Matérias | Especial


PORTO DE ITAJAÍ

Governo federal pretende lançar edital para desestatização em 2022

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]



A versão preliminar do modelo de desestatização será apresentada à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) em novembro. Na sequência, o projeto segue para as fases de consulta e audiência pública. Se concretizadas as etapas, com aprovação do TCU, análise pelo Conselho do PPI, no prazo que imagina, o governo federal promete lançar edital para desestatização no segundo semestre de 2022.


Concretizada a mudança, quem vai ditar as regras e contratações de serviços, pelos próximos 35 anos, é a nova empresa. No modelo atual, para uma empresa operar um terminal dentro do porto público, o governo municipal é que fica responsável pela licitação e pelos contratos de arrendamento.

Continua depois da publicidade



Segundo o governo federal, o pacote de desestatização vai demandar aproximados de R$ 2,8 bilhões em investimentos. Os valores devem ser usados para dragagem de manutenção e de aprofundamento do canal de acesso, expansão e melhoria das estruturas de proteção aquaviárias, recuperação, manutenção e ampliação de infraestruturas.

Mas, apesar do entusiasmo e das promessas do governo federal sobre a desestatização do Porto de Itajaí, o assunto divide especialistas, entidades e a própria autoridade municipal. Enquanto o prefeito diz que a proposta federal vai interromper o ciclo de uma gestão que funciona desde 1997, a Federação das Indústrias catarinense, por exemplo, defende o fim da “ingerência política”.

O modelo atual, com autoridade portuária pública, é praticado em 80% dos portos ao redor do mundo. A gestão privada, pensada no Brasil, tem inspiração no modelo de Melbourne, na Austrália, que viu os preços das tarifas subirem após o processo de desestatização.

“Desde que o Porto passou a ser comandado pelo município, seu desempenho e sua importância para o desenvolvimento do país cresceram exponencialmente. De 1997, ano da municipalização, para cá, expandimos a área de operações portuárias em 110% e, em 92%, os números de atracações. Multiplicamos a capacidade de movimentação e armazenamento dos contêineres em 598% e aumentamos 39% em toneladas”, afirma o prefeito Morastoni.

Continua depois da publicidade



O prefeito criou, com outras entidades da região, o Fórum Permanente de Defesa pela Manutenção da Autoridade Portuária Pública e Municipal. O grupo encaminhou pedidos ao Ministério da Infraestrutura cobrando a manutenção da administração com o município.

“Não somos contra a iniciativa privada, muito pelo contrário, somos favoráveis aos investimentos de modernização do porto e da concessão da operação de todos os quatro berços para tornar nosso porto público ainda mais competitivo, eficiente e ágil”, emendou o prefeito.

Em 2021, o Porto de Itajaí apresentou o maior resultado para o Índice de Desempenho Ambiental das instalações portuárias do país.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





54.158.251.104

Últimas notícias

CAMPEÃ NOS JOGUINHOS

Camboriú conquista título inédito no handebol masculino

ITAJAÍ

Jovem é assassinado a facadas em frente de conveniência

BALNEÁRIO

Tradicional festa de Iemanjá é cancelada

TRISTEZA

Criador do “carro Balada” perde tudo em incêndio

Decisão judicial

Beach clubs de Jurerê Internacional vão ter que demolir estruturas construídas após 2005

Camboriú

Moradores reclamam do abandono de rua em loteamento

Acidente grave

Jogador do Flamengo atropela ciclista que morre a caminho do hospital

Balneário 

Prefeitura vendeu área de praça recém-urbanizada

ITAJAÍ

Noivos usam Chevette 78 conversível em festa de casamento

Entenda

Tarifa Social de Energia Elétrica tem novas regras



Colunistas

JotaCê

Novo tempo

Jackie Rosa

Um café daqueles...

Via Streaming

“Raised by Wolves”

Na Rede

Na Rede

Instituto Ion | Informando e Inovando

O PIX veio para ficar ou não?

Canal 1

SBT tem uma cartilha de mudanças para os próximos tempos

Coluna Adjori SC

Abaixo-assinado cobra mais atenção para as rodovias federais catarinenses

Coluna Esplanada

O “terrível” Grandioso

Espaço InovAmfri

Dados para salvar o meio ambiente

Clique diário

Paisagem

Coluna esquinas

Ferida aberta

Coluna do Janio

Boas notícias no Marinheiro

Coluna Tema Livre

Corrida presidencial

Coluna Exitus na Política

Sonhos em Tarimbas

Coluna do Ton

Inauguração

Coluna Fato&Comentário

“Anuário de Itajaí”- edição especial

Coluna do Frei Betto

Império do medo

Artigos

Um tributo à verdade



TV DIARINHO


Entrevistão Rodrigo Fernandes Juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina





Especiais

Meio Ambiente

Juarez Müller, o homem das árvores e flores, recebe homenagem na Câmara de Vereadores

Escotismo

Grupo Lauro Müller volta renovado após quase dois anos de incertezas

REGIÃO

Confira a lista das escolas particulares

SESC/SENAI

Escola S alia grade curricular básica ao ensino tecnológico e bilíngue

Colégio Energia

Líder em aprovação, Energia acumula 25 anos de credibilidade, qualidade e inovação



Blogs

Blog do JC

Instagram de controlador da prefa de Penha é hackeado

A bordo do esporte

Contagem regressiva de sete meses para a Globe 40

Blog Doutor Multas

Recurso suspensão CNH: como fazer?

Blog do Ton

Líbere Fashion Show

Blog da Ale Francoise

Você conhece a seiva do dragão?

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”

Guido Petinelli

O melhor empreendimento é aquele que enriquece o bairro.”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯