Matérias | Geral


Noite de natal

Grupo Mães da Diversidade organiza uma ceia solidária

Pessoas LGBTQIA+ que não têm acolhimento familiar poderão confraternizar

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Organizadores estão com dificuldades de conseguir doações de alimentos e brindes. Saiba como ajudar pelo número (47) 99652-9608 (foto: ilustrativa)


O Coletivo Mães pela Diversidade, em parceria com o Rotaract Club de Balneário Camboriú e Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), realiza na véspera de Natal uma ceia para pessoas da comunidade LGBTQIA+ que não têm com quem passar essa data. A iniciativa dos voluntários busca promover  uma confraternização às pessoas que sofreram abandono afetivo familiar ou que têm familiares morando longe. “Mais do que uma boa refeição ou um presente de Natal, vamos oferecer afeto e acolhimento. Vamos fazer com que essas pessoas [muitas vivendo à margem da sociedade] sejam tratadas com respeito, carinho”, explica o biólogo Gustavo Ribeiro, diretor de projetos do Rotaract em BC e do Coletivo no estado.


A ceia solidária está programada pras 20h de 24 de dezembro, no campus da Unisul, em Balneário. Os organizadores esperam reunir em torno de 60 pessoas que geralmente passam a véspera de Natal totalmente sozinhas. “Temos pleno conhecimento que esse número representa um universo muito pequeno em relação a comunidade LGBTQIA+ na cidade. No entanto, muitas destas pessoas têm vergonha ou medo de se expor”, acrescenta Gustavo.

Continua depois da publicidade



Os organizadores também disponibilizam um formulário para ser preenchido pelos convidados [principalmente por quem tem alguma restrição alimentar e também para o controle das quantidades de comida e bebida que serão servidos].“Mas caso não possa, ou não consiga preencher este formulário, sinta-se convidado para estar participando da mesma forma” , adianta Gustavo.

Ele conta que essa ceia é a realização de um antigo sonho da primeira suplente na coordenação do movimento Mães da Diversidade, Telma de Freitas, que está na coordenação do evento. Ainda estão envolvidos na organização outras mães do Coletivo, voluntários do Rotaract e Rotary Club, além de membros da comunidade LGBTQIA+. “São pessoas que durante o ano são acolhidos pelo movimento e agora querem retribuir de alguma forma”, acrescenta.

Ceia sem solidão

O gaúcho Lucas tem 27 anos e reside há cinco anos em Balneário, em uma pequena quitinete no bairro dos Estados. Ele tomou conhecimento do evento por uma postagem no Instagram na última sexta-feira. “Desde que vivo aqui é a primeira vez que vou passar a noite de Natal em companhia de alguém e isso é muito bom. Independentemente do que somos ou fazemos, precisamos de afeto e acolhimento”, diz Lucas.

Continua depois da publicidade



Telma diz que Natal é uma data de confraternização familiar e que é muito comum pessoas da comunidade LGBTQIA+ serem excluídas do convívio social nesta época. Inclusive, segundo a ativista, é muito comum se ver nas redes sociais os depoimentos de meninos e meninas falando da tristeza que é passar o Natal longe das famílias e de amigos. Há casos de pais fazerem pessoas transexuais negarem suas orientações sexuais para não constranger a família.

“É por esses motivos que vamos reunir nossas famílias com esses meninos e meninas que precisam de carinho, de amparo. Vamos fazê-los sentirem-se amados e acolhidos”, diz Telma.

Dificuldades com doações

Os alimentos que serão servidos na ceia estão sendo doados pelos voluntários e também por pessoas da comunidade. Gustavo conta que os organizadores tentam parcerias com supermercados, distribuidores de alimentos e comércio para doação de alimentos e brindes. “Até agora não obtivemos sucesso. O comércio local não quer se expor contribuindo com a causa LGBTQIA+. Muitos comerciantes e autoridades locais têm ligação com igrejas e é explícito opreconceito com a nossa causa”, lamenta.

A organização continua aceitando qualquer tipo de doação. Pode ser em alimentos, bebidas, dinheiro ou presentes para serem distribuídos. “Podem ser roupas, bijuterias, produtos de maquiagem. Inclusive, se os comerciantes que fizerem as doações preferirem, manteremos sigilo total. Temos pessoas para recolherem os donativos na região”, diz.

Os contatos podem ser feitos pelo Instagram @rotaractbc ou pelo número (47) 99652-9608, com Gustavo.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





75.101.211.110

Últimas notícias

HORA DA VERDADE

Domingo de pancadaria entre Whindersson Nunes e Popó de Freitas

3ª RODADA DO CATARINENSE

Barra enfrenta o Avaí; Cílio o Próspera e Camboriú o JEC

Piçarras

Vazam informações sobre ação de sonegação de empresário

Previsão do tempo

Final de semana com tempo chuvoso

Problema social

Moça vive em ponto de ônibus há meses

Contra a desinformação

Médico de Itajaí responde dúvidas sobre a vacinação de crianças contra a covid

Turismo

Paisagens de Balneário Piçarras vão virar cartões-postais

Mais de 10 tiros

Homem é executado enquanto dormia

ITAJAÍ

"Ponte" para a pedra de Cabeçudas vira polêmica

Crime Ambiental

PM apreende 1,6 km de rede de pesca ilegal



Colunistas

JotaCê

Assunto da semana

Instituto Ion | Informando e Inovando

Acabar com a pobreza e a Agenda 2030

Na Rede

Na Rede

Via Streaming

Dono da bola

Jackie Rosa

Frase mais dita: O que é esse calor?

Canal 1

Comentarista de arbitragem é ganho na TV esportiva

Coluna Adjori SC

Lideranças empresariais lançam manifesto por mais investimentos no Oeste catarinense

Coluna Esplanada

Linha de frente

Espaço InovAmfri

O novo mundo do 5G

Clique diário

Navio da Marinha

Coluna Tema Livre

Nem guru e nem político de estimação

Artigos

Poeta mensageiro

Coluna do Janio

Boa estreia

Coluna Exitus na Política

“Espelho, espelho meu”

Coluna do Ton

Na Pose

Coluna Fato&Comentário

Tespis Cia. de Teatro: memória e história

Coluna esquinas

Grasna, pato, grasna

Coluna do Frei Betto

Feliz Ano Novo



TV DIARINHO


Entrevistão com Luciana de Castro Ribeiro - Delegada Chefe da Polícia Federal de Itajai





Especiais

Fausto Rocha Jr

21 anos da morte do ator que Barra Velha (quase) esqueceu

Tradição

DIARINHO: 43 anos na liderança do jornalismo regional

PREVISÕES 2022

Oráculos apostam em um ano de desafios e solidariedade

TUDO JUNTO

Itajaí Shopping une compras, serviços e lazer

COLETA SELETIVA

Navegantes, Penha e Piçarras ainda não dispõem de coleta seletiva



Blogs

A bordo do esporte

Regata final do Brasileiro de Snipe 2022 terá disputa baiana pelo título

Blog do JC

Operação Coruja

Blog do Ton

Evie Sushi chega a Balneário Camboriú com inspiração nos grandes centros urbanos

Blog da Ale Francoise

Biorressonância na prevenção de sua saúde

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú



Entrevistão

Luciana de Castro Ribeiro

"A Polícia Federal sabe que um dos principais pontos de lavagem de dinheiro no Brasil é na região de Itajaí”

Gabriel Castanheira

"Se tiver que prender mil vezes o cara, vamos prender mil vezes. É isso que eu converso com a tropa. Tem casos de pessoas que nós prendemos mais de 40 vezes [...] Cometeu um crime? Encaminha para a delegacia.”

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯