Matérias | Geral


Murta

Acidentes perto de escola preocupam pais

Há falta de sinalização e de lombadas, alegam as famílias. Ônibus escolares foram suspensos na pandemia

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Pais avaliam fazer um protesto público (Foto: Leitor)

Os pais que têm filhos matriculados  na escola Básica Maria José Hulse Peixoto, no bairro da Murta, em Itajaí, vivem um drama diário quando as crianças frequentam os arredores: o risco de acidentes. Os pais querem mais fiscalização no trânsito, redutores de velocidade e pedem o retorno do ônibus escolar para resolver parte do problema.


O colégio atende 915 alunos do 1º ao 9º ano. A mãe de uma aluna de 13 anos conta que a filha foi atropelada no dia 10 de setembro, às 7h20, quase em frente a escola, na rua Lídia Puel Peixer. A estudante leva outras sete crianças pequenas do loteamento Dona Nina para a escola, com idades entre oito e 10 anos.

Continua depois da publicidade



A adolescente foi atravessar a rua e acabou sendo atingida por uma bicicleta motorizada. Ela bateu a cabeça no chão. A menina, que acompanha os colegas na volta pra casa, mesmo com dores, acabou permanecendo na escola para esperar pelos coleguinhas.

Desde o acidente, a mãe da adolescente acompanha a filha e os outros alunos na entrada e na saída do colégio, mas com isso teve que abrir mão de trabalhar no período da manhã, o que implica na queda da renda da casa.

“A gente mora no Dona Nina e tem várias crianças que precisam ir para a escola na Murta. Na segunda-feira passada, quando fui levar o grupo, teve uma moça que estava sem freio no carro e ela quase bateu atrás de outro. Deu a maior confusão. É muito perigoso”, conta.

Antes da pandemia, o município tinha ônibus escolar para o leva e traz das crianças. Agora não mais. “Eu vou lutar para que voltem com os ônibus, porque é um direito das crianças. A gente precisa trabalhar pra sustentar a casa. Nosso medo é que só façam alguma coisa quando ocorrer uma morte”, justifica.

Continua depois da publicidade



Outro pai diz que é muito difícil atravessar a rua para chegar na escola, porque os motoristas não respeitam o limite de velocidade. “Já houve atropelamentos de crianças, as faixas de pedestres são mal sinalizadas e a Codetran diz que aguarda tinta para fazer a repintura”, conta um pai. Ele comenta que os pais e mães estão se organizando para fazer um protesto e fechar a rua José Luiz Marcelino.

A secretaria de Educação explica que o loteamento Dona Nina fica a um quilômetro da escola e que, por isso, não há a necessidade de ônibus. Os veículos que fazem o transporte escolar foram realocados para alunos que moram a três quilômetros de distância das escolas que são, na visão da secretaria de Educação, os que realmente precisam de ônibus.

Um pai também fez contato com o departamento de transporte da educação e solicitou à Codetran duas faixas elevadas no cruzamento das ruas José Luiz Marcelino e Lídia Puel Peixer e José Luiz Marcelino e Antônia Gums Baumgartner. O chefe da Codetran, Robson Costa, informou que está analisando as solicitações.



Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.51.151

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 19/10/2021

Publicado 19/10/2021 21:01



Especiais

AMPLIAÇÃO

Portonave projeta investimentos de mais R$ 500 milhões

NAVEGANTES

Atividade portuária consolida a economia

SANTA CATARINA

Navegantes tem o segundo maior aeroporto do estado

NAVEGANTES

Cluster da construção naval é aqui

MERCADO

Navship volta a contratar



Blogs

Blog do JC

Baita apoio

Blog da Jackie

Balneário Fashion Best Summer

A bordo do esporte

Brasileiros aprovam desempenho no Mundial de Formula Kite

Blog da Ale Francoise

Magnésio e suas funções!

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú

Blog Doutor Multas

Como comprar o melhor carro dentro de seu orçamento

Blog do Ton

Chefs Bruno Faro e Willian Vieira comandam noite gastronômica nesta quinta-feira no Quatro7, em Balneário Camboriú

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Guido Petinelli

O melhor empreendimento é aquele que enriquece o bairro.”

Ana Tereza Canziani Pereira Boschi

"O Implanon é tecnologia de ponta, e a gente vai oferecê-lo para as mulheres de Itajaí”

Ana Paula Bastos Cardoso

“O luto tem que ser encarado como uma forma natural da vida”

Fábio da Veiga

"Todos os players do mercado são favoráveis a esse modelo de gestão Landlord”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯