Matérias | Especial


TEMPORADA

Empresas de água investem para garantir abastecimento

O aumento exponencial no consumo é ponto de alerta para as empresas responsáveis pelo fornecimento de água

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Para o verão ser só alegria, não pode faltar água nas torneiras. Crédito: Valua Vitaly

O aumento da população nos municípios da Amfri - que chega a dobrar ou triplicar no final de ano - eleva também a demanda por água tratada. As distribuidoras da região evitam di­vulgar estimativas de consumo para este período, mas acumulam investimentos e ações específicas para garantir que não vai faltar água.


O grupo Aegea, responsável pela distri­buição em Bombinhas, Penha e Cambo­riú, já percebeu um aumento de consumo de água de 15% aos finais de semana, o que aponta para uma temporada movi­mentada no litoral.

Continua depois da publicidade



“A gente espera uma quantidade de turistas muito maior do que no ano pas­sado. É o que se desenha, mas não tem como afirmar. Nos preparamos para o maior número de população flutuante possível”, diz a gerente de operações da Aegea, Maraisa Mendonça.

Segundo ela, no último final de ano as pessoas ficaram menos tempo no litoral, “foram embora muito rápido”. Neste ano, o tempo de permanência pode au­mentar, o que gera “um consumo muito alongado”.

O superintendente de operações da Co­nasa, de Itapema, Denis Grassi, diz que o adensamento populacional preocupa, não apenas na Meia Praia, mas também em outros bairros. “A gente investiu bas­tante na ampliação das adutoras, na capa­cidade de produção de água e no armaze­namento”, diz.

A Conasa quadruplicou a capacidade de tratamento - chegando a 700 l/s - e a rede de distribuição - alcançando total de 286 km - nos últimos anos. “Itapema cresce num ritmo alucinante. A engenha­ria ‘sua a camisa’ para acompanhar esse crescimento”, acrescenta.

Continua depois da publicidade



A Emasa, de Balneário Camboriú, por exemplo, aumentou a capacidade de tra­tamento em 42% a fim de atender os pi­cos de demanda. O percentual representa a elevação na capacidade de tratamento de 950 litros por segundo para os atuais 1.350 l/s.

“Nós temos uma bacia do rio Cambo­riú extremamente pequena e que abastece dois municípios. Mas nós tomamos algu­mas medidas nos últimos anos que fun­cionaram, já que não faltou água”, disse o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Entre os investimentos estão uma nova estação de recalque, um novo reservatório capaz de armazenar 3,4 milhões de litros, e um novo sistema de bombeamento.

Em Itajaí, a situação é um pouco dife­rente. Segundo o diretor de Saneamento do Semasa, Victor Silvestre, a empresa já sentiu uma elevação de consumo nos úl­timos feriadões, mas não possui um pico de temporada como Balneário.

Além disso, o Semasa capta água na foz do rio Itajaí-mirim, ou seja, tem à disposição maior volume de água bruta, mas enfrenta o desafio de tratamento com qualidade e rapidez.

“Quando chove muito, num curto es­paço de tempo, a água fica barrenta, com muita turbidez”, diz Victor, mas “quanto mais seco estiver o rio, mais difícil é para tratar a água”. Isso porque “nenhum mu­nicípio rio acima, Brusque, Guabiruba, nenhum tem coleta e tratamento de es­goto”, acrescenta.

Para solucionar o problema, o Semasa investiu em um novo sistema de cap­tação que quase dobrou a capacidade anterior e testa novos meios de trata­mento.

Cuidados com esgoto

Mais consumo de água é sinônimo de mais geração de esgoto. Para isso, as empresas realizam parcerias de fis­calização e conscientização.

Em Balneário Camboriú, onde a prefeitura afirma ter mais de 95% do esgoto tratado, voltou o trabalho de lacração de saídas irregulares de es­goto, e a promessa é avançar mesmo no verão.

Em Itajaí não é diferente. O diretor de Saneamento, Victor Silvestre, diz que a época até é boa para realizar esse tipo de movimento, já que faz a relação imediata com a balneabilida­de das praias.

O Semasa prepara um super muti­rão para verificar as ligações de esgo­to a fim de elevar a cobertura atual, de 26%, - muitas casas já estão liga­das à rede, mas têm alguma irregula­ridade. Apesar do percentual baixo, o foco em áreas-chave garantiu índices positivos de balneabilidade.

“O foco é atingir os 100%. Primeiro, é colocar os imóveis na rede onde tem rede. [Com isso], a gente já chega a 50%”, diz.

A Conasa afirma que Itapema já ultrapassou os 90% de cobertura de esgoto e que depende da ajuda da comunidade e da prefeitura para aumentar o percentual. Segundo o superintendente, Denis Grassi, a em­presa entregou recentemente mais 37 km de rede de esgoto, perfazendo um total de 182 km.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





54.92.164.9

Últimas notícias

HORA DA VERDADE

Domingo de pancadaria entre Whindersson Nunes e Popó de Freitas

3ª RODADA DO CATARINENSE

Barra enfrenta o Avaí; Cílio o Próspera e Camboriú o JEC

Piçarras

Vazam informações sobre ação de sonegação de empresário

Previsão do tempo

Final de semana com tempo chuvoso

Problema social

Moça vive em ponto de ônibus há meses

Contra a desinformação

Médico esclarece dúvidas sobre a vacinação de crianças contra a covid

Turismo

Paisagens de Balneário Piçarras vão virar cartões-postais

Mais de 10 tiros

Homem é executado enquanto dormia

ITAJAÍ

"Ponte" para a pedra de Cabeçudas vira polêmica

Crime Ambiental

PM apreende 1,6 km de rede de pesca ilegal



Colunistas

JotaCê

Assunto da semana

Instituto Ion | Informando e Inovando

Acabar com a pobreza e a Agenda 2030

Na Rede

Na Rede

Via Streaming

Dono da bola

Jackie Rosa

Frase mais dita: O que é esse calor?

Canal 1

Comentarista de arbitragem é ganho na TV esportiva

Coluna Adjori SC

Lideranças empresariais lançam manifesto por mais investimentos no Oeste catarinense

Coluna Esplanada

Linha de frente

Espaço InovAmfri

O novo mundo do 5G

Clique diário

Navio da Marinha

Coluna Tema Livre

Nem guru e nem político de estimação

Artigos

Poeta mensageiro

Coluna do Janio

Boa estreia

Coluna Exitus na Política

“Espelho, espelho meu”

Coluna do Ton

Na Pose

Coluna Fato&Comentário

Tespis Cia. de Teatro: memória e história

Coluna esquinas

Grasna, pato, grasna

Coluna do Frei Betto

Feliz Ano Novo



TV DIARINHO


Entrevistão com Luciana de Castro Ribeiro - Delegada Chefe da Polícia Federal de Itajai





Especiais

Fausto Rocha Jr

21 anos da morte do ator que Barra Velha (quase) esqueceu

Tradição

DIARINHO: 43 anos na liderança do jornalismo regional

PREVISÕES 2022

Oráculos apostam em um ano de desafios e solidariedade

TUDO JUNTO

Itajaí Shopping une compras, serviços e lazer

COLETA SELETIVA

Navegantes, Penha e Piçarras ainda não dispõem de coleta seletiva



Blogs

A bordo do esporte

Regata final do Brasileiro de Snipe 2022 terá disputa baiana pelo título

Blog do JC

Operação Coruja

Blog do Ton

Evie Sushi chega a Balneário Camboriú com inspiração nos grandes centros urbanos

Blog da Ale Francoise

Biorressonância na prevenção de sua saúde

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú



Entrevistão

Luciana de Castro Ribeiro

"A Polícia Federal sabe que um dos principais pontos de lavagem de dinheiro no Brasil é na região de Itajaí”

Gabriel Castanheira

"Se tiver que prender mil vezes o cara, vamos prender mil vezes. É isso que eu converso com a tropa. Tem casos de pessoas que nós prendemos mais de 40 vezes [...] Cometeu um crime? Encaminha para a delegacia.”

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯