Colunas


Coluna Exitus na Política

Por Sérgio Saturnino Januário - pesquisa@exituscp.com.br

Sonhos em Tarimbas


A Cidadania, quando existe, é demonstrada pelo respeito ao que é público, ao direito das pessoas, ao reconhecimento de que as instituições instruem e iluminam os caminhos. É algo que precisa ser incorporado, se fazer corpo, fazer-se essencial como oxigênio à respiração humana. Na história das nações, o processo de nascimento e efetivação da Cidadania se fez com lutas, revoluções políticas e mudanças no comportamento. O proveito individual ou os privilégios de pequenos grupos ficaram ressentidos, diminuídos e envergonhados. Provocara-se uma ética de convivência, como o sentimento de desonra sentida por se roubar uma pessoa com deficiências múltiplas.

No Brasil a cidadania ainda está no planeta da esperança e orbita sonhos políticos de democracia. Há muito a ser feito até que a viagem estelar se aproxime de bom fim. Olhando o lastro, nossa cultura política revela a trajetória de um território explorado sem povoação. A Colônia Portuguesa na América era fonte de ouro, de pau-brasil, de cana de açúcar e de todas as minas possíveis para alimentar o Reino lusitano. A Independência foi gerada como íngua num corpo desidratado. O Império foi a costura do personalismo festivo do Rei. A República foi aplicada contra a monarquia e não a favor da construção do Estado propulsor da coisa pública e o bedel frente aos interesses particulares.

E estamos a viajar por galáxias de compromissos personalistas, em naves de segredos sobre os recursos públicos, alimentadas com combustível de corrupções oficializadas em lei. A República [Res-Pública] ainda é esperança visível em sonhos dormidos em tarimbas, camas rudes. O confessionário das propinas engolidas da Petrobras atinge mais de R$ 6 bi, admitidos em acordos de leniência por empresas. Admissão de ato de culpa [Rolls-Royce PLC, Technip Brasil, Flexibras, Camargo Correa, Samsung Heavy Industries, Braskem, Carioca Engenharia, ....]. Eliminado o processo, transferida a Instância e elevada a sentença à deterioração por fungos da prescrição, as condenações da Lava-Jato expuseram a condição de mãos e bolsos na gestão pública.

Noutro trecho da viagem nos deparamos com meteoros gigantescos de orçamentos secretos que tem em reserva R$ 16,8 bi. O deputado que indica a verba e o destino ficam em sigilo. Por que? Uma relação entre Congresso e Governo Executivo, com dinheiro público e que envolve voto e recurso público. Sendo o recurso de fonte pública todo o seu trajeto e caminhada têm que ser, têm que ser, têm que ser feitos à luz do sol. Ainda que, com cara de madeira, o Presidente do Senado diz que é impossível declarar ampla transparência aos recursos utilizados das “emendas do relator”. Completa insanidade republicana.

E numa das curvas cosmológicas o saboroso “Cartão Corporativo” tem recrudescido na transparência sobre gastos o trajeto de consumo e os caminhos do dinheiro cartonado. São de R$ 3,76 mi somente de janeiro à abril de 2020. Foi preciso um jornal entrar na justiça em 2020, mas a sentença de transparência está obscura, em nevoeiro espacial.

A degradação contínua da Nave Brasil tem levado a tripulação a se tripudiar, a se estripar, a condenar-se uns aos outros. A Nau, desgovernada, anda sem rumo, e os comandantes olham para trás, dão círculos e percorrem os mesmos caminhos de antes. Uma viagem com desprezo da ciência, de educação da política de escárnios, do meio ambiente vestido de fogo, da vacina e do jacaré, do vírus e da cloroquina, da inocência beatifica em leniências, do Banco Mercantil do Congresso. Indignação!

Ao acordarmos para a vida de trabalho desta semana que se inicia é preciso arrumar a tarimba, pensar na mesa e no prato. Luta!


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Exitus na Política

“Espelho, espelho meu”

Coluna Exitus na Política

Bocas e orelhas

Coluna Exitus na Política

Exorcismo de Janus

Coluna Exitus na Política

O super-avô

Coluna Exitus na Política

Banco do congresso nacional

Coluna Exitus na Política

O velório da República

Coluna Exitus na Política

Mamãe eu quero

Coluna Exitus na Política

O grito do meu medo

Coluna Exitus na Política

Ser sozinho, com os outros

Coluna Exitus na Política

A água que afoga

Coluna Exitus na Política

Conversar para negar

Coluna Exitus na Política

Direitos e privilégios

Coluna Exitus na Política

Formigas, cigarras e gafanhotos

Coluna Exitus na Política

Planejamento, organização e subir escadas

Coluna Exitus na Política

O farelo que cai da mesa

Coluna Exitus na Política

Partes e todo

Coluna Exitus na Política

Independência, pátria, mátria

Coluna Exitus na Política

A finitude do rei, a vida da coroa

Coluna Exitus na Política

Joel Mattias, um garoto mimado

Coluna Exitus na Política

Nadar em fumaça



Blogs

A bordo do esporte

ABB Formula E abre oitava temporada na Arábia Saudita

Blog do JC

Fabrício Oliveira e Luciano Hang juntos

Blog do Ton

Evie Sushi chega a Balneário Camboriú com inspiração nos grandes centros urbanos

Blog da Ale Francoise

Biorressonância na prevenção de sua saúde

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú



Entrevistão

Gabriel Castanheira

"Se tiver que prender mil vezes o cara, vamos prender mil vezes. É isso que eu converso com a tropa. Tem casos de pessoas que nós prendemos mais de 40 vezes [...] Cometeu um crime? Encaminha para a delegacia.”

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”

TV DIARINHO

Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 26/01/2022

Publicado 26/01/2022 21:09


Especiais

Criador da Festa do Pirão 

Fausto Rocha Jr.: 21 anos da morte do ator que Barra Velha (quase) esqueceu

Tradição

DIARINHO: 43 anos na liderança do jornalismo regional

PREVISÕES 2022

Oráculos apostam em um ano de desafios e solidariedade

TUDO JUNTO

Itajaí Shopping une compras, serviços e lazer

COLETA SELETIVA

Navegantes, Penha e Piçarras ainda não dispõem de coleta seletiva



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯