Matérias | Geral


Governador Celso Ramos

Balada flutuante com 23 embarcações é encerrada pela fiscalização

Caso de descumprimento de medidas do decreto contra covid-19 repercutiu nacionalmente no fim de semana

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Polícia Militar flagrou aglomero, show ao vivo e lanchas amadrinhadas (Foto: Divulgação)


A polícia Militar e a capitania dos Portos encerrarem uma festa clandestina com 23 embarcações que ocorreu no sábado na orla da praia do Magalhães, em Governador Celso Ramos. A balada “al mare” contava com um deque flutuante, show ao vivo e 15 lanchas encostadas uma nas outras, o que é proibido pelo decreto estadual. 


A batida no local foi feita após os policiais receberem denúncia de perturbação do sossego e descumprimento de medidas contra a covid-19. A fiscalização constatou também aglomero de pessoas nas embarcações, sendo desrespeitada a regra que limita a ocupação dos barcos em até 50% da capacidade. As lanchas foram revistadas e os agentes da capitania conferiram itens de segurança e documentação.

Continua depois da publicidade



Os donos das embarcações e os marinheiros receberam advertência e tiveram que desencostar as lanchas amadrinhadas. Três dos proprietários foram autuados e um barco foi apreendido pela capitania por irregularidades ligadas à segurança aquaviária. O responsável pela festa vai responder um termo circunstanciado por perturbação do sossego e descumprimento de medidas sanitárias.

O caso ganhou repercussão nacional durante o fim de semana. No dia 11 de abril, Governador Celso Ramos já havia ganhado o noticiário também por uma festa clandestina em uma embarcação lotada de pessoas sem máscara. Pelo atual decreto estadual, eventos públicos ou privados estão proibidos em Santa Catarina. Para as embarcações de esporte e lazer, a norma prevê ocupação máxima de 50% da capacidade, sendo proibido aglomero e encostar os barcos uns aos outros. 

Em Balneário Camboriú, a fiscalização fechou duas festas clandestinas no fim de semana, uma na praia do Estaleirinho, com 150 pessoas, e outra no Estaleiro, com 80 pessoas. De sexta-feira até domingo, foram 36 estabelecimentos comerciais fiscalizados, mas sem interdições. Houve novos casos de desrespeito no acesso aos molhes, com os visitantes burlando as barreiras pra impedir a passagem.

fiscalizaçãocovid-19políciamilitarcapitaniafestaclandestinagovernadorcelsoramosbaladapraia


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.170.171

TV DIARINHO


Vem aí: Itajaí, sua linda! Acompanhe a série de vídeos que é um presente de aniversário a Itajaí. Na ...



Podcast

Minuto DIARINHO 11/06/2021

Publicado 11/06/2021 21:26



Especiais

Números

Itajaí investe R$ 98 milhões no enfrentamento à pandemia

Compras seguras

Comércios e serviços garantem protocolos sanitários

Navegantes 

Enfrentamento à pandemia é desafio

Para não errar

Máscaras caseira, cirúrgica e N95: quando usá-las?

Análise

Vacina é solução e não milagre



Blogs

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2021 está confirmada

Blog do JC

Vereador Kaká garante mais de dois milhões em emendas

Blog Doutor Multas

Recurso de multa por estacionar no acostamento

Blog Clique Diário

Exposição Itajaí em Imagens

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯