Matérias | Geral


Região de Itajaí volta pra nível gravíssimo de covid-19

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A região da Foz do Rio Itajaí voltou pra situação gravíssima no novo mapa de risco de covid-19, divulgado nesta sexta-feira pelo governo estadual. A classificação mostra 15 das 16 regiões do estado em nível gravíssimo (cor vermelha). Apenas a região de Xanxerê, no oeste, está com grau grave (laranja). O novo mapa de risco considera o aumento do número de mortes, com 415 óbitos no estado desde o dia 9 de dezembro, além de 36.531 novos casos de coronavírus só nos últimos nove dias. O índice de capacidade de atenção, que mede a taxa de ocupação de UTIs, está em nível gravíssimo em todas as regiões. A situação também é crítica em 12 regiões no critério de monitoramento, referente à capacidade dos municípios em rastrear os casos de covid. A região de Itajaí está em alta nos casos de mortes, falta de monitoramento e ocupação hospitalar. Em Itajaí, o hospital Marieta Konder Bornhausen está com 87% das UTIs ocupadas, com apenas nove leitos vagos, conforme boletim de quinta-feira. No hospital infantil, são dois dos seis leitos de UTI ocupados. A cidade tem 1257 casos ativos da doença. Em Balneário Camboriú, são 1415 pacientes em tratamento, com 48 pessoas internadas. O centro de Covid-19 está com 86% de lotação das UTIs, com 26 pacientes internados. Mudanças nos critérios da matriz de risco Os integrantes do centro de Operações de Emergência em Saúde se reuniram na quarta-feira passada para apresentar algumas mudanças nos indicadores da matriz de risco. Segundo a epidemiologista Maria Cristina Willemann, mudou-se o ajuste do número de ativos por nowcasting, ferramenta que permite o acompanhamento dos casos em “tempo real”. Os doentes com o vírus ativo e em recuperação são chamados agora de infectantes. Também houve mudança no critério de monitoramento pelo novo perfil epidemiológico, já que muitos casos estão sendo frutos de aglomerações em grupos dentro das famílias. Segundo a epidemiologista, o formato anterior gerava uma distorção no indicador do efeito da síndrome gripal. O indicador de sensibilidade passou a ser medido por confirmação laboratorial dos testes PCR, não mais dependendo dos dados individuais pelo cadastro no SUS. “Isto vai provavelmente reduzir possíveis erros provindos de instabilidade no sistema de informação ou diminuição da capacidade de digitação pelos municípios", informou Maria Cristina. "Também fizemos alteração de parâmetros de ocupação dos leitos de UTI, reduzindo para 80% o nível mais crítico”. A proposta do governo é que os ajustes retratem a situação da pandemia no estado da forma mais próxima da realidade possível.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.55.22

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 15/09/2021

Publicado 15/09/2021 20:10



Especiais

AMPLIAÇÃO

Portonave projeta investimentos de mais R$ 500 milhões

NAVEGANTES

Atividade portuária consolida a economia

SANTA CATARINA

Navegantes tem o segundo maior aeroporto do estado

NAVEGANTES

Cluster da construção naval é aqui

MERCADO

Navship volta a contratar



Blogs

Blog do JC

Irmão Maier chegou

A bordo do esporte

Vela mundial perde o diretor de regatas Jack Loyd

Blog Doutor Multas

Multa por dirigir embriagado: entenda como é

Blog do Ton

Siberiano Drink Club

Blog da Ale Francoise

Você conhece os benefícios do cravo?

Blog Clique Diário

O Auditório de Tenerife

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Ana Paula Bastos Cardoso

“O luto tem que ser encarado como uma forma natural da vida”

Fábio da Veiga

"Todos os players do mercado são favoráveis a esse modelo de gestão Landlord”

Francisco Graciola

"O patrimônio é o cliente”

Jorginho Mello

“Eu tenho o compromisso do presidente: se eu for disputar a eleição para governador, tenho o apoio dele”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯