Matérias | Geral


CASO CANCELLIER

Documentário mostra falhas na investigação que levou o reitor da UFSC ao suicídio

Produção aprofundou história por trás do caso da PF, analisou processos e retratou os últimos dias de vida do professor Cancellier

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Reitor se suicidou em 2017, após ser preso e afastado do cargo (Foto: UFSC/Divulgação)


Na segunda-feira foi lançado o documentário “Levaram o reitor – Quando o modelo Lava Jato adentrou uma universidade”, que conta os últimos dias de vida de Luiz Carlos Cancellier, ex-reitor da UFSC que se suicidou em 2017, após ser preso e afastado do cargo em operação da polícia Federal. A produção dos documentaristas Patrícia Faermann, Luis Nassif e Nacho Lemus está disponível no canal da TV GGN, no Youtube.


A história por trás do suicídio de Cancellier e os abusos dos processos judiciais contra o ex-reitor e outros professores da UFSC são investigados no documentário. As gravações foram feitas ao longo de seis meses, com financiamento público pela plataforma Catarse. Os documentaristas analisaram milhares de páginas dos processos no Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria Geral da União (CGU), além do inquérito da Polícia Federal e as denúncias do Ministério Público Federal (MPF).

Continua depois da publicidade



A conclusão foi que a perseguição contra Cancellier o levou ao suicídio. Ele e outros professores foram acusados erroneamente de um desvio de R$ 80 milhões na universidade no âmbito da operação Ouvidos Moucos, da PF. O nome faz referência à acusação de que o então reitor teria obstruído a investigação sobre o suposto esquema de desvio de verbas da instituição federal de ensino.

A delegada da polícia Federal Erika Marena, que ganhou projeção nacional por ter chefiado e batizado a operação Lava Jato, em Curitiba, foi quem pediu a prisão de Cancellier em 2017, autorizada pela juíza federal Janaína Cassol, que pegou licença após a decisão. No dia seguinte, a juíza substituta Marjoriê Freiberger derrubou as prisões, mantendo os investigados afastados dos cargos, mas o caso já havia se tornado um espetáculo midiático na entrevista coletiva convocada pela delegada.

O documentário expõe as brechas e erros nas investigações da operação Ouvidos Moucos, trazendo uma abordagem sobre a vida pessoal e acadêmica do ex-reitor, o detalhamento das acusações contra ele e o perfil dos acusadores. A produção ouviu pessoas próximas de Cancellier, com informações inéditas dos últimos dias de vida dele, e traz relatos de jornalistas.

“Uma investigação profunda, com depoimentos corajosos e humanos, sobre a tragédia que foi o maior grito contra a sanha punitivista de setores do Ministério Público e Polícia Federal nos últimos anos”, destacaram os produtores.

Continua depois da publicidade



Cancellier se jogou do último andar de um shopping de Florianópolis em 2 de outubro de 2017. “Minha morte foi decretada quando fui banido da universidade”, escreveu em bilhete deixado no bolso.

O relatório final da investigação da PF indiciou 23 pessoas em 2018, incluindo Mikhail Cancellier, filho do ex-reitor, acusado de ter recebido valores desviados. Em 2019, ele e outras 12 pessoas ligadas à UFSC foram denunciadas pelo MPF à justiça e se tornaram réus por crimes de peculato, inserção de dados falsos em sistemas de informação e violação de sigilo funcional. O caso ainda segue na justiça.

A delegada Erika foi alvo de uma sindicância interna, que não apontou irregularidades na conduta. Ela acabou promovia pra chefia da PF em Sergipe e depois chegou a trabalhar para o então ministro da Justiça, Sérgio Moro, entre o final de 2018 e 2020. A operação Ouvidos Moucos foi encerrada com a morte do reitor, com resultados inconclusivos das acusações e sem qualquer indiciamento contra ele.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





54.92.164.9

Últimas notícias

HORA DA VERDADE

Domingo de pancadaria entre Whindersson Nunes e Popó de Freitas

3ª RODADA DO CATARINENSE

Barra enfrenta o Avaí; Cílio o Próspera e Camboriú o JEC

Piçarras

Vazam informações sobre ação de sonegação de empresário

Previsão do tempo

Final de semana com tempo chuvoso

Problema social

Moça vive em ponto de ônibus há meses

Contra a desinformação

Médico esclarece dúvidas sobre a vacinação de crianças contra a covid

Turismo

Paisagens de Balneário Piçarras vão virar cartões-postais

Mais de 10 tiros

Homem é executado enquanto dormia

ITAJAÍ

"Ponte" para a pedra de Cabeçudas vira polêmica

Crime Ambiental

PM apreende 1,6 km de rede de pesca ilegal



Colunistas

JotaCê

Assunto da semana

Instituto Ion | Informando e Inovando

Acabar com a pobreza e a Agenda 2030

Na Rede

Na Rede

Via Streaming

Dono da bola

Jackie Rosa

Frase mais dita: O que é esse calor?

Canal 1

Comentarista de arbitragem é ganho na TV esportiva

Coluna Adjori SC

Lideranças empresariais lançam manifesto por mais investimentos no Oeste catarinense

Coluna Esplanada

Linha de frente

Espaço InovAmfri

O novo mundo do 5G

Clique diário

Navio da Marinha

Coluna Tema Livre

Nem guru e nem político de estimação

Artigos

Poeta mensageiro

Coluna do Janio

Boa estreia

Coluna Exitus na Política

“Espelho, espelho meu”

Coluna do Ton

Na Pose

Coluna Fato&Comentário

Tespis Cia. de Teatro: memória e história

Coluna esquinas

Grasna, pato, grasna

Coluna do Frei Betto

Feliz Ano Novo



TV DIARINHO


Entrevistão com Luciana de Castro Ribeiro - Delegada Chefe da Polícia Federal de Itajai





Especiais

Fausto Rocha Jr

21 anos da morte do ator que Barra Velha (quase) esqueceu

Tradição

DIARINHO: 43 anos na liderança do jornalismo regional

PREVISÕES 2022

Oráculos apostam em um ano de desafios e solidariedade

TUDO JUNTO

Itajaí Shopping une compras, serviços e lazer

COLETA SELETIVA

Navegantes, Penha e Piçarras ainda não dispõem de coleta seletiva



Blogs

A bordo do esporte

Regata final do Brasileiro de Snipe 2022 terá disputa baiana pelo título

Blog do JC

Operação Coruja

Blog do Ton

Evie Sushi chega a Balneário Camboriú com inspiração nos grandes centros urbanos

Blog da Ale Francoise

Biorressonância na prevenção de sua saúde

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú



Entrevistão

Luciana de Castro Ribeiro

"A Polícia Federal sabe que um dos principais pontos de lavagem de dinheiro no Brasil é na região de Itajaí”

Gabriel Castanheira

"Se tiver que prender mil vezes o cara, vamos prender mil vezes. É isso que eu converso com a tropa. Tem casos de pessoas que nós prendemos mais de 40 vezes [...] Cometeu um crime? Encaminha para a delegacia.”

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯