Matérias | Geral


Anvisa decidiu

Grávidas só vão tomar vacinas Pfizer e Coronovac

Por precaução à trombose, gestantes não vão ser imunizadas com AstraZeneca ou Janssen

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Anvisa fez nova recomendação


A agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nota técnica com nova recomendação para que gestantes não sejam vacinadas com imunizantes dos laboratórios da AstraZeneca e da Janssen.


A agência reguladora frisou que todas as grávidas devem se vacinar, mas com as doses da Pfizer ou Coronavac. Até o mês junho, 1156 gestantes morreram vítimas de covid-19 em 2021. Em 2020, foram 560 mortes neste grupo.

Continua depois da publicidade



No comunicado 006/2021, assinado pela Gerência-Geral de Monitoramento de Produtos Sujeitos à Vigilância Sanitária (GGMON), a Anvisa reforça que a população deve seguir se vacinando contra a covid-19. “A Anvisa reforça a relação benefício-risco favorável das vacinas contra covid-19 autorizadas para uso no país, sendo essencial a continuidade da imunização de toda a população”, disse a nota.

A nota explica que o uso da vacina contra a covid-19 tem baixo risco de ocorrência de trombose, menos de 0,1% a 0,5% do total de vacinados.   

Os sinais e sintomas associados à TTS mais frequentes são falta de ar, dor no peito, inchaço na perna, dor abdominal persistente e sintomas neurológicos, como dores de cabeça persistentes ou visão turva. Pessoas que se vacinaram e apresentaram estes sinais devem procurar o serviço de saúde.

Intervalo pra aplicação de doses da AstraZeneca será menor

Continua depois da publicidade



A vacina AstraZeneca tem novo prazo pra aplicação da segunda dose em Santa Catarina. O intervalo, que antes era de 12 semanas entre a primeira e a segunda dose, agora passa a ser de 10 semanas. O acordo foi feito entre o governo do estado e as prefeituras dos municípios.

A medida vale apenas pra vacinas do laboratório AstraZeneca, já que o estado possui mais lotes deste imunizante e já tem reservadas as cargas pra D2 de muitos grupos prioritários. Cada município será responsável por adotar ou não a recomendação.

A alteração não vale para quem recebeu Pfizer, que também tem previsto intervalo de 12 semanas. O cronograma de entrega destas doses não está tão garantido como o da AstraZeneca, dizem os técnicos da secretaria de Estado da Saúde (SES).

O tempo de 12 semanas é o prazo máximo de intervalo de aplicação da AstraZeneca. A redução do intervalo não interfere na eficácia do imunizante. 

“A partir deste momento, fica estabelecido que a segunda dose (D2) da vacina do laboratório AstraZeneca/Fiocruz poderá ser agendada para um período a partir de 10 semanas (70 dias) da primeira dose, com limite máximo de 12 semanas (84 dias), sem prejuízo para a vacinação”, diz a nota técnica enviada às prefeituras no fim de semana.

 



Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





35.172.223.30

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 27/07/2021

Publicado 27/07/2021 20:32



Especiais

Referência

Balneário Shopping é porta de entrada de grandes marcas

Boas compras

Diversidade e qualidade caracterizam o comércio de Balneário Camboriú

Uma nova BC

Investimentos públicos pesados para a retomada da economia

Cartão postal de Balneário Camboriú

Roda-gigante mudou a paisagem para sempre

Parque Unipraias

Tedesco é pioneiro no turismo de BC



Blogs

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela volta com regatas entre boias

Blog do JC

Se presidente vetar o Fundão, Centrão defende volta de doações empresariais

Blog da Ale Francoise

Dê olho na sua saúde!

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: o que é e vale a pena contratar?

Blog Clique Diário

Retornando...

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Blog do Ton

One of a Kind: coleção inédita será apresentada pela joalheira Cristina Pessoa durante evento na Praia Brava

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Jorginho Mello

“Eu tenho o compromisso do presidente: se eu for disputar a eleição para governador, tenho o apoio dele”

André Gobbo

"Eu tenho absoluta certeza que estamos formando profissionais para o presente e para o futuro”

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯