Matérias | Polícia


ITAJAÍ

 Motorista de carro que levou Mariane não era Uber

Segundo informações da polícia, o marido da vítima mentiu ao afirmar que esposa foi vista em carro de aplicativo

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Mariane foi encontrada morta no rio Itajaí-açu (Foto: Facebook)

Ao contrário das informações iniciais repassadas à polícia pelo pastor Joedson dos Santos, 40 anos, sobre o sumiço da esposa Mariane Kelley dos Santos, 35 anos, a vítima não desapareceu num carro de aplicativo. 


A última vez que Mariane foi vista com vida, foi na noite de quinta-feira, quando ela saiu de carona num Corsa prateado, do supermercado Bistek do bairro São João, onde ela trabalhava como atendente ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A última vez que Mariane foi vista com vida, foi na noite de quinta-feira, quando ela saiu de carona num Corsa prateado, do supermercado Bistek do bairro São João, onde ela trabalhava como atendente em uma cafeteria. O corpo de Mariane foi localizado 18 horas depois, boiando no rio Itajaí-açu, em Navegantes, com as mãos amarradas e uma marca de pancada na cabeça.

Continua depois da publicidade



A polícia Militar já conseguiu identificar o veículo que levou a vítima e passou todas as informações à polícia Civil. 

Segundo a PM, a vítima pegou carona com uma vizinha e não estava num carro de um motorista de aplicativo, como afirmou o pastor Joedson à imprensa e no registro do boletim de ocorrência do desaparecimento. 

Mariane desapareceu às 18h53 de quinta-feira, quando entrou num carro prateado na saída do trabalho.

O delegado Angelo Fragelli, que conduz a investigação, informou ao DIARINHO que não descarta nenhuma hipótese para o assassinato.  

Continua depois da publicidade



Pela versão do marido, Mariane não retornou pra casa, na rua Cosme Bussarello, no bairro Cordeiros, como sempre fazia depois do trabalho.  

Joedson e Mariane eram casados há 20 anos. Eles moravam na região há nove anos, mas são naturais da Bahia. O casal tem uma filha de 16 anos.

Joedson, que é pastor da igreja CEI, foi coordenador de um centro para recuperação de dependentes químicos, mas foi demitido do local há cerca de um mês.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.117.38

TV DIARINHO


Vem aí: Itajaí, sua linda! A partir do dia 14 de junho, na TV DIARINHO e em todas as redes sociais. # ...



Podcast

Minuto DIARINHO 11/06/2021

Publicado 11/06/2021 21:26



Especiais

Números

Itajaí investe R$ 98 milhões no enfrentamento à pandemia

Compras seguras

Comércios e serviços garantem protocolos sanitários

Navegantes 

Enfrentamento à pandemia é desafio

Para não errar

Máscaras caseira, cirúrgica e N95: quando usá-las?

Análise

Vacina é solução e não milagre



Blogs

Blog Clique Diário

BC noturna

Blog do JC

Proteger

Blog Doutor Multas

Multa por não usar cinto de segurança: valores [2021] e como recorrer

A bordo do esporte

Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2021 está confirmada

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯