Matérias | Geral


Plano diretor

Membros do conselho de gestão territorial são eleitos em Itajaí

Município ainda precisa publicar decreto; associação de moradores da praia Brava alega "falta de transparência"

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Os conselheiros são responsáveis por analisar projetos de novos empreendimentos (Foto: João Batista)

Com as atividades suspensas desde dezembro de 2020 por determinação judicial, o conselho Municipal de Gestão Territorial de Itajaí escolheu os novos membros em audiência pública na quinta-feira da semana passada. A retomada dos trabalhos ainda depende da nomeação em decreto municipal, sendo que na primeira reunião do novo conselho deve ser definido o cronograma de reuniões. O mandato é para o biênio 2021-2022.


A recomposição do conselho foi exigida em ação do ministério Público porque os conselheiros tinham estendido automaticamente os próprios mandatos sem convocar uma nova eleição, além de necessidade de trocar nomeações. O município tentou fazer a eleição antes do fim do ano, mas esbarrou numa irregularidade na união das Associações de Moradores de Itajaí (Unami), impedida de indicar membros porque a diretoria estava com o mandato vencido desde 2018.

Continua depois da publicidade



Para resolver o impasse e agilizar a retomada das atividades do conselho, a câmara de Vereadores aprovou em fevereiro uma mudança na lei. A alteração prevê que as associações possam ser escolhidas diretamente em audiência pública quando a Unami não puder fazer as indicações. A nova regra ainda garante a representatividade por área, com uma associação para cada uma das oito regiões da cidade.

A escolha das associações que ocupariam oito vagas entre as entidades não governamentais tinha sido marcada pra 8 de abril  mas, com a eleição da Unami em 3 de abril regularizando a situação da entidade, a audiência foi remarcada. Com isso, a Unami pode indicar seus representes ao conselho que, por sua vez, pode fazer sua recomposição. A garantia de representatividade das associações de bairro também era cobrada pela justiça.

Os conselheiros são responsáveis por analisar projetos de novos empreendimentos, revisar o plano Diretor e aplicar as regras de uso e ocupação do solo. O grupo é formado por 30 titulares e 30 suplentes, sendo 11 representantes de órgãos públicos municipais e 19 de entidades civis, entre associações de bairro, sindicatos, entidades de classe, ONGs e instituições acadêmicas.

A regularização do conselho era cobrada pela associação de Moradores da praia Brava, que questionou junto ao ministério Público a liberação de empreendimentos com até oito pavimentos na beira da praia e busca impedir novas construções na orla na revisão do plano Diretor. Até março, eram ao menos 70 processos pendentes de análise devido à paralisação do conselho. De acordo com o conselheiro Bruno de Andrade Pereira, representante da Intersindical Patronal no órgão, são cerca de 30 projetos só da construção civil. As deliberações acumuladas já passariam de 200 casos.  A secretaria de Urbanismo não confirmou à reportagem o total de pendências.

Continua depois da publicidade



Eleição constestada

Exigida para a recomposição do conselho de Gestão Territorial, a eleição da diretoria da Unami é contestada por entidades que não teriam sido avisadas da assembleia, ocorrida no início do mês. A Unami é responsável por indicar representantes ao conselho, mas estava sem eleições desde 2018. Devido ao problema, o conselho chegou a planejar a escolha das vagas diretamente com as associações.

De acordo com a presidente da associação de Moradores da Praia Brava (ACBrava), Daniela Occhialini, sete associações que integram o movimento Salve Itajaí não tiveram conhecimento da eleição  da Unami. No grupo estão as entidades da Brava, Cabeçudas, Fazenda, Fazendinha, Km 12, Limoeiro e Amigos da Bica. “Nós entendemos que não houve a devida transparência porque eles tinham meios para nos informar e isso não foi feito”, acusa Daniela.

O caso foi levado à audiência da eleição do conselho e o grupo estuda fazer uma nova  denúncia ao ministério Público. Daniela ressalta que a convocação seguiu o estatuto, que prevê edital fixado na sede da Unami e em locais públicos da cidade, mas aponta que teria ocorrido uma “manobra interna”, com apenas uma chapa inscrita. “A questão é que um processo eleitoral demanda transparência e isso não aconteceu. Houve uma articulação bem escabrosa”, continua.

Pelo estatuto da Unami, a composição da entidade requer a participação de 12 associações, sendo seis membros pra diretoria e outros seis pro conselho fiscal. Durante a eleição do conselho territorial, o presidente do órgão, Rodrigo Lamim, secretário de Urbanismo de Itajaí, disse que a queixa contra a Unami não poderia ser tratada na audiência, devendo ser analisada em outro momento. Ainda na reunião, ele informou que todas as associações indicadas pela entidade estão regulares e aptas a participar da eleição.

Presidente diz que associações não servem para fazer "política"

Segundo o presidente da Unami, Roberto Carlos Raimundo, a associação da praia Brava e outras do mesmo grupo não estavam filiadas à entidade quando foi iniciado o processo eleitoral. “Nós temos 13 associações, 12 na diretoria e conselho fiscal. Todas as associações que são filiadas à Unami têm o edital de convocação da eleição”, destacou.

Roberto informou que as associações não tinham interesse em se filiar e algumas precisavam arrumar a documentação. “A associação da Brava foi filiada agora porque ela queria fazer parte do conselho”, disse, ressaltando que a Unami inclusive indicou a associação ao conselho territorial pra representar a região da Brava, Cabeçudas e Fazendinha.

Ele avalia que o questionamento da eleição tem motivação política porque a associação defendia que a Unami não fosse a responsável pela indicação de membros ao conselho. Para Roberto, a função das associações não pode ser desvirtuada. “A associação de moradores foi criada pra atender sua comunidade, não é pra política. Quando a associação quer envolver política no meio, a comunidade é prejudicada”, conclui.

Composição do novo conselho

Titulares e suplentes

Entidades governamentais:

Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação

- Rodrigo Lamim, Ricardo Rebello da Cunha, Rafael Albuquerque, João Paulo Kowalsky, Ellen Cristina Soares Neves e Carlos Roberto Rebello

 

Secretaria de Desenvolvimento Econômico:

- Giovani Testoni e Edson Rodrigo Bastos

 

Secretaria da Fazenda:

- Celso Nunes Goulart Junior e Arnaldo Heitor Muller Neto

 

Secretaria de Turismo:

- Evandro Neiva e Adriene Carletto

 

Secretaria de Segurança:

- Adilson Guedes da Silva e Douglas Maurício Costa

 

Secretaria de Governo:

- Fernanda Keller e Rebecca Schork Rossi

 

Instituto Itajaí Sustentável (INIS):

- Felipe Ramiro Lima e Felipe Gilberto de Souza

 

Fundação Genésio Miranda Lins:

- Fabrício Marinho e Evelise Ribas

 

Semasa:

- Rafael Xavier e Rafael Martins

 

Entidades Não Governamentais

Associações da Unami:

Região 1 - Praia Brava

- Daniela Occhialini e Rogério Martins

Região 2 - Nossa Senhora das Graças

- Fernanda Thaise Lopes e Laerte Pelusi

Região 3 – São Judas

- César Zeferino e Marcelo Lessa

Região 4 – São João

- Carlos Alberto Clemente e Álvaro César Vanolli

Região 5 – Dona Mariquinha

- Roberto Carlos Raimundo e Hemerson Roberto Paulo

Região 6 – Codeiros

- Vilso João Felizari e Manoel Maba

Região 7 – Espinheiros

- Nilton Klabunde e Lucilene Almeida Klabunde

Região 8 – Limoeiro

- Josemir Perin e Diego Aparecido Amâncio

 

Sindicato dos Trabalhadores:

Sindicato dos Contabilistas de Itajaí e Região

- Jucélio João da Silva e Renato Fernando Pereira

Sindicato dos Auxiliares da Administração Escolar de Itajaí e Região

- Osmar Altair Adriano e André Ricardo Hall

 

Entidades Empresariais:

- Laerson Batista e Silvana Conceição Moreira

- Alfio Kalil Jorge Júnior e Fabio Luis Inthurn

- Flávio Macedo Mussi e Eduardo Agostini da Silva

- Bruno de Andrade Pereira e Halisson Ricardo de Souza

 

Entidade profissional:

OAB Itajaí

- Márcio Kern Fehlauer e Renato Felipe de Souza

 

ONG:

Rotary Club de Itajaí

- Luiz Robério Fernandes Dias e Gelson Luiz Deluca

 

Fórum Local Agenda 21:

- Flávia Cristina Faita Sehn e Ana Júlia Krensiglova

 

Entidade educacional:

Univali

- Patrícia Trentin Colzani e Silva Santos

- Carolina Rocha Carvalho e Rubia Bernadete Santos

 

conselhoterritorialunamiitajaíconstruçõespraiabravaassociaçãomoradoresentidades


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.170.171

TV DIARINHO


Vem aí: Itajaí, sua linda! Acompanhe a série de vídeos que é um presente de aniversário a Itajaí. Na ...



Podcast

Minuto DIARINHO 11/06/2021

Publicado 11/06/2021 21:26



Especiais

Números

Itajaí investe R$ 98 milhões no enfrentamento à pandemia

Compras seguras

Comércios e serviços garantem protocolos sanitários

Navegantes 

Enfrentamento à pandemia é desafio

Para não errar

Máscaras caseira, cirúrgica e N95: quando usá-las?

Análise

Vacina é solução e não milagre



Blogs

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2021 está confirmada

Blog do JC

Vereador Kaká garante mais de dois milhões em emendas

Blog Doutor Multas

Recurso de multa por estacionar no acostamento

Blog Clique Diário

Exposição Itajaí em Imagens

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯