Matérias | Polícia


ITAJAÍ

Empresário, envolvido com roubo de carga, é preso

Ele atua no setor da construção civil e é acusado de pagar dívidas com carga roubada

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Prisão ocorreu nesta segunda-feira no centro de Itajaí (Foto: Divulgação)


O dono de uma construtora de Itajaí foi preso perto do meio-dia de segunda-feira em uma operação que investiga o furto de cargas de vergalhões de aço. A prisão preventiva foi decretada pela justiça e o empresário, de 58 anos, foi preso no apartamento em que mora, na rua Laura Muller, no centro.


Segundo o delegado Osnei Valdir de Oliveira, da DEIC, o empresário atuava no furto de cargas de vergalhões (cabos de aço) e usava o material furtado para pagar dívidas que tinha com outras construtoras.

Continua depois da publicidade



Para os empresários, colegas de profissão, ele informava que tinha os vergalhões em estoque, com nota fiscal, e por isso efetuava o pagamento das dívidas desta forma. As dívidas variavam de R$ 100 a R$ 600 mil.

O empresário é acusado de participar no furto de 92 toneladas de vergalhões de aço. A prisão ocorreu na segunda fase da Operação Ferrum, que, na semana passada, já havia prendido cinco envolvidos há poucos dias.

Na semana passada, também foram cumpridas 14 ordens de busca e apreensão nas cidades de Balneário, Camboriú, Criciúma, Itajaí, Papanduva e Foz do Iguaçu (PR). As ações ocorreram nas casas dos envolvidos, em transportadoras e construtoras.

Os furtos

Continua depois da publicidade



O primeiro roubo de carga de vergalhões aconteceu no dia 10 de março. Um dos integrantes da quadrilha, que trabalhava como motorista, entrou em contato com a transportadora e ofereceu o serviço de frete.

A carga de 31 toneladas de aço foi embarcada em São Francisco do Sul e deveria ser entregue no município de Lins, em São Paulo. Só que o motorista deixou o caminhão estacionado no pátio de um posto de combustível, às margens da BR-101, em Balneário Piçarras, e, no dia seguinte, avisou a Polícia Militar que tinha sido vítima de um furto. A carga foi desviada.

No dia 21 de abril, outra carga de 30 toneladas foi furtada e o crime registrado em São Paulo. Ainda em abril, o delegado conseguiu recuperar parte dos vergalhões de aço na sede de uma construtora de Balneário Camboriú.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





52.203.18.65

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 25/01/2022

Publicado 25/01/2022 21:33



Especiais

Tradição

DIARINHO: 43 anos na liderança do jornalismo regional

PREVISÕES 2022

Oráculos apostam em um ano de desafios e solidariedade

TUDO JUNTO

Itajaí Shopping une compras, serviços e lazer

COLETA SELETIVA

Navegantes, Penha e Piçarras ainda não dispõem de coleta seletiva

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Crescimento da coleta seletiva



Blogs

A bordo do esporte

Atleta olímpica disputa Brasileiro de Snipe grávida de 31 semanas

Blog do JC

Deputado diz que governo Federal dá soco no queixo de catarinenses

Blog do Ton

Evie Sushi chega a Balneário Camboriú com inspiração nos grandes centros urbanos

Blog da Ale Francoise

Biorressonância na prevenção de sua saúde

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú



Entrevistão

Gabriel Castanheira

"Se tiver que prender mil vezes o cara, vamos prender mil vezes. É isso que eu converso com a tropa. Tem casos de pessoas que nós prendemos mais de 40 vezes [...] Cometeu um crime? Encaminha para a delegacia.”

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯