Matérias | Geral


Educação

Vai começar cadastro para vacinação

Trabalhadores das creches devem ser os primeiros da lista, segundo o plano divulgado pelo governo do Estado

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Professores que dão aulas presenciais terão preferência

Está previsto para começar na semana que vem o cadastro dos profissionais da educação para a vacinação contra a covid-19. O trabalho será feito pelas prefeituras e faz parte do plano de vacinação dos trabalhadores das escolas anunciado pelo governo do estado. O planejamento foi discutido com representantes dos municípios e sindicatos da categoria.


A previsão é que o cadastramento inicie a partir de 26 de abril. A proposta considera critérios de prioridade para a vacinação dos trabalhadores da educação com maior risco de contágio de covid-19, começando pelos professores e auxiliares da educação infantil que fazem atendimento presencial nas creches.

Continua depois da publicidade



Depois seguirão os profissionais das escolas de educação especial e ensino fundamental, médio e superior, nessa ordem. No segundo grupo, estarão os profissionais que atuam de forma remota, obedecendo a mesma ordem das etapas de ensino.

Ainda não há data prevista para o início da imunização dos profissionais da educação, mas a expectativa é que seja em maio. O governo destacou que o planejamento é necessário pra definir como o processo vai funcionar quando as doses puderem ser aplicadas. Para organizar a vacinação, o comitê estratégico que reúne membros do governo e de entidades criou um formulário para a coleta dos dados dos profissionais que atuam nas creches, escolas e universidades.

A equipe responsável deve organizar dos dados, respeitando a ordem de prioridade estabelecida pelo plano de vacinação e informando a quantidade total de cada grupo em formulário próprio. Uma cópia da listagem final dos trabalhadores da educação aptos a receber a vacina deverá ser encaminhada depois aos vacinadores do município.

O secretário estadual de Educação, Luiz Fernando Vampiro, destaca que o formulário padroniza a informação para todas as cidades. O objetivo é deixar todos os 295 municípios no mesmo patamar para iniciar a vacinação rapidamente quando as doses estiveram disponíveis, garantido a imunização dos profissionais mais vulneráveis.

Continua depois da publicidade



Os municípios, que serão os responsáveis por aplicar a vacinação, entram em contato com as redes de ensino, seja municipal, estadual ou privada, pra juntar os dados. “Esse processo é necessário para incluir informações de todos os profissionais que atuam na escola, como vigilantes e serventes, que não estão incluídos nos dados do Censo Escolar”, frisa o secretário.

O plano foi elaborado pelo comitê estratégico de retomada das aulas presenciais, formado por membros de 14 entidades. Entre eles estão representantes da federação Catarinense dos Municípios (Fecam), união dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-SC), sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte), federação dos Trabalhadores Municipais de Santa Catarina (Fetram) e federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Santa Catarina (Feteesc).

Falta de cronograma

A prefeitura de Itajaí informou que ainda aguarda novas definições do estado pra começar o levantamento dos profissionais no município. As aulas na rede municipal seguem suspensas até o dia 3 maio, como antecipação das férias de julho.

O presidente do sindicato dos Servidores Municipais da Foz do Rio Itajaí (Sindifoz), Francisco Johannsen, avaliou que, apesar do anúncio do governo estadual, o plano ainda não traz o cronograma de vacinação, apenas a data do possível início do cadastramento, sem uma quantidade de doses previstas por cidade.

“Com as previsões do ministério da Saúde, de que a vacinação do grupo prioritário será finalizada somente em setembro, por ausência de vacinas, isso preocupa”, afirmou. Atualmente, a vacinação ainda está atendendo os grupos prioritários, entre idosos e profissionais de saúde da linha de frente da covid.

Depois, o plano nacional prevê atendimento às pessoas com comorbidades, deficientes, moradores de rua e população carcerária. Trabalhadores da educação e das forças de segurança estão em seguida.

Plano de vacinação na Educação

1º grupo - Profissionais de atendimento presencial

Educação Infantil (professores e auxiliares)

Educação Especial

Equipe técnica, administrativa e pedagógica (gestão, limpeza, alimentação, orientadores de convivência)

Ensino Fundamental (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras) 

Ensino Médio (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras)

Ensino Superior

2º grupo - Profissionais de atividade remota 

- Mesma ordem das etapas de ensino do 1º grupo

Profissionais que são do grupo de risco para a Covid

Profissionais que atuam em atividade remota, EAD ou similares.

VacinaçãoEducaçãoCoronavírusSantaCatarinaProfessores


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.170.171

TV DIARINHO


Vem aí: Itajaí, sua linda! Acompanhe a série de vídeos que é um presente de aniversário a Itajaí. Na ...



Podcast

Minuto DIARINHO 11/06/2021

Publicado 11/06/2021 21:26



Especiais

Números

Itajaí investe R$ 98 milhões no enfrentamento à pandemia

Compras seguras

Comércios e serviços garantem protocolos sanitários

Navegantes 

Enfrentamento à pandemia é desafio

Para não errar

Máscaras caseira, cirúrgica e N95: quando usá-las?

Análise

Vacina é solução e não milagre



Blogs

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2021 está confirmada

Blog do JC

Vereador Kaká garante mais de dois milhões em emendas

Blog Doutor Multas

Recurso de multa por estacionar no acostamento

Blog Clique Diário

Exposição Itajaí em Imagens

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯