Matérias | Geral


Final de semana

SC teve mais 80 mortes causadas pela covid

Paciente de 40 anos, que tinha perdido o pai para a doença, morreu em Itapema

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Rodnei tinha 40 anos (Foto: Acervo pessoal)

O final de semana foi marcado por mais 80 mortes causadas pela covid em Santa Catarina. No sábado, foram 47 vítimas fatais da doença e no domingo mais 33. Desde o início da pandemia, o coronavírus  matou 14.822 moradores do estado.


Santa Catarina teve  947.810 casos confirmados de covid-19, com 910.963 pessoas recuperadas e 22.025 que permanecem em acompanhamento.

Continua depois da publicidade



Duas mulheres morreram em Balneário Camboriú. Uma paciente de 62 anos morreu no hospital do Coração no sábado. No domingo, outra mulher de 48 anos morreu na UTI do centro de Covid. As duas tinhas comorbidades.

Itajaí também registrou três mortes no final de semana. No sábado, uma idosa de 78 anos e um homem de 68 faleceram.

No domingo, um homem de 51 anos, com registro de comorbidade, também teve a morte confirmada pela doença.

Motorista de Itapema

Continua depois da publicidade



Em Itapema, o motorista Rodnei Pereira, 40 anos, morreu na madrugada de domingo vítima de covid-19. Ele estava internado há mais de um mês. O pai dele, Arnoldo Pereira, também morreu vítima do coronavírus.

A família Pereira mora no bairro Alto São Bento. Rodnei e o pai pegaram covid na mesma época. Seu Arnaldo faleceu quando Rodnei já estava internado num quadro grave. A família esperava Rodnei melhorar da doença para contar  sobre a morte do pai, mas não deu tempo.  Rodnei era motorista de uma construtora da cidade.

Amfri e outras 14 regiões em risco gravíssimo

A Matriz de Risco Potencial divulgada no último sábado mostra que apenas uma região de Santa Catarina foi classificada no patamar grave (cor laranja) e as outras 15 estão em situação gravíssima (cor vermelha) pra transmissão da covid -19. A região da Amfri segue em alerta máximo pra doença. Florianópolis se manteve no nível laranja. As regiões do Médio Vale do Itajaí e Nordeste foram reclassificadas para situação gravíssima. Semana passada a situação era grave.

Todas as regiões do Estado foram avaliadas com risco máximo, ou seja, em nível gravíssimo no quesito capacidade de atenção, que é o que avalia a taxa de ocupação de UTIs.

Na semana passada, a única região avaliada com risco máximo em todos os quesitos foi a do Alto Vale do Rio do Peixe. Nesta semana, Alto Uruguai Catarinense, Serra e região Meio Oeste receberam a pior avaliação em todos os índices avaliados pela matriz: elevação do número de óbitos; variação do número de casos; número de exames RT-PCR para covid-19 processados pelo Lacen e ocupação dos leitos de UTI.

 

 

MORTECOVIDAMFRI


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





34.236.187.155

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 16/06/2021

Publicado 16/06/2021 20:58



Especiais

Mundo da pesca

Oceanógrafo criou raízes, mesmo que aquáticas

Urbanismo

Desafio da praia Brava é crescer mantendo as características de paraíso

Economia

Atividade pesqueira requer atenção especial

Bom momento

Construção civil ganha destaque na economia

Itajaí do rio e do mar

Empresas dos setores náutico e naval reforçam economia



Blogs

A bordo do esporte

Esquiva Falcão confirma luta em 28 de agosto e prevê mais um nocaute

Blog do JC

Pegou fogo na casa do povo

Blog Clique Diário

Navios na city

Blog Doutor Multas

Multa do bafômetro: valor em 2021 e como recorrer

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯