Matérias | Geral


Praia Brava

Transformador da subestação da Celesc é trocado após incêndio e explosão

Tentativa de furto de fiação na rodovia Osvaldo Reis causou incêndio e apagão geral em Itajaí e BC. Culpado ainda não foi preso

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Prejuízo total está sendo levantado; só transformador custava R$ 2,5 milhões (FOTO: João Batista)


A troca do transformador destruído pelo incêndio e explosão na subestação da Celesc da Praia Brava, em Itajaí, começou no domingo, quando um novo equipamento chegou ao local pra ser instalado. Trata-se de um transformador  reserva da empresa, já que a compra de um novo aparelho ainda vai depender de uma licitação. A polícia Civil vai investigar o acidente a partir de boletim de ocorrência que a Celesc deve registrar nesta segunda-feira.


O prejuízo total ainda será avaliado. Só o transformador destruído pelas chamas custa R$ 2,5 milhões. Danos em outros equipamentos e no sistema da subestação devido ao calor provocado pelo incêndio estão sendo analisados, podendo haver necessidade de troca de outros componentes da estrutura.

Continua depois da publicidade



Equipes de cerca de 20 funcionários trabalharam na troca. Até domingo, ainda não havia previsão de quando a subestação voltará a operar em 100%. De acordo com o gerente regional da Celesc, Pedro Molleri, a unidade seguirá passando por testes nos próximos dias pra avaliar se as altas temperaturas do incêndio não afetaram outros equipamentos.

Os trabalhos seguiram no local durante o fim de semana. No sábado e no domingo, fumaça ainda era vista saindo do transformador danificado. Segundo Pedro, a situação está sob controle e não existe sobrecarga no sistema porque a carga está sendo redistribuída. “A gente remaneja essa carga para outras subestações, com a de Salseiros e a da Itaipava para evitar sobrecargas”, explica.

Apagão no sábado

No início da noite de sábado, um novo apagão na subestação afetou 46 mil unidades consumidoras entre Itajaí e Balneário Camboriú. A energia foi restabelecida cerca de uma hora após as equipes da Celesc trabalharem no local. Os bombeiros foram acionados devido à fumaça que ainda persistia no transformador danificado. Um morador que passou pelo local relatou que chegou a ver uma pequena chama na área afetada.

Continua depois da publicidade



O motivo para a nova queda de energia não foi esclarecido pela Celesc. O gerente regional descartou problemas  de sobrecarga. Uma das suspeitas seria o aquecimento de componentes do sistema ainda devido ao incêndio do dia anterior. Novas quedas não estão descartadas enquanto os trabalhos de manutenção persistirem no local. “O sistema estressou devido ao calor. Eu não posso prever se vai cair, mas estamos fazendo um trabalho pra que não caia. Não dá para garantir 100% porque a subestação ficou sob altas temperaturas por um bom tempo”, comentou.

Polícia Civil vai investigar a tentativa de furto