Matérias | Polícia


TRÁFICO de drogas

Presa dupla que perseguiu e matou no meio da rua

Na casa da vítima, a polícia tinha apreendido quatro milhões em dinheiro

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Polícia apreendeu com suspeitos uma pistola e um revólver 38 (Foto: Divulgação)


Operação da polícia Civil de Santa Catarina e do Paraná prendeu a dupla acusada pelo assassinato de Carlos Cezar Favero da Silva, 52 anos, no último mês de abril, em Porto Belo. A vítima, que estava de carro, foi perseguida pelos atiradores e assassinada  a tiros em um posto de gasolina. A dupla que matou Carlos Cezar foi a mesma que roubou um milhão de reais dele no mês de dezembro de 2020.


No dia 16 de abril, Carlos foi perseguido pelos atiradores desde a sua casa, no bairro Perequê, passando por várias ruas de Porto Belo, até chegar num posto de gasolina na avenida Hironildo ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






No dia 16 de abril, Carlos foi perseguido pelos atiradores desde a sua casa, no bairro Perequê, passando por várias ruas de Porto Belo, até chegar num posto de gasolina na avenida Hironildo Conceição dos Santos, onde foi morto a tiros. O crime foi registrado pelas câmeras de segurança.

Continua depois da publicidade



No mesmo dia, após investigações, a polícia apreendeu na casa da vítima uma pistola 380 com munição, duas máquinas de contar dinheiro, bolsas e malas com R$ 4,1 milhões.

Na investigação, a equipe da delegada Luana Backes descobriu que a vítima estava envolvida com o tráfico de drogas e que J.B., 20 anos, um dos autores do crime, trabalhava para Carlos Cezar.

Em dezembro de 2020, J. planejou e executou um roubo a Carlos Cezar, levando mais de um milhão de reais da vítima. J.B. agiu com a ajuda de A.A.B, 40 anos. Carlos Cezar descobriu a traição do funcionário e teria ameaçado o cara de morte. Com isso, J. e A. planejaram e executaram o assassinato de César. A justiça autorizou as ordens de busca e apreensão e prisão da dupla que vai responder pelo crime na cadeia.

Os dois acusados foram presos na quarta-feira. Eles estavam escondidos em uma casa de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.  Já na casa de J., na cidade de Maringá, a polícia apreendeu uma pistola 380, revólver 38 e diversas munições. Também foram feitas buscas em Balneário Camboriú e Camboriú.

Continua depois da publicidade



portobelohomicidiotraficoabrilprisao


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





34.236.187.155

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 16/06/2021

Publicado 16/06/2021 20:58



Especiais

Mundo da pesca

Oceanógrafo criou raízes, mesmo que aquáticas

Urbanismo

Desafio da praia Brava é crescer mantendo as características de paraíso

Economia

Atividade pesqueira requer atenção especial

Bom momento

Construção civil ganha destaque na economia

Itajaí do rio e do mar

Empresas dos setores náutico e naval reforçam economia



Blogs

A bordo do esporte

Esquiva Falcão confirma luta em 28 de agosto e prevê mais um nocaute

Blog do JC

Pegou fogo na casa do povo

Blog Clique Diário

Navios na city

Blog Doutor Multas

Multa do bafômetro: valor em 2021 e como recorrer

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯