Matérias | Geral


Sem previsão de reabertura pro verão

Fechamento acirrou disputa por espaço entre comerciantes e motoristas nos bolsões de estacionamento das praias de Itajaí

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]



Fechado há cerca de seis meses devido às restrições da pandemia e às obras de revitalização do novo acesso, o caminho pros molhes da praia da Atalaia não tem previsão de ser reaberto pra temporada de verão 2020/2021. Além da espera pela reabertura, também há expectativa sobre como será organizada a área do estacionamento pra evitar os conflitos entre motoristas e comerciantes que têm barracas de caldo de cana e pastel.


Enquanto o acesso segue fechado, a disputa por vagas de estacionamento migrou para os bolsões ao longo da rua Francisco Evaristo Canziani, entre as praias da Atalaia e Cabeçudas. Para não ficar sem trabalho, parte dos comerciantes também passou a ocupar os bolsões. Nos finais de semana, as poucas vagas são tomadas e motoristas se queixam da presença das barracas, que chegam a ocupar até três vagas.

Continua depois da publicidade



A concorrência pelos bolsões aumentou com a retirada do estacionamento na beira-mar de Cabeçudas, que deu lugar à ciclovia. A comerciante Elaine Cristina Berti, que vende pastel e caldo no bolsão perto da Atalaia, conta que conseguiu liberação da vigilância Sanitária pra ficar no local há cerca de cinco meses, após ficar um mês parada devido ao fechamento do estacionamento do molhe, onde mantinha a barraca há quatro anos.

Ela diz que já pegou a licença pra trabalhar na temporada de verão, mas que outros ambulantes, que não têm liberação pra ficar no local, também têm usado o espaço. No último fim de semana, além dos dois comerciantes liberados pro local, havia outros três, incluindo uma Kombi que costuma ficar no meio da área e atrapalha as manobras dos motoristas.

Elaine relata que tem ocorrido “brigas” entre comerciantes e motoristas devido à disputa por vagas e por carros que já bateram nas barracas. “O pessoal não tem onde trabalhar e acaba vindo pra cá”, afirma. No estacionamento do molhe, eram cerca de 15 comerciantes. Elaine diz que o pessoal se espalhou, alguns indo pra Beira Rio, outros voltando pros bairros e outros ocupando os bolsões na Atalaia e em frente ao Bico do Papagaio.

Já teve quem se instalasse em frente do acesso ao molhe, que segue fechado pra carros, mas a fiscalização mandou o comerciante sair. Elaine defende que é preciso melhorar a organização da prefeitura pra que os comerciantes que trabalham corretamente não sejam prejudicados por clandestinos. A mudança de local, conforme estima, fez a clientela cair 40%.

Continua depois da publicidade



Elaine também está na incerteza se os ambulantes poderão voltar a trabalhar no molhe e se haverá novas regras, como a restrição pra entrada de carros. No estacionamento do molhe, os comerciantes e visitantes tinham acesso ao banheiro público, serviço que não tem nos bolsões e nem nas praias.

Parede do costão ganha pintura de artista

Quem passou pelo caminho de Cabeçudas nos últimos dias percebeu uma pintura diferente no paredão de sustentação da calçada que beira o costão. A estrutura recebeu faixas na cor azul, rosa e vermelho cobrindo um fundo cinza. O ponto é perto do último bolsão de estacionamento antes de chegar na praia de Cabeçudas.

A pintura trata-se de uma intervenção do artista plástico Edgar dos Santos, já conhecido por decorar lixeiras, postes e muros em Itajaí com diferentes cores e desenhos. A arte no caminho de Cabeçudas ainda não está pronta, informou a prefeitura, que ressaltou que a escolha das cores é do próprio artista.

Edgar já transformou em arte mais de 300 lixeiras em Itajaí, inclusive as da orla de Cabeçudas. Os postes no caminho da praia também estão decorados por ele. As pinturas costumam destacar temas ligados à cidade, como o mar, sol, peixes, flores e surfistas.

Reabertura dependerá da pandemia

As obras de revitalização do caminho de Xinxiang começaram em dezembro do ano passado, com previsão de término em junho deste ano, mas o cronograma sofreu atraso com a suspensão durante a pandemia. O trecho de 200 metros da rótula da Francisco Canziani até o molhe da Atalaia ganhou nova pavimentação, calçada e ciclovia, e terá ainda nova iluminação.

Um portão de ferro foi colocado na entrada pra impedir o acesso de carros e evitar a circulação de pessoas durante a pandemia. Na prática, pedestres, ciclistas e mesmo motociclistas têm entrado pelo local. A revitalização faz parte do projeto de ampliação da rede de ciclovias. Serão mais de 10 quilômetros de faixa pra bikes a partir da avenida Paulo Bauer, no centro, até a praia Brava.

A secretaria de Urbanismo informou que as obras no acesso estão em fase de conclusão. Mesmo com o término, no entanto, o município não tem previsão pra reabertura do local porque, conforme a secretaria, o principal motivo do fechamento do molhe é a pandemia de coronavírus. “É o local que o município consegue ter controle sobre a circulação de pessoas e veículos”, informa o órgão. A situação da pandemia na região, que está em nível grave de contágio na última atualização do governo estadual, também vai interferir nas regras de uso e ocupação da faixa de areia nas praias de Itajaí. A cada temporada, a secretaria de Urbanismo atualiza as normas pra comerciantes e bares da orla, incluindo restrições pra colocação de mesas, cadeiras e guarda-sóis.

Conforme a secretaria de Urbanismo, a normativa pra temporada 2020/2021 ainda está em estudo. No ano passado, o regramento foi lançado em meados de dezembro.



Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.55.22

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 15/09/2021

Publicado 15/09/2021 20:10



Especiais

AMPLIAÇÃO

Portonave projeta investimentos de mais R$ 500 milhões

NAVEGANTES

Atividade portuária consolida a economia

SANTA CATARINA

Navegantes tem o segundo maior aeroporto do estado

NAVEGANTES

Cluster da construção naval é aqui

MERCADO

Navship volta a contratar



Blogs

Blog do JC

Irmão Maier chegou

A bordo do esporte

Vela mundial perde o diretor de regatas Jack Loyd

Blog Doutor Multas

Multa por dirigir embriagado: entenda como é

Blog do Ton

Siberiano Drink Club

Blog da Ale Francoise

Você conhece os benefícios do cravo?

Blog Clique Diário

O Auditório de Tenerife

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Ana Paula Bastos Cardoso

“O luto tem que ser encarado como uma forma natural da vida”

Fábio da Veiga

"Todos os players do mercado são favoráveis a esse modelo de gestão Landlord”

Francisco Graciola

"O patrimônio é o cliente”

Jorginho Mello

“Eu tenho o compromisso do presidente: se eu for disputar a eleição para governador, tenho o apoio dele”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯