Matérias | Geral


RETOMADA DOS TRANSaTLÂNTICOS

Cruzeiros podem movimentar mais de R$ 100 milhões na região

Expectativa é que BC, Itajaí e Porto Belo recebam 181 mil passageiros a partir de novembro; protocolo da Anvisa precisa ser aprovado

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Estão previstas 39 escalas das operadoras MSC Cruzeiros e Costa Cruzeiros em nossa região {Foto: Arquivo}


Os municípios de Balneário Camboriú, Itajaí e Porto Belo esperam receber mais de 180 mil passageiros de cruzeiros marítimos durante a temporada 2021/22. Estão previstas quase 50 escalas das operadoras MSC Cruzeiros e da Costa Cruzeiro. O impacto econômico estimado é de mais de R$ 100 milhões e a geração de 13 mil postos de trabalho diretos e indiretos no estado, no período compreendido entre 31 de outubro e 19 de abril do ano que vem. A estimativa é da Cruise Lines International Association (Clia) Brasil. No entanto, o setor ainda depende da aprovação dos protocolos de segurança contra a covid pela Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa).


O maior volume de operações está previsto para Itajaí, com 28 escalas dos navios MSC Sinfonia [do operador suíço MSC Cruises] e Costa Favolosa [da italiana Costa Crociere]. São esperados 91 mil passageiros [entre embarques, desembarques e trânsito] e uma movimentação financeira de cerca de R$ 50,7 milhões. “Temos verificado uma demanda muito grande na venda de passagens e, com a liberação dos protocolos de segurança sanitária pela Anvisa, será a primeira vez que os navios farão operações de home port, o que é muito importante para a cidade”, destaca o secretário de turismo de Itajaí, Evandro Neiva.

Continua depois da publicidade



A cidade continua sendo a única do sul do Brasil com o embarque e desembarque e passageiros. 

Para Balneário Camboriú estão programadas nove atracações [três do navio MSC Preziosa e seis do transatlântico Costa Favolosa], com o início da temporada em novembro de 2021 e término em abril do ano que vem. “São esperados 38 mil visitantes e estamos trabalhando junto as companhias para a divulgação do destino dentro dos navios”, diz o secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Genivaldo “Geninho” Góes.

Balneário Camboriú se comprometeu junto às operadoras de intensificar os protocolos de segurança em terra para garantir que o maior número de passageiros desça dos navios. “Cada passageiro pode gastar até US$ 100 por dia na cidade”, acrescenta Geninho. 

A diretora executiva do Terminal Portuário Atracadouro Barra Sul, Juliana Tedesco dos Santos, diz que o píer, em Balneário Camboriú, está preparado para atender a temporada de navios 2021/2022. "Até o momento temos solicitação de 10 escalas das empresas MSC e Costa Cruzeiros. Estamos aguardando o posicionamento das autoridades competentes com a liberação da temporada e dos protocolos para o setor.

Continua depois da publicidade



A retomada deste mercado irá acontecer logo e o mercado já está se movimentando", diz a executiva.

Para Porto Belo estão programadas 12 atracações e a movimentação de 45 mil turistas. São escalas da MSC Cruises, Costa Crociere e escalas “spot” de cruzeiros em rotas internacionais. “No entanto, dependemos da liberação dos cruzeiros na costa brasileira pela Anvisa, para que possamos trabalhar com segurança”, diz a presidente da Fundação Municipal de Turismo de Porto Belo, Zene Drodowski.

O presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz, está otimista com relação a liberação da Anvisa, uma vez que os protocolos adotados no Brasil serão os mesmos praticados em todo o planeta. Hoje os cruzeiros já foram retomados na grande maioria dos países europeus e asiáticos. Nos Estados Unidos e Caribe retornam em junho. A questão está indefinida na França, Canadá e países da América do Sul.

Mais de 550 escalas pro Brasil

A Clia Brasil trabalha inicialmente com a expectativa de 550 escalas e mais de meio milhão de leitos na próxima temporada, em 129 rotações de sete navios. “São cinco navios MSC Cruzeiros e dois da Costa. No entanto, temos grandes possibilidades de navios em rotas internacionais fazerem paradas em portos brasileiros”, destaca Marco Ferraz. 

O especialista diz que o setor está bastante otimista com relação a retomada dos cruzeiros e acredita que a liberação pelo agente sanitário brasileiro [neste caso a Anvisa] saia em breve. “Para se ter uma ideia, nesta temporada já temos 37 novos navios trafegando pelo planeta. Só para o Brasil teremos 556 mil leitos disponíveis, no mínimo”, acredita Ferraz.

Em termos e movimentação financeira, a expectativa do trade turístico é da injeção de R$ 310 milhões, tomando como base o gasto diário de R$ 557 por turista em cada destino. Os números são calculados com base em estudos internacionais. 

Normas rígidas garantem a segurança sanitária, diz operadora

“Os protocolos que foram adotados pelas empresas armadoras em todo o mundo transformam os navios em verdadeiras bolhas de segurança”, destaca o presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz. Entre os procedimentos adotados estão a testagem dos passageiros e tripulantes pelo método PT-PCR três dias antes do embarque, um teste antígeno para a covid-19 e mais um teste durante o cruzeiro, dependendo da duração da viagem.

Além da testagem, Ferraz destaca que todos os passageiros recebem um colar ou pulseira de monitoramento ao entraram no navio e terão suas temperaturas e sinais vitais monitorados durante o cruzeiro. “Também são adotadas medidas de distanciamento social dentro do navio e, inclusive, nos barcos que transportam os passageiros do embarque ao navio, nos portos onde o acesso depende de tenders”, acrescenta Ferraz.

Os navios estão operando nos países onde os cruzeiros foram liberados pelas autoridades sanitárias com capacidade de ocupação de 70%, cabines separadas em deques isolados para servirem de isolamento em casos de detecção de passageiros positivados, equipes médicas e respiradores a bordo, além de acordos com hospitais particulares em cidades de parada, para atendimento emergencial e internação, caso haja necessidade. 

O comandante Joaquim Augusto Neto, da operadora portuguesa Mystic Cruises, afirma que há distanciamento nos auditórios, teatros e restaurantese que os bufês passaram a ser servidos [ou seja, os viajantes não tocam mais nos talheres de serviço]. Os tripulantes são testados a cada 15 dias. “Inclusive, a grande maioria das empresas proibiu os tripulantes de descerem durante a viagem”, acrescenta o comandante.

turismotemporadacruzeiros


Comentários:

JORGE66 Reis

06/06/2021 18:17

Só não pode Copa América !

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.170.171

TV DIARINHO


Vem aí: Itajaí, sua linda! Acompanhe a série de vídeos que é um presente de aniversário a Itajaí. Na ...



Podcast

Minuto DIARINHO 11/06/2021

Publicado 11/06/2021 21:26



Especiais

Números

Itajaí investe R$ 98 milhões no enfrentamento à pandemia

Compras seguras

Comércios e serviços garantem protocolos sanitários

Navegantes 

Enfrentamento à pandemia é desafio

Para não errar

Máscaras caseira, cirúrgica e N95: quando usá-las?

Análise

Vacina é solução e não milagre



Blogs

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2021 está confirmada

Blog do JC

Vereador Kaká garante mais de dois milhões em emendas

Blog Doutor Multas

Recurso de multa por estacionar no acostamento

Blog Clique Diário

Exposição Itajaí em Imagens

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯