Matérias | Polícia


BALNEÁRIO

Polícia investiga caso de cão morto por tiro de desconhecido

Snow foi assassinado com tiro de chumbinho; outra cadelinha da família foi atingida com bala no pescoço

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Cãozinho morreu vítima de um disparo com tiro de chumbinho (Foto: Facebook)

O delegado David Queiroz, da polícia Civil de Balneário Camboriú, já iniciou a investigação para apurar o caso de um cão que foi morto com tiro de chumbinho, no centro da cidade. O caso aconteceu no começo do mês de novembro.


O policial não quis revelar detalhes da investigação para não prejudicar a apuração do crime. A dona do cão já foi ouvida na delegacia. Snow, da raça lhasa apso, foi morto no dia 7 de ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






O policial não quis revelar detalhes da investigação para não prejudicar a apuração do crime. A dona do cão já foi ouvida na delegacia. Snow, da raça lhasa apso, foi morto no dia 7 de novembro, na casa da família, na rua 2550. Além dele, a cadelinha Lili, uma beagle, ficou com uma bala alojada no pescoço.

Continua depois da publicidade



A suspeita é que o atirador estivesse incomodado com os latidos. O animal chegou a ser resgatado e levado com vida para a clínica veterinária, mas não resistiu. Ele teve o pulmão perfurado, onde o chumbinho foi encontrado. Já a cadelinha Lili ficou com uma bala com chumbinho alojada no pescoço.

Os conhecidos acreditam que Lili foi ferida uns 15 dias antes do Snow. “Ela estava na rua, entrou correndo e foi para canto se urinando. Viram somente um machucado na altura do pescoço e pensaram ter arranhado em algum lugar que passou. Quando aconteceu a morte do Snow e foi detectado o chumbinho, a tutora lembrou do ocorrido, fizeram o raio-x que mostrou o projétil alojado no pescoço”, conta uma protetora da causa animal.

A secretaria do Meio Ambiente e o conselho Municipal de Proteção Animal (COMPA), também acompanham o caso.

O acusado pode responder por maus tratos, com pena de dois a cinco anos de reclusão, além de multa e proibição de ter a guarda de animais. Como o Snow morreu, a pena é aumentada de um sexto a um terço. A secretaria do Meio Ambiente também poderá multar administrativamente o acusado.

Continua depois da publicidade



A ong Viva Bicho festá organizando a manifestação #justicaporsnow  para os próximos dias. Os protetores e tutores que quiserem participar do protesto podem entrar em contato pelos telefones (47) 9-99071383/Patrícia e 9-9759-8887 /Beatriz.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.89.204.127

TV DIARINHO


Entrevistão Rodrigo Fernandes Juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina





Especiais

Meio Ambiente

Juarez Müller, o homem das árvores e flores, recebe homenagem na Câmara de Vereadores

Escotismo

Grupo Lauro Müller volta renovado após quase dois anos de incertezas

REGIÃO

Confira a lista das escolas particulares

SESC/SENAI

Escola S alia grade curricular básica ao ensino tecnológico e bilíngue

Colégio Energia

Líder em aprovação, Energia acumula 25 anos de credibilidade, qualidade e inovação



Blogs

Blog da Ale Francoise

Intestino Permeável, você tem?

Blog do JC

Instagram de controlador da prefa de Penha é hackeado

A bordo do esporte

Contagem regressiva de sete meses para a Globe 40

Blog Doutor Multas

Recurso suspensão CNH: como fazer?

Blog do Ton

Líbere Fashion Show

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”

Guido Petinelli

O melhor empreendimento é aquele que enriquece o bairro.”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯