Matérias | Geral


ITAJAÍ

Família denuncia hospital por morte de bebê com covid

Mãe da criança acredita que infecção teria ocorrido por descuido dentro do hospital

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Mãe da criança acredita que contágio, se ocorreu, foi por descuido dentro do hospital (Foto: Arquivo Pessoal)

A família do pequeno Gael Pietro Souza Hockmuller, que faleceu aos nove meses na quinta-feira passada, denuncia que o menino teria se infectado com covid-19 dentro do hospital Infantil Jeser Amarante Faria, em Joinville. A mãe de criança, a atendente Thais Sobral Souza, de 27 anos, moradora de Itajaí, diz que houve descuido dos funcionários, porque o menino não tinha sintomas da doença e ninguém da família foi contaminado.


O bebê estava internado no hospital de Joinville desde o dia 1º de abril. Ele era cardiopata e passou por uma cirurgia no dia 7 de maio. A confirmação da doença veio no dia 9 de maio, segundo a mãe, quando a criança já vinha se recuperando da cirurgia. O procedimento foi feito pra corrigir a chamada tetralogia de Fallot, uma doença rara que reúne quatro defeitos cardíacos que reduzem o oxigênio no fluxo sanguíneo.

Continua depois da publicidade



Em fevereiro, Gael ficou internado por 15 dias em Itajaí, no hospital Pequeno Anjo. Em março ele foi para o hospital infantil de Joinville, para onde voltou no mês passado e ficou esperando por uma válvula que seria colocada na operação. Thaís conta que sempre esteve acompanhando o filho e que ele era muito bem protegido pela família, que também se cuidava muito contra a covid. “Se ele pegou [o vírus], foi lá [hospital de Joinville]”, afirma.

Só depois do diagnóstico de covid é que o hospital teria adotado cuidados básicos, como a limpeza dos botões do elevador, relata a mãe. A família desconfia até da confirmação de diagnóstico de covid. Thaís informa que o atestado de óbito lista pneumonia, covid e cardiopatia. Ela conta ainda que nenhuma das outras 10 crianças que estavam na UTI do hospital se infectou, só Gael.

O teste pra covid no bebê só foi feito após a cirurgia. Thaís acredita que o exame deveria ter sido feito antes, como medida preventiva. O menino foi sepultado na sexta-feira, no cemitério da Fazenda, em Itajaí. Os pais moram no bairro Rio Bonito. A família ainda avalia se vai ou não acionar o hospital na justiça. “Talvez se a gente ficar martelando, isso não vai passar nunca. E nada vai trazer ele de volta”, lamenta Thais.

A assessoria do hospital infantil de Joinville informou que só na segunda-feira encaminharia uma resposta sobre o caso.

Continua depois da publicidade



coviddenúnciahospitalitajaíjoinvillebebêmorte


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.117.38

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 23/06/2021

Publicado 23/06/2021 21:20



Especiais

Mundo da pesca

Oceanógrafo criou raízes, mesmo que aquáticas

Urbanismo

Desafio da praia Brava é crescer mantendo as características de paraíso

Economia

Atividade pesqueira requer atenção especial

Bom momento

Construção civil ganha destaque na economia

Itajaí do rio e do mar

Empresas dos setores náutico e naval reforçam economia



Blogs

Blog Doutor Multas

Proteção veicular pode ser opção melhor que seguro: entenda os motivos

A bordo do esporte

Designer ilustra equipe olímpica de vela no estilo mangá

Blog do JC

Sonhando com o pai Atanásio

Blog Clique Diário

Pássaros

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯