Matérias | Geral


Sancionada

“Lei Mariana Ferrer” de proteção a vítimas de crimes sexuais já está valendo

Caso foi inspirado pela influenciadora de Floripa ofendida por um advogado durante audiência 

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Caso foi inspirado pela influenciadora de Floripa ofendida por um advogado em audiência Foto Arquivo.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou nesta segunda-feira um projeto de lei que protege vítimas de crimes sexuais de atos contra a sua integridade moral e psicológica durante o processo judicial – a chamada “Lei Mariana Ferrer”, em referência à youtuber catarinense humilhada por um advogado durante a audiência. 


O PL 5.096/2020 foi aprovado no mês passado pelo Congresso Nacional e promove alterações no Código Penal e no Código de Processo Penal. De autoria da deputada Lídice da Mata (PSB-BA), o caso de Mariana teve repercussão nacional, já que a vítima denunciou um suposto estupro em uma casa noturna de Floripa.

Continua depois da publicidade



Durante o julgamento do caso, o advogado de defesa do acusado, Gastão da Rosa Filho, fez várias menções à vida pessoal de Mariana, inclusive usando fotografias íntimas e que não tinham relação com os fatos apurados. O advogado foi acusado de desrespeito, preconceito, machismo, agressão verbal e até “julgamento antecipado” do caso. Segundo Mariana Ferrer, as fotos foram forjadas.

No mês passado, o réu foi absolvido da acusação por falta de provas – o que causou revolta em ativistas do movimento feminista e de defesa dos direitos da mulher, mobilizando famosos como Rafa Kalimann, Gabriela Prioli, Debora Secco e Ratinho, todos a favor da moça.

Segundo a lei agora sancionada, durante as fases de instrução e julgamento do processo, ficam vedados a manifestação sobre fatos relativos à pessoa denunciante que não constem dos autos e o uso de linguagem, informações ou material ofensivos à dignidade dela ou de testemunhas.

O projeto de lei também eleva a pena para o crime de coação no curso do processo. A coação é definida como o uso de violência ou grave ameaça contra os envolvidos em processo judicial para favorecer interesse próprio ou alheio, e recebe punição de um a quatro anos de reclusão, além de multa. Pelo texto aprovado, essa pena será acrescida de um terço em casos de crimes sexuais.

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.81.89.248

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quinta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 02/12/2021

Publicado 02/12/2021 18:01



Especiais

Meio Ambiente

Juarez Müller, o homem das árvores e flores, recebe homenagem na Câmara de Vereadores

Escotismo

Grupo Lauro Müller volta renovado após quase dois anos de incertezas

REGIÃO

Confira a lista das escolas particulares

SESC/SENAI

Escola S alia grade curricular básica ao ensino tecnológico e bilíngue

Colégio Energia

Líder em aprovação, Energia acumula 25 anos de credibilidade, qualidade e inovação



Blogs

A bordo do esporte

Contagem regressiva de sete meses para a Globe 40

Blog do JC

Colombo recebe título de doutor honoris causa da Universidade do Contestado

Blog Doutor Multas

Recurso suspensão CNH: como fazer?

Blog do Ton

Líbere Fashion Show

Blog da Ale Francoise

Você conhece a seiva do dragão?

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”

Guido Petinelli

O melhor empreendimento é aquele que enriquece o bairro.”

Ana Tereza Canziani Pereira Boschi

"O Implanon é tecnologia de ponta, e a gente vai oferecê-lo para as mulheres de Itajaí”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯