Matérias | Geral


Sindipi é contra a criação de um polo pesqueiro chinês no Brasil

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região (Sindipi) se posicionou contra a possível criação de um polo pesqueiro chinês no Brasil. O polo teria gestão da empresa Ample Develop Brazil, com investimento de 30 milhões de dólares. A sede seria na cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. A proposta do conglomerado chinês ganhou força assim que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou em seu Twitter, no sábado, a informação. Bolsonaro publicou a mensagem, com erros de português, informando que os “Chineses fazem proposta de pólo pesqueira para tomar conta de todo a pesca no litoral brasileiro”. José Jorge Neves Filho, presidente do Sindipi, diz que a entidade patronal é contra a criação do polo e desconfia do interesse de empresários chineses de instalar uma base de apoio às frotas estrangeiras na costa do Brasil. A proposta da Ample, que tem sede em Goiânia, seria de montar um projeto de pesca de arrasto marinho, com investimentos de cerca de R$ 150 milhões, com apoio do governo do estado gaúcho. “Eles possuem uma grande quantidade de embarcações, na sua maioria da modalidade de arrasto, e de acordo com as informações, baseadas em relatos e publicações de outros países já explorados por essas embarcações, as mesmas não praticam pesca sustentável em suas operações. Pelo contrário, pescam de forma predatória, processando tudo o que foi pescado”, justificou, em nota, o presidente do Sindipi. O sindicato alerta que as embarcações são de grande porte, com autonomia e poder de captura muito superiores ao das embarcações brasileiras. Elas ainda são auxiliadas por “navios mãe” ou “navios fábrica” que fazem o transporte e o processamento dos pescados, ao mesmo tempo em que garantem o reabastecimento dos barcos pesqueiros. O Sindipi alerta diz que com a atuação dessas embarcações seria impossível mensurar o estoque pesqueiro. “Impede a avaliação de nossas autoridades de dimensionar o que e quanto foi capturado, principalmente sobre os impactos aos nossos recursos pesqueiros, que, com certeza serão à margem das normas brasileiras de pesca, e prejudicando sensivelmente o equilíbrio de nossos recursos marinhos e, consequentemente, de todo o setor pesqueiro brasileiro legalmente constituído,” argumenta o sindicato. O DIARINHO questionou o secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, que é armador da região de Itajaí, mas ele não respondeu até o fechamento desta matéria. Proposta não passa de especulação, diz estudioso O oceanógrafo, pesquisador e professor universitário, Paulo Ricardo Schwingel, acredita que o anúncio da criação do polo pesqueiro pela empresa chinesa não passa de mera especulação. Ele lembra que a mesma proposta foi anunciada pra costa uruguaia em outubro deste ano e não foi levada adiante. “Uma comissão chinesa fez algumas visitas no Brasil, mas não tem a mínima chance disso se concretizar”, acredita. O professor cita alguns motivos para a parceria não passar de boatos, o principalmente dele é que "o Brasil não tem recurso pesqueiro pra uma pesca de grande vulto que interesse mesmo aos chineses”. Paulo Ricardo lembra que o Brasil não é um país que tem águas com grandes volumes de biomassa de espécies alvos de recurso pesqueiro. “É um país que está em uma área de baixa produtividade. Esse tipo de empreendimento chinês estaria fadado ao fracasso, porque não existe recurso pesqueiro suficiente pra sustentar uma pescaria de vulto maior que a nossa. Hoje já estamos pescando mais do que deveríamos”, conclui.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.238.95.208

TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira





Especiais

AMPLIAÇÃO

Portonave projeta investimentos de mais R$ 500 milhões

NAVEGANTES

Atividade portuária consolida a economia

SANTA CATARINA

Navegantes tem o segundo maior aeroporto do estado

NAVEGANTES

Cluster da construção naval é aqui

MERCADO

Navship volta a contratar



Blogs

A bordo do esporte

Campeão Mundial e Pan-Americano de Snipe treina filha de 14 anos para versão feminina

Blog do JC

Bolsa Estudante

Blog do Ton

Chefs Bruno Faro e Willian Vieira comandam noite gastronômica nesta quinta-feira no Quatro7, em Balneário Camboriú

Blog da Ale Francoise

Remédio natural para picada

Blog Doutor Multas

Financiamento e refinanciamento de veículo: afinal, é a mesma coisa?

Blog Clique Diário

O Auditório de Tenerife

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Ana Tereza Canziani Pereira Boschi

"O Implanon é tecnologia de ponta, e a gente vai oferecê-lo para as mulheres de Itajaí”

Ana Paula Bastos Cardoso

“O luto tem que ser encarado como uma forma natural da vida”

Fábio da Veiga

"Todos os players do mercado são favoráveis a esse modelo de gestão Landlord”

Francisco Graciola

"O patrimônio é o cliente”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯