Matérias | Especial


Caderno de verão: Todas as estações

Variedade e bom atendimento fazem do comércio atração o ano todo

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Itajaí Shopping tem campanha especial para presentear clientes neste Natal


É no verão que o turismo na Costa Verde e Mar se intensifica. Mas tem atração que se mantém em todas as estações do ano: o nosso comércio, por exemplo. A região oferece uma vasta gama de lojas, feiras, shoppings e supermercados com variedade de produtos e preços. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pela Offer Wise Pesquisas, uma quantidade maior de pessoas (32%) pretende usar o dinheiro do 13º salário para comprar presentes. Enquanto os que vão usar esse recurso para pagar as contas básicas de casa representam apenas 21% dos entrevistados. Prontos para conquistar a mente e o coração dos seus futuros clientes, os comerciantes têm se preparado para o final de ano e boa parte deles (46,6%) acredita que haverá um incremento nas vendas do Natal, de acordo com levantamento da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado. Para não correr nenhum risco, as lojas e os centros comerciais têm se preparado para atender presencialmente e também pela internet. Afinal, não há quem não goste de comprar alguma lembrancinha ou de aproveitar ofertas arrasadoras para presentear aqueles que quer bem. E se o atendimento for diferenciado, fica quase impossível resistir às compras.  

Turistas aproveitam para comprar em Brusque

Impedida de vir ao Brasil este ano por conta da pandemia, a professora de educação primária Celeste Sibils, 56 anos, sempre aproveitou as viagens até o litoral de Santa Catarina para fazer compras para toda a família. Celeste é uma paraguaia casada com um catarinense e frequenta a região durante as férias há mais de 20 anos. Além de visitar a família e passear no litoral, ela nunca abriu mão de um bom turismo de compras. E o destino principal é o mesmo há anos: Brusque. “Os produtos costumam ser de qualidade, os preços são excelentes e me encanta o atendimento, que sempre foi muito bom”, destaca. Mãe de quatro filhos, Celeste costumava comprar roupas para toda a família. “São coisas diferentes e bonitas. Ano passado eu vi muita coisa importada. Espero que não piore”, diz a professora que pretende vir ao litoral catarinense de férias assim que a pandemia der uma trégua. “Nós aqui (Paraguai) ficamos muito tempo com as fronteiras fechadas, neste ano infelizmente não teremos como viajar”, conta. Engana-se quem pensa que o chamado turismo comercial só é feito por quem é de longe. Moradora de Balneário Piçarras, a advogada Camila Fernandes de Oliveira, 29 anos, não dispensa passeios a cidades vizinhas para fazer compras. “Acabo fazendo compras em Balneário Camboriú e Brusque, porque aqui em Piçarras não temos muita opção. Eu gostaria de valorizar mais o comércio da minha cidade, mas tem coisas que não tem como competir, principalmente nas roupas para crianças”, explica. E pra ela cada cidade tem um foco diferente. Em Balneário Camboriú, Camila diz encontrar mais opções de marcas, enquanto que em Brusque o diferencial é o preço. Outra cidade que fica no roteiro de compras é a Capital da Moda Praia e Moda Íntima, Ilhota. Lá, assim como em Brusque, a produção local e a venda no atacado influenciam para uma diminuição direta e considerável no preço de roupas de praia e as íntimas.  

Várias opções um único lugar

Comodidade é um dos itens que podem determinar diretamente na decisão de compra do cliente. Por isso as empresas têm investido cada vez mais em oferecer o maior número de atrações e possibilidades em um único espaço. Em Brusque, a FIP Feira da Moda reúne mais de 200 lojas, com a melhor oferta de vestuário da região. Além do comércio com bom atendimento, o espaço oferece vila gastronômica, restaurante, choperia, parque infantil e estacionamento coberto. O empreendimento tem adotado todos os cuidados de higiene e segurança, inclusive com túneis de descontaminação. Em 2020 a FIP foi destaque no Prêmio Travelers’ Choice do TripAdvisor – que reúne um seleto grupo de 10% dos melhores estabelecimentos do mundo. Com centenas de lojas e foco também no vestuário, Brusque tem diversas lojas que vendem no atacado e varejo ao longo da rodovia Antônio Heil. Em Itajaí, o Itajaí Shopping também ampliou os cuidados com a higiene e prevenção para atrair não apenas os turistas como também o público tradicional das redondezas. O Itajaí Shopping oferece hoje 120 lojas, que contam com o serviço de cerca de 600 colaboradores.   Inserido no mote da campanha “a vida pode ser mais”, o Itajaí Shopping está em clima de Natal e os clientes serão presenteados com um item especial: uma petisqueira exclusiva da Oxford. Para ganhar o presente, basta trocar notas fiscais que somem R$ 500 em compras nas lojas participantes da campanha. Já em Balneário Camboriú, além do comércio charmoso e diversificado das avenidas Brasil e Central, a cidade conta com o Atlântico Shopping, instalado no centro há 23 anos. O primeiro shopping da cidade. O local tem estacionamento e várias outras conveniências, como lotérica, caixas 24 horas, salão de beleza e uma praça de alimentação que oferece música ao vivo às sextas e sábados. Desde o início da pandemia o empreendimento tem investido em todas as recomendações para garantir a segurança dos clientes. O Balneário Camboriú Shopping, que fica próximo à BR-101, reúne atualmente 314 estabelecimentos. Para driblar as dificuldades da pandemia, o empreendimento lançou uma série de ações para garantir a segurança dos clientes, entre elas a plataforma de compras online integrada ao portfólio de todas as lojas, com possibilidade de retirada de mercadorias em sistema drive thru ou entrega.  

Empreendimentos ao ar livre esperam aumento das vendas

A pandemia mudou a realidade em vários segmentos, e no comércio não foi diferente. O estudo global “Back to Business, Holiday Edition”, realizado pela Visa em oito mercados ao redor do mundo, incluindo o Brasil, apontou que 89% dos brasileiros que responderam à pesquisa pretendem fazer compras neste Natal. Ambientes higienizados e seguros nunca foram tão importantes para conquistar clientes. “Mostrar que o empreendimento está preparado, com protocolos de segurança, vai gerar mais tranquilidade às pessoas e maior atratividade ao destino. Sem dúvida alguma, esse é diferencial”, explica o especialista em turismo Marcos Arnhold Junior. Por estar em ambiente aberto, a expectativa dos lojistas do camelódromo de Balneário Camboriú é muito boa. O local existe há 34 anos na rua 1500, e há tempos virou ponto de referência do comércio na região. O espaço tem hoje cerca de 250 lojas que geram mais de 620 empregos diretos. O principal atrativo é a grande diversidade de produtos e, para atender melhor a clientela, o espaço contará com uma cobertura que deve ficar pronta em janeiro. Todos os dias, incluindo sábado e domingo, o espaço fica aberto das 9h às 21h. Para dar mais comodidades aos clientes, o camelódromo possui praça de alimentação. Nelson Oliveira, síndico do camelódromo, aposta em uma excelente temporada. “Por conta da pandemia muitas pessoas que sempre investem em viagens internacionais ou interestaduais acabarão ficando pelo estado. Acredito que o turismo interno vai se intensificar em Balneário Camboriú, o que deve fortalecer as vendas”, afirma. Outra atração da região que acaba atraindo clientes durante a pandemia por funcionar em uma área aberta e com o passeio ao ar livre é o Porto Belo Outlet Premium, que funciona todos os dias das 10h às 22h. O espaço conta com mais de 200 marcas nacionais e internacionais e costuma receber no verão até 700 mil pessoas por mês. Na temporada de verão, o Porto Belo Outlet colocará em funcionamento o serviço de transfer, com traslado de turistas que estão passeando em Balneário Camboriú e Florianópolis. O serviço iniciará em janeiro de 2021 e os clientes poderão reservar pelo número de WhatsApp (47) 99721 0891, salvo qualquer mudança ou exigência de decreto municipal. Além das lojas e praça de alimentação, o Outlet abriga ainda o Museu do Futebol do Brasil, que reúne mais de três mil peças. O museu está aberto todos os dias das 13h às 21h. A entrada custa R$ 20.

Campanhas incentivam o turismo seguro e responsável

O turismo foi um dos setores mais afetados pela pandemia no mundo todo. No Brasil, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que o faturamento do setor caia mais de 37% em 2020. Na tentativa de enfrentar a queda de arrecadação do setor, o ministério do Turismo anunciou um plano de retomada. A medida inclui a liberação de R$ 5 bilhões em linhas de crédito, campanhas de promoção de destinos do país e o lançamento do selo ‘Turismo Responsável’, que estimula e identifica os empreendimentos que seguem todos os protocolos de segurança. Em uma iniciativa semelhante, o governo de Santa Catarina lançou também o programa Viaje+SC. Além de credenciar os estabelecimentos que estão adotando as medidas necessárias para prevenir o contágio, o programa também prevê ofertas especiais, com preços diferenciados para quem mora em Santa Catarina. Aqui na região, o Consórcio Verde e Mar lançou ainda outra campanha, focada na conscientização dos clientes. “Você está de férias, mas o coronavírus não!” foi lançada no início de dezembro e prevê uma série de ações educativas nos estabelecimentos privados e espaços públicos. “Nossos empresários estão preparados para receber as pessoas, principalmente a hotelaria, que tem trabalhado de uma maneira exemplar. Nosso maior desafio é a educação do visitante em relação aos cuidados que ele tem que ter”, afirma Marcos.

Pesquisa indica: belezas naturais ainda são os principais atrativos

A busca por atrações construídas ou por compras tem aumentado e se fortalecido a cada ano que passa, mas a maioria das pessoas que chega nesse pedacinho do paraíso para curtir uns dias de folga ainda vem pelas paisagens naturais. A última pesquisa de demanda turística, feita em 2020 pelo Consórcio Costa Verde e Mar, diz que a natureza ainda é o principal motivo que atraiu 84,8% dos visitantes entrevistados. Entre os itens mais bem avaliados pelos visitantes estão a sinalização, a segurança, a limpeza e conservação. A pesquisa entrevistou mais de 3,5 mil pessoas entre janeiro e março e 92% dos entrevistados pretendiam voltar para a região. 




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.230.144.31

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira





Especiais

AMPLIAÇÃO

Portonave projeta investimentos de mais R$ 500 milhões

NAVEGANTES

Atividade portuária consolida a economia

SANTA CATARINA

Navegantes tem o segundo maior aeroporto do estado

NAVEGANTES

Cluster da construção naval é aqui

MERCADO

Navship volta a contratar



Blogs

Blog Doutor Multas

Financiamento e refinanciamento de veículo: afinal, é a mesma coisa?

Blog do Ton

Confraria da Cozinha confirma dois novos eventos gastronômicos em Floripa

Blog do JC

Irmão Maier chegou

A bordo do esporte

Vela mundial perde o diretor de regatas Jack Loyd

Blog da Ale Francoise

Você conhece os benefícios do cravo?

Blog Clique Diário

O Auditório de Tenerife

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Ana Paula Bastos Cardoso

“O luto tem que ser encarado como uma forma natural da vida”

Fábio da Veiga

"Todos os players do mercado são favoráveis a esse modelo de gestão Landlord”

Francisco Graciola

"O patrimônio é o cliente”

Jorginho Mello

“Eu tenho o compromisso do presidente: se eu for disputar a eleição para governador, tenho o apoio dele”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯