Matérias | Geral


ESPAÇO CULTURAL

Novo jardim do herbário fica pronto a partir de maio

Área ao ar livre terá jardim sensorial, palco, café panorâmico, espaço pra eventos e até instalações artísticas

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Confira a maquete com as novidades projetadas Foto: reprodução


O jardim do herbário Barbosa Rodrigues, em Itajaí, passará por um processo de revitalização a partir de maio, transformando o espaço em um ponto cultural aberto ao público com uma série de atividades científicas, acadêmicas e artísticas o ano todo. O projeto foi elaborado pelos diretores de arte,  Gutje Woortmann e Fernanda Menegatti,  que serão os curadores da programação cultural do espaço.


A proposta de revitalização, segundo os diretores, busca agregar ciência, arte, cultura e lazer num único local e é inspirada nos melhores centros de cultura e ciência de Londres e Nova Iorque. A área do jardim vai receber diversas instalações. Entre elas está um café com arquitetura sustentável e vista panorâmica, espaço kids, palco pra apresentações artísticas e musicais, jardim sensorial e o jardim das tulipas – uma instalação de arte com tulipas gigantes e área de convivência.

Continua depois da publicidade



Para o espaço estão planejadas atividades socioambientais em parceria com o instituto Echomundo Sustentável. A ideia é também receber estudantes e estimular projetos de educação, com workshops, cursos, feira orgânica e outros eventos. De acordo com a diretora de Desenvolvimento Institucional do herbário, Mirella Monteiro de Castro, o jardim vai funcionar como centro cultural, que será aberto à visitação e terá programação o ano todo, com eventos e exposições permanentes e temporárias.

Os projetos estão dentro de um novo modelo de operação da entidade. “Objetivando transformar o herbário Barbosa Rodrigues em um ponto cultural fundamental para a cidade, e referência na questão da preservação do meio ambiente e sustentabilidade, e consequente geração de receita, tornando o herbário cada vez mais independente e sustentável financeiramente”, destaca.

O espaço cultural deve ficar pronto no segundo semestre. O jardim está passando por limpeza. As árvores e plantas que já existem no local serão mantidas, em harmonia com as instalações que serão construídas dentro de conceitos de arquitetura sustentável. Mirella ressalta que há apenas a situação de uma árvore que ameaça cair no telhado do herbário. Uma avaliação será solicitada aos órgãos responsáveis para decidir o futuro dela.

Programação com semana ecológica

Continua depois da publicidade



Primeiro evento cultural quer juntar tecnologia, música, arte e meio ambiente

O herbário já está planejando o primeiro evento cultural nessa nova fase. O chamado HBR EcoWeek vai reunir tecnologia, música, arte e responsabilidade ambiental com uma exposição de produtos com tecnologias verdes e energias renováveis, apresentação da história da instituição, instalações sensoriais, espaços “instagramáveis”, palestras e pocket shows com artistas do estado.

A programação está sendo pensada num formato que garanta o distanciamento social devido à pandemia. É previsto que o público entre no evento de forma gradativa e faça um percurso pelas instalações quase sem parar. Nas palestras, games e shows serão com limitação de público.

O herbário ainda trabalha na busca de patrocinadores pra garantir a realização do evento, previsto pra acontecer em maio. A programação vai abrir as comemorações para os 80 anos da instituição, em 22 de junho de 2022.

Reabre após seis anos

A revitalização do jardim e reabertura ao público faz parte de um processo de reestruturação e modernização do herbário em andamento deste o início do ano. Fundado em 1942 e em Itajaí desde 1946, a instituição é referência mundial em botânica, abrigando um acervo de 70 mil plantas das mais variadas espécies.

O herbário está com as portas fechadas pra visitas desde 2015. Os trabalhos internos de pesquisa e catalogação foram suspensos devido à pandemia. A entidade se prepara pra reativar as atividades de funcionamento, com a chegada de colaboradores voluntários e equipes de gestores profissionais.

O planejamento prevê iniciativas pra que a instituição gere recursos pra manter as atividades de forma independente e sustentável. As pessoas também podem ajudar com doações, se tornando mantenedoras, voluntárias ou patrocinadoras. As formas de apoio podem ser conferidas no novo site do herbário, no www.herbariobarbosarodrigues.org.br. A entidade é reconhecida como de utilidade pública em âmbito federal, estadual e municipal, mas não recebe verbas governamentais.

O prédio icônico na avenida Marcos Konder abriga o acervo desde 1954 e teve o tombamento homologado pela prefeitura em dezembro de 2020. O decreto encerrou uma ação civil pública que cobrava a finalização do processo de tombamento, pendente desde 2011. O ministério Público ainda espera que o município faça reparos emergenciais no prédio, conforme determinação da justiça no ano passado.

herbáriopesquisainstituiçãoprojetoreestruturaçãocampanharevitalizaçãohistóriabotânicajardim


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.226.76.98

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quinta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 22/04/2021

Publicado 22/04/2021 22:04



Blogs

A bordo do esporte

The Ocean Race anuncia nova iniciativa sobre a mudança climática

Blog da Jackie

Novidadeiras

Blog do JC

Aditivo

Blog da Ale Francoise

Fortificante Natural de Uva!

Blog Clique Diário

Primeira Foto do voo inaugural do helicóptero Ingenuity Mars da NASA

Blog Doutor Multas

CNH Bloqueada? Veja o que fazer para regularizar

Blog do Ton

Terrazza Praia Brava

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”

Fabrício Oliveira

"Se nós tivéssemos leitos hospitalares nós não estaríamos discutindo lockdown'



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯