Matérias | Geral


CORONAVÍRUS

Itajaienses de 55 a 59 anos já podem agendar vacinação

Sistema estará disponível a partir da meia-noite de sábado até às 18h de domingo

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Neste primerio agendamento, 1600 doses estarão disponíveis para os moradores de Itajaí (foto: divulgação)


A partir da meia-noite de sábado, pessoas entre 55 e 59 anos podem agendar o postinho disponível e o horário para receberem a vacina contra Covid-19 em Itajaí.


O sistema estará aberto para realizar o agendamento da 1ª dose em uma das 30 salas de vacina na cidade. O site ficará ativo até às 18h de domingo ou até esgotarem as doses.

Continua depois da publicidade



A secretaria de Saúde está oferecendo 1600 doses para esse grupo, de acordo com a quantidade recebida pelo Governo do Estado. À medida que forem chegando mais doses, a faixa etária da população será ampliada para receber a imunização.

O agendamento é feito no site agendamento-vacina.itajai.sc.gov.br. O morador informa seus dados pessoais, escolhe uma das 30 salas de vacinação e o horário disponível. Após esse processo deve anotar o número do protocolo, data, horário e local da aplicação da vacina.

Caso tenha preenchido algum dado errado ou esteja com dificuldades de agendamento, o usuário pode ligar para o Alô Saúde Itajaí pelo telefone 0800 642 5500. O serviço estará de plantão neste fim de semana, das 8h às 18h, para atendimentos.

Brasil não entra na lista de doação da Pfizer

Continua depois da publicidade



O anúncio feito na quinta-feira sobre a doação de 500 milhões de doses de vacinas da Pfizer pelos Estados Unidos para 92 países não vai contemplar o Brasil.

As doses vão ser entregues aos países que fazem parte da aliança Covax Facilit feita pela Organização Mundial da Saúde. Apesar de participar do acordo, o Brasil ficou de fora da lista de nações beneficiadas. Um dos critérios usados pelo governo americano é a condição econômica que indica que o Brasil é capaz de comprar as próprias doses.

Os que vão receber as doações são considerados países de renda baixa e média-baixa. A entrega dos imunizantes vai ser feita até junho de 2022. Entre os países escolhidos estão Angola, Afeganistão e Síria. Já no grupo dos que ficarão de fora estão Argentina, Canadá e Reino Unido.

No mês passado, os EUA anunciaram que doariam cerca de 80 milhões de doses das vacinas AstraZeneca, Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson para outros países. Um primeiro carregamento começou a ser distribuído na semana passada e listou o Brasil. 

Não foi divulgado o número exato de quantas doses o país vai receber porque será preciso dividir 6 milhões delas com outros 14 países. Essa remessa não tem relação com as novas 500 milhões de doses da Pfizer.

 

 

agendamentovacinaçãocoronavirus


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.170.171

TV DIARINHO


Vem aí: Itajaí, sua linda! Acompanhe a série de vídeos que é um presente de aniversário a Itajaí. Na ...



Podcast

Minuto DIARINHO 11/06/2021

Publicado 11/06/2021 21:26



Especiais

Números

Itajaí investe R$ 98 milhões no enfrentamento à pandemia

Compras seguras

Comércios e serviços garantem protocolos sanitários

Navegantes 

Enfrentamento à pandemia é desafio

Para não errar

Máscaras caseira, cirúrgica e N95: quando usá-las?

Análise

Vacina é solução e não milagre



Blogs

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2021 está confirmada

Blog do JC

Vereador Kaká garante mais de dois milhões em emendas

Blog Doutor Multas

Recurso de multa por estacionar no acostamento

Blog Clique Diário

Exposição Itajaí em Imagens

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯