Matérias | Geral


Violência nas estradas

Estudo aponta a BR 101 como a rodovia federal mais perigosa do país

Estrada lidera o ranking nacional de acidentes com vítimas e é a que mais mata em Santa Catarina

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Região entre Itajaí e Balneário está entre os trechos com mais acidentes violentos em SC (foto: joão batista)


Painel da confederação Nacional do Transporte (CNT) sobre acidentes rodoviários mostra que cinco das 10 rodovias federais mais violentas do Brasil em 2020 cruzam o estado de Santa Catarina. A BR-101, que contorna o litoral catarinense, lidera o ranking, sendo a mais perigosa do país. Em segundo lugar aparece a BR-116, que passa pelo centro do estado. Na lista ainda constam as BRs 153, 163 e 376.


A BR-101 também aparece no topo da pesquisa entre as rodovias que mais tiveram acidentes com vítimas no ano passado, com 2882 ocorrências em 2020 em Santa Catarina e 8,7 mil vítimas no país. Considerando só os casos registrados no estado, a rodovia ainda foi a que mais matou, somando 115 vítimas fatais.

Continua depois da publicidade



Em número de acidentes, aparece em segundo lugar a BR-470, que liga Navegantes às cidades do Alto Vale do Itajaí, se estendendo pelo interior do Rio Grande do Sul. As BRs 282, 280 e 116 completam a lista das cincos federais no estado com mais acidentes com vítimas.

Quanto ao número de mortos em acidentes, Santa Catarina tem quatro rodovias federais entre as seis mais fatais do país. A BR-116 está na frente, com 690 vidas perdidas no Brasil em 2020, seguida pela BR-101 na segunda colocação e a BR-153, em terceiro. Em 6º lugar ainda aparece a BR-163, que cruza o extremo oeste catarinense.

Conforme o estudo, as rodovias federais que passam pelo estado somaram 7217 acidentes em 2020, sendo 6031 deles com vítimas e 380 mortes. A pesquisa reúne dados coletados da polícia Rodoviária Federal. No levantamento da série histórica entre 2007 e 2020, o total acumulado em 13 anos é de mais de 201 mil acidentes, com quase 100 mil feridos e cerca de sete mil mortos nas ocorrências.

A relação é de seis fatalidades a cada 100 acidentes no estado. No Brasil, a proporção é de 10 mortes para cada 100 ocorrências. O carro é o veículo que mais se envolve nas ocorrências com vítimas, aparecendo em 44% dos casos no estado. As motos vêm na sequência, com 32% dos números, seguidas dos caminhões, em terceiro lugar, representando quase 18% das ocorrências.

Continua depois da publicidade



A colisão é o tipo de acidente mais comum no estado, perto de 63%, ou 9,5 mil casos no ano passado. O estudo da CNT projeta que o custo dos acidentes é de mais de R$ 1 bilhão, considerando só os casos de 2020 registrados nos trechos das rodovias em Santa Catarina, que representam 10% do custo total nacional – R$ 10,2 bilhões.

BR 101 na região

Em Santa Catarina, os trechos da BR-101 na região da Grande Florianópolis e entre Itajaí e Balneário Camboriú estão entre os mais perigosos, somando a maior parte dos acidentes, conforme dados da PRF. Só em Balneário Camboriú, foram 36 ocorrências registradas no ano passado na rodovia.

No trecho administrado pela Arteris Litoral Sul, foram mais de 2100 acidentes em 2020, com total de 64 mortos, 2348 feridos e 3849 veículos envolvidos. Projetos do contorno viário de Florianópolis e uma nova rodovia estadual que vai passar por cidades do interior entre Biguaçu e Joinville, pretendem desafogar o tráfego na 101 e contribuir pra redução de acidentes.

A última tragédia na 101 esse ano na região foi a morte de dois casais, um de moto e outro de bicicleta. No dia 6 de junho eles foram atingidos por um caminhão carregado de madeira que tombou na subida do morro do Boi, em Balneário Camboriú. Os ciclistas Ivan Antônio Belusso, 40, e Suellen Schveitezer Belusso, 36, de Camboriú, pedalavam no acostamento. Já o casal Allan Leodoro, 26, e Francielin Sperandio, 22, de Balneário, estava na moto. 

Justiça mantém prisão preventiva de caminhoneiro que arrastou moto na BR 101

 

Sandra morreu no local do  acidente

A 2ª vara criminal de Itajaí atendeu manifestação da 8ª promotoria de Justiça e voltou a negar o pedido de revogação da prisão preventiva do caminhoneiro Jeferson Alves Soares, denunciado por homicídio e tentativa de homicídio. Dirigindo um caminhão ele atingiu e arrastou a motocicleta de um casal de Camboriú, na BR 101.

Sandra Pereira, de 47 anos, que estava na carona, morreu, e o marido, Anderson Pereira, 49, que pilotava a moto, ficou ferido. Segundo a promotoria, a defesa do acusado não demonstrou e qualquer fato que pudesse justificar a a soltura.

O acidente, ocorrido em março, ficou conhecido nacionalmente depois que as cenas do caminhão arrastando a moto com o piloto pendurado na porta do motorista, por mais de 20 quilômetros, entre Penha e Balneário Camboriú, viralizaram nas redes sociais. O caminhoneiro estaria sob o efeito de drogas e álcool.



Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





18.204.48.69

TV DIARINHO


Entrevistão com Jorginho Mello Senador PL



Podcast

Entrevistão com Jorginho Mello Senador PL

Publicado 23/07/2021 23:58



Especiais

Referência

Balneário Shopping é porta de entrada de grandes marcas

Boas compras

Diversidade e qualidade caracterizam o comércio de Balneário Camboriú

Uma nova BC

Investimentos públicos pesados para a retomada da economia

Cartão postal de Balneário Camboriú

Roda-gigante mudou a paisagem para sempre

Parque Unipraias

Tedesco é pioneiro no turismo de BC



Blogs

Blog do JC

Se presidente vetar o Fundão, Centrão defende volta de doações empresariais

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela larga com 81 barcos

Blog da Ale Francoise

Dê olho na sua saúde!

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: o que é e vale a pena contratar?

Blog Clique Diário

Retornando...

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Blog do Ton

One of a Kind: coleção inédita será apresentada pela joalheira Cristina Pessoa durante evento na Praia Brava

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Jorginho Mello

“Eu tenho o compromisso do presidente: se eu for disputar a eleição para governador, tenho o apoio dele”

André Gobbo

"Eu tenho absoluta certeza que estamos formando profissionais para o presente e para o futuro”

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯