Matérias | Geral


Covid-19

Itapema inicia a vacinação do grupo prioritário com comorbidades

Grávidas, mães que tiveram babys, portadores de síndromes de Down, deficientes e transplantados têm preferência inicial

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Camboriú inicia a vacinação no sábado. Os demais municípios na próxima semana (foto: divulgação)


Itapema inicia nesta quinta-feira a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 para os grupos prioritários por comorbidades. O município destinou cerca de 1350 doses da vacina AstraZeneca que serão aplicadas inicialmente a portadores da síndrome de Down, transplantados, gestantes e mulheres que deram à luz recentemente [puérperas] com comorbidades, pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), independentemente da idade, totalizando 415 pessoas. A aplicação será feita na Unidade de Saúde Gastão Dias Junior, no bairro Morretes.


Nesse mesmo dia serão vacinados os membros da força de segurança do município [policiais militares e civis, bombeiros e agentes que apoiam o decreto das medidas restritivas, conforme determina o ministério da Saúde. Também são contemplados neste grupo os moradores do município com doença renal crônica em terapia de substituição renal. No entanto as doses para estes pacientes foram encaminhadas para os locais onde elas fazem diálise.

Continua depois da publicidade



“Já a população de 55 a 59 anos com comorbidades será vacinada a partir da segunda-feira (10), mediante agendamento”, informa o secretário da Saúde de Itapema, Alexandre Furtado Kons dos Santos. Esse grupo soma cerca de 900 pessoas. Para comprovar a comorbidade, o paciente pode apresentar documentos como exames, receitas, relatórios e prescrições médicas. Os cadastros já existentes dentro das Unidades de Saúde também podem ser utilizados, dependendo dos casos.

Para a segunda fase não há previsão de data para o início da vacinação. O cronograma vai depender da disponibilização de vacinas pelo Estado. Nesta fase serão vacinadas gestantes e puérperas com mais de 18 anos, independente de comorbidades; e pessoas entre 18 e 54 anos com outras comorbidades e deficiência permanente. A aplicação será feita de forma escalonada, da maior para a menor idade. Inicia com o grupo de 50 a 54 anos e finaliza com as pessoas com idade entre 18 e 29 anos.

Camboriú

Em Camboriú a primeira dose do imunizante [AstraZeneca] para os grupos prioritários por comorbidades da fase 1 inicia no sábado. As pessoas que compõem este grupo poderão ser vacinadas das 9h às 17h, no sistema de  mutirão de carros, no pátio da Policlínica, na rua Porto Alegre, 698. Quem não conseguir ser vacinado nesse dia, poderá receber a vacina nas unidades de saúde dos respectivos bairros a partir de segunda-feira, mediante agendamento prévio por telefone ou no local. A secretaria de Saúde de Camboriú não tem ainda o levantamento do número de doses necessárias.

Continua depois da publicidade



Outros municípios devem iniciar imunização destes grupos na próxima semana

 Cada cidade da região terá calendário próprio

Em Navegantes o corpo técnico da diretoria de Vigilância Epidemiológica está elaborando um planejamento especial para a descentralização das vacinas, o que vai agregar maior agilidade e eficiência no processo de vacinação dos grupos prioritários por comorbidades. Nesta semana deverão ser concluídos os grupos com idade de 60 anos ou mais e a previsão é que o início da nova fase ocorra a partir da próxima semana. A Dive não divulgou números de pessoas a serem vacinadas na primeira fase porque ainda está fazendo a comparação das listas recebidas do Estado com as do município. O trabalho deve ser concluído até o final da semana.

Em Penha a primeira fase da imunização deste grupo também deve ocorrer na semana que vem. Nesta quinta e sexta-feira o município está concluindo a vacinação dos grupos de 61 e 60 anos. A data e o número de doses que serão disponibilizadas ainda não foram divulgados. “Tudo vai depender dos repasses das vacinas pelo governo do estado e somente poderemos iniciar o chamamento destes grupos a partir da confirmação oficial”, informou a secretaria de Saúde de Penha por meio da Assessoria de Comunicação.

Em Balneário Camboriú a próxima fase de imunização contra a Covid-19, englobando os grupos de comorbidades, deverá acontecer a partir de segunda-feira (10 de maio). No entanto, o cronograma e as doses para cada grupo vai depender das vacinas que serão disponibilizadas pelo estado”, informou a secretaria de Saúde de Balneário Camboriú, por meio de nota.

Em Itajaí a secretaria de Saúde está fazendo o planejamento para dar início à imunização deste grupo. “Em breve, serão divulgadas informações nos canais oficiais do município sobre quais são as comorbidades contempladas, ordem de vacinação, como deve ser feita a comprovação, locais de vacinação, entre outros fluxos”, informou em nota. “É importante destacar que o município tem autonomia para decidir o início desta vacinação e que neste momento ainda está na fase de imunização dos idosos com 60 anos ou mais”, completa p o documento.

A princípio a vacina destinada a estes grupos será a Oxford/AstraZeneca. A estimativa do  estado é que, inicialmente, 4285 pessoas com comorbidades devem ser vacinadas em Itajaí. Como o ministério da Saúde prevê que os municípios podem adotar estratégias próprias de vacinação, levando em consideração o número de pessoas em cada grupo, o ritmo da vacinação é diferente nas cidades da região.

 

Quem se vacina na etapa das comorbidades

Fase 1

Pessoas com síndrome de Down, pessoas com doenças renais que fazem tratamento por diálise, gestante e puérperas [parto realizado há menos de 45 dias] e com comorbidade, pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC de 55 a 59 anos, além de pacientes de 54 a 59 anos com comorbidades.

Fase 2

Pessoas com diabetes mellitus, pneumopatias crônicas graves e hipertensão pulmonar, hipertensão arterial resistente e nos estágios de 1 a 3. No caso das doenças cardiovasculares o grupo engloba portadores de insuficiência cardíaca, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardites e pericardiopatias; doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas e pessoas com prótese de válvulas e dispositivos cardíacos implantados, a exemplo do marcapasso cardíaco.

Têm direito ainda à vacina na fase 2 os portadores de doença cerebrovascular, doença renal crônica; imunossuprimidos, pessoas com hemoglobinopatias graves, cirrose hepática e obesidade mórbida.

Como o ministério da Saúde prevê que os municípios podem adotar estratégias próprias de vacinação, levando em consideração o número de pessoas em cada grupo, o ritmo da vacinação é diferente nas cidades.

 

 


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.117.38

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 23/06/2021

Publicado 23/06/2021 21:20



Especiais

Mundo da pesca

Oceanógrafo criou raízes, mesmo que aquáticas

Urbanismo

Desafio da praia Brava é crescer mantendo as características de paraíso

Economia

Atividade pesqueira requer atenção especial

Bom momento

Construção civil ganha destaque na economia

Itajaí do rio e do mar

Empresas dos setores náutico e naval reforçam economia



Blogs

Blog Doutor Multas

Proteção veicular pode ser opção melhor que seguro: entenda os motivos

A bordo do esporte

Designer ilustra equipe olímpica de vela no estilo mangá

Blog do JC

Sonhando com o pai Atanásio

Blog Clique Diário

Pássaros

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯