2º Augusto Torre – VDS – RS
3º Renato Gomez – ICB – DF
4º Daniel Holck – CC – RJ
5º Lucas Sant’Anna – CICP – PE

Campeonato Brasileiro por Equipes
1º Rio de Janeiro
2º Rio Grande do Sul
3º Santa Catarina

 

Últimos vencedores 

2010 - Salvador – YCB – Geral: Martin Lowy / YCSA – Yacht Club Santo Amaro
Feminino: Claudia Mazzaferro (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
2011 – Rio de Janeiro, RJ
Geral: Gabriel Elstrod (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
Feminino: Júlia Correia (CNC – Clube Naval Charitas)
2012 – Porto Alegre, RS – Clube dos Jangadeiros 
Geral: Leonardo Lombardi (CNC – Clube Naval Charitas)
Feminino: Maria Luiza Cimardi Rupp (ICSC – Iate Clube de Santa Catarina)
2013 – São Paulo, SP / Yacht Clube Santo Amaro
Geral: Pedro Correa (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
Feminino: Olívia Belda (CCSP – Clube de Campo São Paulo)
2014 – Maria Farinha, PE / Cabanga Iate Clube
Geral: Tiago Quevedo (VDS – Veleiros do Sul)
Feminino: Clara Penteado (ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro)
2015 – Rio de Janeiro, RJ / Iate Clube do Rio de Janeiro
Geral: Tiago Quevedo (VDS – Veleiros do Sul)
Feminino: Daniela Luz (ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro)
2016 – Florianópolis, SC / Iate Clube de Santa Catarina / Jurerê
Geral: Tiago Monteiro (CICP – Cabanga Iate Clube de Pernambuco)
Feminino: Marina da Fonte (CICP – Cabanga Iate Clube de Pernambuco)
2017 – Vitória, ES / Iate Clube do Espirito Santo
Geral: Nicolas Yudji Bernal (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
Feminino: Marina da Fonte (CICP – Cabanga Iate Clube de Pernambuco)
2018 – Salvador, BA / Yacht Clube da Bahia
Geral: Leonardo Crespo (ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro)
Feminino: Nina Borges Pessoa (CNC – Clube Naval Charitas)
2019 – Ilhabela, SP / Escola de Vela de Ilhabela
Geral: Gustavo Glimm (Veleiros do Sul)
Feminino: Gabriela Vassel (Escola de Vela de Ilhabela)
2020 – Porto Alegre, RS / Veleiros do Sul 
Geral: Lucas Freitas (Iate Clube do Rio de Janeiro)
Feminino: Joana Gonçalves (Iate Clube do Rio de Janeiro)
2021 – Rio de Janeiro, RJ / ICRJ
Geral: Lucas Freitas (Iate Clube do Rio de Janeiro)
Feminino: Melissa Paradeda (Escola de Vela de Ilhabela)

 

Sobre a CBVela

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.

Foto: Tsuey Lan Bizzocchi/Cabanga

 


Especialistas em cripto jogos apostam em projetos como o Meta Soccer para jovens investidores

Publicado 17/01/2022 20:41

Os jogos de futebol virtuais são verdadeiras febres em todas as idades! Do início da série Fifa Soccer nos anos 90 nos videogames e PCs, passando pela simples timeline do Elifoot, e nos sistemas mais trabalhados como Football Manager, e atualmente com o fantasy  Cartola, milhões de dólares são investidos em desenvolvimento, atualização e marketing para que cada vez mais usuários.

O Meta Soccer já movimenta milhões de dólares antes mesmo de ser lançado e promete unir propriedades lucrativas no universo do futebol, só que agora como os chamados NFTs - não fungíveis tokens. O jogo é desenvolvido do sistema Play To Earn (jogue para lucrar) e coloca o usuário como um grande treinador, gestor esportivo ou dono de clube. Tudo isso investindo dinheiro - ou criptomoedas - em busca de valorização futura!

O jogo será lançado no segundo semestre de 2022 e o ganês Thomas Teye Partey foi o primeiro jogador profissional a fazer parte do Meta Soccer. O meio-campista atua no Arsenal, da Inglaterra.

As formas de ganho no jogo Meta Soccer são vencendo partidas, terminando as temporadas em boas colocações, vendendo e emprestando jogadores, comissões de futuras vendas, vendendo ingressos, alugando estádio, vendendo olheiros, apostas e popularidade do time.

''O Meta Soccer é um jogo de administração de clube onde você pode ser ou o técnico ou o dono, jogo é inspirado no Brasfoot e no Football Manager e vai fazer parte da rede Polygon ( Matic). No jogo você vai poder enfrentar tanto a máquina quanto players de verdade, projeto vai ter sua última pré venda agora em janeiro'', explicou Andrey Donnerstag, especialista em criptogames da NFT Team Brasil.

Os desenvolvedores do Meta Soccer esperam criar o 'Axie Infinity' do futebol. O jogo citado é uma fantasia envolvendo peixes que se transformou no maior e mais comercializado da blockchain, sendo até transformado em profissão em países da Ásia.

''O legal das NFTs desse jogo é que elas terão durabilidade, pois os jogadores vão se aposentar! O projeto tem uma 'road map' (plano de negócios) muito extensa e ambiciosa querendo futuramente fazer até lives de apostas sobre os jogos''.

As movimentações financeiras do Meta Soccer serão feitas na rede Polygon, da rede Ethereum, a fim de evitar grandes taxações. A moeda do jogo é a $MSU e custa na pré-venda R$ 0,60. Até agora já foram feitas três pré- vendas, sendo as duas primeiras por aproximadamente R$ 750, a terceira por R$2.500 e ainda terá mais uma que será de R$3.000 por token. 

''É um projeto muito ambicioso em relação às atualizações e parece que vai ser enorme, se o jogo conseguir engrenar com muitos players, provavelmente será impossível dar errado'', completou Andrey Donnerstag, que cita o NF11 como outra opção de jogo para futebol, esse bem menos comercializado em forma de tokens.

Atualmente, equipes de futebol já comercializam suas NFTs. O Corinthians, por exemplo, disponibiliza na plataforma da Sorare os cards digitais colecionáveis NFT dos jogadores do futebol profissional do clube. Estes cards digitais são criptocartões com preços definidos de acordo com a identidade e disponibilidade. 

NFT é a sigla para token não fungível, é uma de moeda especial, diferente das criptomoedas como o próprio Bitcoin. As NFTs não são mutuamente intercambiáveis, são como obras de arte ou objetos raros. Algumas são até vendidas por milhões de dólares.

Entre em contato com a equipe On Board Sports:
Flavio Perez
flavio@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
+55 11 99949-8035
???? 
www.onboardsports.net


Barco brasileiro termina em terceiro o tradicional Circuito Rolex Atlântico Sul

Publicado 17/01/2022 13:50
Alterado 17/01/2022 14:06

Campeão da Semana de Vela de Ilhabela 2021, o +Bravíssimo segue em boa fase nas principais regatas do continente.

Neste fim de semana, a equipe capixaba comandada por Luciano Secchinn ficou na terceira colocação da regata de abertura do Circuito Rolex Atlântico Sul.

A prova teve 167 milhas, com largada em Buenos Aires, na Argentina, e chegada em Punta del Este, no Uruguai. Distância quase semelhante à Santos-Rio.

O +Bravíssimo, que é um Felci 315, correu na classe ORC B contra 30 barcos da Argentina e Uruguai. A regra da IRC também valeu pontos para o campeonato! A largada ocorreu às 12h do sábado (15)

A equipe capixaba venceu em 2020 o Circuito. O evento conta com três regatas como a Buenos Aires-Punta, e as regatas costeiras e barla-sota no litoral uruguaio.

''Fomos muito bem na regata, em terceiro na ORCB e 12º na Gearl. Nas últimas milhas, o vento acabou! Mas foi um resultado muito bom para nosso barco'', disse Luciano Secchinn.

O veleiro do Espírito Santo contou com o reforço dos atletas olímpicos Gabriel Borges e Jorge Zarif, além de Alfredo Rovere, que fez parte do SSL Team Brazil.

''Com esses três atletas a bordo, a dinâmica do barco muda muito. A maior parte da equipe é amadora e com eles no time, não tem perda de tempo. Eles tem muito ritmo de regata e antecipam muito as ações'', explicou Luciano Secchinn.

No geral quem ganhou a regata de abertura do Circuito Rolex foi o Katara e o Fita-azul foi o MAC, que é um Soto40.

As próximas provas serão realizadas durante a semana em Punta del Este.

O Brasil terá também os gaúchos do Criuola, que trouxeram um TP da Europa só para as regatas.

Texto: Flávio Perez

Foto: Claudio Cambria


Alexandre Zwicker, novo presidente da Polo Aquático Brasil, planeja os campeonatos nacionais da Liga

Publicado 14/01/2022 17:35

Com menos de um mês para o início do Campeonato Brasileiro Interclubes Sub-20, na Arena ABDA, em Bauru, Alexandre Zwicker, novo presidente da PAB e eleito o melhor dirigente do Brasil pela Best Swimming, fez um panorama dos campeonatos adultos e juvenis no calendário da maior liga de polo aquático do país.

Após eleição realizada em dezembro de 2021, Alexandre Zwicker assumiu a gestão da PAB com o desafio de continuar o crescimento das competições nacionais da modalidade.

“Os últimos dois anos foram difíceis para a realização de campeonatos em qualquer modalidade desportiva. Só que mesmo com tamanha dificuldade enfrentada, a diretoria da PAB conseguiu realizar grandes eventos nacionais para o polo aquático. A maior expectativa é de que haja campeonatos regulares, com toda a segurança para os atletas, os técnicos e todos os envolvidos para que a modalidade continue crescendo”, explicou Alexandre Zwicker, presidente da PAB.

Com partidas realizadas em São Paulo e Rio de Janeiro, a PAB realizou na última temporada o tradicional Brasil Open, além de campeonatos de base e o PAB Kids. Zwicker destaca a importância de envolver as crianças no polo e o apoio da Liga em competições no Nordeste.

“Um grande sucesso da PAB foi o torneio PAB Kids e categorias de base que fomentam a modalidade de forma geral. O PAB Kids foi realizado com grande sucesso nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. É um evento para aproximar a criançada com alegria e comprometimento das equipes filiadas”, celebra o novo presidente.

“A PAB também apoiou e fez a cobertura dos torneios como o HabaWaba, realizado na cidade de Bauru, e a Liga Nacional. Nesta temporada, a PAB Kids terá uma edição na região do Nordeste como forma de integração e desenvolvimento do polo aquático nacional. Além da grande procura de cidades na região centro-oeste para a manutenção do polo aquático nesta região”, completou Zwicker.

A competição que abre o calendário da PAB em 2022 é o Campeonato Brasileiro Interclubes Sub-20 masculino e feminino, realizado de 02 a 06 de fevereiro, em Bauru (SP).

Foto: Luiza Moraes

“Já estamos na expectativa para o torneio Sub-20. Acredito que os atletas estão ansiosos para jogar. Tenho certeza que todas vão entregar o máximo de vontade e qualidade técnica nos jogos. Assim o polo aquático nacional é o maior beneficiado com atletas dedicados”, finalizou o presidente da PAB.

Alexandre Zwicker substitui Alessandro Moscal Checchinato, que ficou na presidência da entidade por dois anos. Nos dois anos de mandato Checchinato esteve à frente de Campanhas Solidárias devido à pandemia de COVID-19 e Campeonatos de categoria e adulto realizados no período.


Irlanda forte na parada para sediar America’s Cup

Publicado 14/01/2022 17:34

A cidade irlandesa de Cork recebeu a visita da equipe de avaliação da America’s Cup no início de 2022.

O Emirates Team New Zealand, atual vencedor do evento, colocou a Irlanda como uma das opções para sediar a 37ª edição, que está prevista para 2024.

A mudança ocorre após uma visita semelhante em meados de junho de 2021, ao local inicial proposto pelos Negócios Estrangeiros da Irlanda, com base no Estaleiro Doyle no Cork Dockyard do Doyle Shipping Group.

Enquanto o Estaleiro Doyle está muito mais próximo das áreas de regata propostas para a 37ª Copa América, a vila estaria localizada no centro da cidade – 13 nm da área de prova.

Acredita-se que a última visita relatada no Irish Examiner seja parte de uma revisão de Ano Novo de todos os locais pela equipe do Reino Unido, aconselhando os campeões da America’s Cup, que sob o atual Protocolo para o AC37 devem anunciar um local antes do final de março de 2021 .

Segundo a Sail World, o anúncio do próximo local é crítico para várias equipes em potencial, que devem ser apoiadas comercialmente.

Os detalhes da segunda proposta irlandesa vazaram para o Irish Examiner por fontes que se acredita serem do Ministério do Esporte da Irlanda, no final de novembro de 2021.

O custo irlandês para um local baseado no centro da cidade de Cork foi agora revisto para 50 milhões de euros.

Há um prazo de 31 de março de 2021 para o anúncio do local. Até agora, quatro clubes confirmaram que apresentaram desafiantes ao Royal New Zealand Yacht Squadron.

Novas equipes, aquelas que não competiram na 36ª America’s Cup, podem começar a velejar três meses depois, em junho de 2022, nos AC75 de primeira geração.

As equipes AC36 existentes não podem navegar em seus AC75 de segunda geração até setembro de 2022.

Vários eventos da America’s Cup serão disputados no local, incluindo a preliminar final entre as equipes concorrentes no AC40 (menor, 40 pés, versão para quatro tripulantes do AC75), juntamente com a Youth America’s Cup, a Womens America’s Cup, o Challenger Selection Series e o próprio America’s Cup Match.

Acredita-se que Auckland seja uma opção muito improvável para a defesa depois que as negociações foram interrompidas em meados de junho de 2021 entre a Emirates Team New Zealand, o governo da Nova Zelândia e o Conselho de Auckland, sem que nenhum acordo fosse alcançado.

A visita da equipe de revisão da Origin Sport, olhando para Cork, ocorreu logo após o término das negociações do governo da Nova Zelândia.


Ulysse Nardin novo parceiro oficial de cronometragem da The Ocean Race

Publicado 14/01/2022 17:21

A primeira etapa da 14ª edição da The Ocean Race terá início em 15 de janeiro de 2023 em Alicante, na Espanha.

Faltando apenas um ano para a largada da primeira etapa, a contagem regressiva começou e a Ulysse Nardin, fabricante de relógios suíço pioneiro, tornou-se o cronometrista oficial da prova.

A Ulysse Nardin tem fortes ligações ao mundo marítimo, desde a sua fundação em 1846.

Em seu papel como parceiro oficial de cronometragem da The Ocean Race, a Ulysse Nardin será responsável por todos os horários oficiais da regata, incluindo contagem regressiva de partida, cronometragem de perna e chegada.

Além disso, Ulysse Nardin estará no centro do Speed ​​Challenge de 24 horas.

Durante as travessias, cada barco, tanto na classe VO65 de design único quanto na classe IMOCA 60, é constantemente monitorado via Race Control.

''O mar sempre fez parte do nosso mundo e a exploração sempre foi nossa ponta de lança'', disse Patrick Pruniaux, CEO da Ulysse Nardin.

''Todos os dias, Ulysse Nardin ultrapassa os limites em todos os campos: técnica, design e inovação. Agora também estamos trazendo a mesma intensidade para a sustentabilidade.''

Um recorde de distância contínua de 24 horas é mantido em toda a perna e o barco em cada classe com a distância máxima percorrida em cada perna vence o desafio de velocidade.

Na edição 2017-18 da The Ocean Race, a equipe AkzoNobel - com as brasileira Martine Grael - estabeleceu um novo recorde de distância de 24 horas para o evento - a marca a ser batida é de 602,51 milhas náuticas (1.116 km), ou uma velocidade média de incríveis 25,1 nós (46,5 km/ h).

Além de seu papel como Parceiro Oficial de Timing, Ulysse Nardin também é o parceiro Time to Act da The Ocean Race, comprometendo-se com o uso responsável e a conservação dos oceanos do mundo.

''Como velejadores, temos respeito absoluto pelo oceano e encontramos esses mesmos valores em Ulysse Nardin, que tem uma longa herança com os velejadores e o mar'', disse Richard Brisius, presidente da The Ocean Race.

''Pedimos a eles que fossem nossos cronometristas. Além do aspecto esportivo de nossa parceria, Ulysse Nardin nos ajudará a respeitar o ritmo das iniciativas sustentáveis ​​que estamos implementando''.

''Através do nosso programa Racing with Purpose, desenvolvido em colaboração com o parceiro fundador 11th Hour Racing, estamos envolvidos numa regata para restaurar o nosso planeta azul. Um relógio Ulysse Nardin é um relógio de excelência, que por natureza tem um futuro sustentável, transmitido de geração em geração''.

Texto: Flávio Perez

 


Maserati escolhe a Formula E para voltar ao automobilismo

Publicado 11/01/2022 18:19

A Maserati anunciou, nesta terça-feira (11),  voltará as corridas em 2023 e escolheu o Campeonato da ABB FIA Formula E para esse retorno. Com o automobilismo e a competição enraizados em seus genes, a Maserati é a primeira marca italiana a competir no mundial dos carros elétricos. 

A combinação da herança de corrida da Maserati – uma marca intrinsecamente ligada ao alto desempenho e sua atitude inovadora em relação à eletrificação – alinha-se perfeitamente com a ABB FIA Formula E e seu Circuito Mundial, a primeira série de automobilismo de corrida totalmente elétrica do mundo.

A Maserati vai estrear no grid a partir da 9ª temporada com o novo Gen3, o carro de corrida da Formula E mais rápido, leve e poderoso de todos os tempos. O Gen3 terá uma série de inovações tecnológicas, de design e produção de líderes do setor.

''Estamos muito orgulhosos de estar de volta onde pertencemos como protagonistas no mundo das corridas. Somos movidos por paixão e inovadores por natureza. Temos uma longa história de excelência de classe mundial em competição e estamos prontos para impulsionar o desempenho no futuro'', disse Davide Grosso, CEO da Maserati.

O compromisso da Maserati com a mobilidade elétrica é impulsionado por uma onda de nova energia, agora acelerada para funcionar em velocidade máxima com o Folgore, a linha elétrica completa.

Todos os novos modelos Maserati também estarão disponíveis em versões 100% elétricas, incluindo Maserati Grecale, Maserati GranTurismo e GranCabrio e o supercarro esportivo Maserati MC20.

''Estamos orgulhosos de receber a Maserati em sua nova casa no automobilismo de classe mundial. O Campeonato Mundial ABB FIA Formula E  é o auge das corridas elétricas. Ele fornece o ambiente perfeito para as marcas de carros de alto desempenho mais dinâmicas e inovadoras para mostrar suas capacidades tecnológicas juntamente com suas ambições esportivas'', comemorou Alejandro Agag, fundador e presidente da F-E.

O Campeonato Mundial ABB FIA Formula E oferece à Maserati uma plataforma perfeita para mostrar a sua herança sem precedentes nas corridas e a Folgore um ambiente onde o alto desempenho e a inovação coexistem fortemente.

Desde o início, as corridas da Formula E nas ruas das cidades mais icônicas do mundo, incluindo Nova York, Mônaco, Berlim, Cidade do México, Londres e Roma, levaram os carros elétricos para todo o mundo hoje indo mais longe por meio de aumentos na eficiência energética, melhorias no alcance da bateria e avanços no desenvolvimento de força.

''Estamos muito satisfeitos pela a Maserati se juntar à era Gen3 do Campeonato ABB FIA  Formula E e desempenhar um papel decisivo na reimaginação do futuro do automobilismo. A Formula E corre no coração das cidades mais emblemáticas do mundo e é seguida apaixonadamente por um público global progressivo. Nossos milhões de fãs em todo o mundo ficarão emocionados ao ver a Maserati se alinhar no grid como uma das marcas de carros elétricos de elite do mundo'', completou Jamie Reigle, CEO da F-E.

A Maserati nasceu na pista com audácia, primeiro dos irmãos Maserati, depois dos seus pilotos. Sua estreia nas corridas foi há 96 anos. O primeiro carro de corrida a ostentar o logotipo Trident no capô foi o Tipo 26, que estreou na Targa Florio em 1926, conquistando o primeiro lugar na classe até 1,5 L, com Alfieri Maserati ao volante.

Trinta e um anos depois, Juan Manuel Fangio venceu o Campeonato Mundial de F1 com a Maserati em 1957. A última vez que a Maserati foi vista em um único lugar foi com Maria Teresa De Filippis, a primeira mulher a se classificar para um Grande Prêmio de Formula 1, a bordo de um 250F.

Sua última aparição nas corridas foi com o inédito MC12, que venceu 22 corridas (incluindo 3 vitórias nas 24 Horas de Spa) e 14 títulos em Campeonatos de Construtores, Campeonatos de Pilotos e Campeonatos de Equipes no FIA GT, a partir de 2004 até  2010.

 

ENQUETE

E essa onda de calor?!

É para gente temer o inferno!

Tô na praia porque gosto de calor, se quisesse frio, ia para a serra

Não vejo a hora de passar

Não saio do supermercado para curtir ar condicionado de graça



TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcasts

Minuto DIARINHO 26/01/2022

Publicado 26/01/2022 21:09




Especiais

Criador da Festa do Pirão 

Fausto Rocha Jr.: 21 anos da morte do ator que Barra Velha (quase) esqueceu

Tradição

DIARINHO: 43 anos na liderança do jornalismo regional

PREVISÕES 2022

Oráculos apostam em um ano de desafios e solidariedade

TUDO JUNTO

Itajaí Shopping une compras, serviços e lazer

COLETA SELETIVA

Navegantes, Penha e Piçarras ainda não dispõem de coleta seletiva



Colunistas

Coluna Esplanada

Linha de frente

Espaço InovAmfri

O novo mundo do 5G

JotaCê

Canetada

Clique diário

Navio da Marinha

Canal 1

Venda de direitos esportivos avançou, mas ainda tem muito a ser feito

Coluna Tema Livre

Nem guru e nem político de estimação

Artigos

Poeta mensageiro

Coluna do Janio

Boa estreia

Coluna Exitus na Política

“Espelho, espelho meu”

Coluna Adjori SC

Veto ao reescalonamento dos débitos de MEIs e empresas do Simples Nacional será derrubado

Coluna do Ton

Na Pose

Instituto Ion | Informando e Inovando

Impacto dos hábitos nas finanças

Na Rede

Na Rede

Via Streaming

Normalidade ampliada

Coluna Fato&Comentário

Tespis Cia. de Teatro: memória e história

Jackie Rosa

Bailon

Coluna esquinas

Grasna, pato, grasna

Coluna do Frei Betto

Feliz Ano Novo




Blogs

A bordo do esporte

ABB Formula E abre oitava temporada na Arábia Saudita

Blog do JC

Fabrício Oliveira e Luciano Hang juntos

Blog do Ton

Evie Sushi chega a Balneário Camboriú com inspiração nos grandes centros urbanos

Blog da Ale Francoise

Biorressonância na prevenção de sua saúde

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯


Fotos