Matérias | Especial


ITAJAÍ

Economia da cidade vem do mar e rio  

Itajaí gerou, entre janeiro e julho de 2021, o dobro dos empregos registrados em 2020

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O Complexo Portuário do Itajaí registrou, em 2020, uma movimentação de mais de US$ 14,626 bilhões (Foto: Divulgação)


“A economia do mar é fundamental para Itajaí”, diz o prefeito Volnei Morastoni (MDB). Ele destaca que o porto, a pesca e a construção naval formam o principal tripé da economia local. “O porto é o coração econômico da cidade, está encravado no centro de Itajaí e tem relação total com o desenvolvimento do município e também com a qualidade de vida dos itajaienses.”


O secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Morastoni, complementa que o Complexo Portuário do Itajaí [com seu Porto Público, na margem direita; o terminal de uso privado (TUP), Portonave, na margem esquerda, em Navegantes; e demais terminais privados localizados a montante] têm uma participação fundamental no comércio exterior e no transporte de cargas pelo modal marítimo internacional. Ganham destaque as cargas contêinerizadas, com ênfase nos segmentos de congelados, cargas de projeto e veículos com alto valor agregado.

Continua depois da publicidade



 “Nesse contexto, os principais armadores do mundo operam linhas e serviços pelo complexo portuário. Inclusive, projetamos uma movimentação de 1,62 milhão de TEUs (twenty foot equivalent unit – unidade internacional equivalente a um contêiner de 20 pés), com mais de 18,5 milhões de toneladas em cargas de importação e exportação”, diz o secretário. No ano passado, o Complexo Portuário de Itajaí operou 3,9% da corrente de comércio brasileira, com uma movimentação de mais de US$ 14,626 bilhões.

“Certamente, com o nível de investimentos previstos para os próximos anos, na ampliação e modernização das atuais instalações portuárias, esses números serão ainda maiores e mais expressivos em curto espaço de tempo”, acrescenta o secretário. “Essa movimentação de cargas e contêineres traz mais emprego e renda para todos e impacta, positivamente, na qualidade de vida de quem vive na região”, arremata o prefeito Volnei Morastoni.

Atividade portuária divide espaço com a pesca e a construção naval

 Além do porto mercante, os municípios de Itajaí e Navegantes contam com o maior polo pesqueiro do Brasil, e a construção naval está em franca fase de retomada. “Somos a cidade-sede da construção de quatro grandes navios de guerra da Marinha do Brasil [com investimentos que ultrapassam a casa dos R$ 9 bilhões e devem gerar cerca de 8 mil empregos diretos e indiretos]”, diz o prefeito Volnei Moratoni. “Só esse fato fará de Itajaí um grande polo naval para todo o Hemisfério Sul, trazendo inúmeros novos empreendimentos e investimentos à cidade. Isso sem falar da construção de embarcações de lazer e de luxo, pois também somos referência no país”, acrescenta.

Continua depois da publicidade



 Hoje o município é a segunda maior economia de Santa Catarina e a 36ª do Brasil e esse posicionamento, segundo o prefeito, se deve à economia oceânica. “Os estaleiros da cidade são reconhecidos pela qualidade construtiva de barcos de luxo. São 29 empresas ativas no segmento que fazem de Itajaí o polo náutico que mais gera empregos em Santa Catarina”, completa o secretário Thiago Morastoni. O faturamento estimado do setor, no município, é de R$ 600 milhões ao ano.

 O desempenho reflete ainda em outros setores produtivos, provocando a necessidade de investimentos na construção civil e na infraestrutura como um todo. “Tivemos, recentemente, a maior valorização imobiliária do país. Isso foi reflexo indireto dos setores econômicos ligados ao mar e rio, que provocaram investimentos em toda a cidade para comportar esse crescimento e também dessa solidez econômica”, assinala o secretário.

Itajaí dispara na geração de empregos 

Ao contrário da maioria dos municípios brasileiros, que tiveram suas economias retraídas neste ano, Itajaí gerou, entre janeiro e julho de 2021, o dobro dos empregos registrados durante todo o ano passado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregos e desempregados (Caged).

Foram 7,4 mil vagas com carteira assinada preenchidas. “A solidez da nossa economia, que vem praticamente do mar, reflete em diversos setores, principalmente nos serviços, no comércio, na indústria e na construção civil”, diz o secretário de Desenvolvimento Econômico de Itajaí.

Já no primeiro semestre de 2021, Itajaí registrou a abertura de 4,9 mil empresas formais. Embora não se tenha um levantamento específico por setor, estima-se que mais da metade destas empresas estão ligadas, de forma direta e indireta, à economia do mar. 

 

 

 

 




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.89.204.127

TV DIARINHO


Entrevistão Rodrigo Fernandes Juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina





Especiais

Meio Ambiente

Juarez Müller, o homem das árvores e flores, recebe homenagem na Câmara de Vereadores

Escotismo

Grupo Lauro Müller volta renovado após quase dois anos de incertezas

REGIÃO

Confira a lista das escolas particulares

SESC/SENAI

Escola S alia grade curricular básica ao ensino tecnológico e bilíngue

Colégio Energia

Líder em aprovação, Energia acumula 25 anos de credibilidade, qualidade e inovação



Blogs

Blog da Ale Francoise

Intestino Permeável, você tem?

Blog do JC

Instagram de controlador da prefa de Penha é hackeado

A bordo do esporte

Contagem regressiva de sete meses para a Globe 40

Blog Doutor Multas

Recurso suspensão CNH: como fazer?

Blog do Ton

Líbere Fashion Show

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”

Guido Petinelli

O melhor empreendimento é aquele que enriquece o bairro.”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯