Matérias | Esporte


Adiós, Dieguito!

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

argentino Diego Maradona, ex-jogador de futebol, morreu ontem aos 60 anos. O ídolo teve parada cardiorrespiratória e chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu. No início do mês, Maradona passou por uma cirurgia no cérebro para drenar uma hemorragia e se recuperava em casa.


Na Argentina, o presidente Alberto Fernández declarou luto oficial de três dias no país. “Foste o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Sentiremos sua falta para toda a vida”, escreveu ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Na Argentina, o presidente Alberto Fernández declarou luto oficial de três dias no país. “Foste o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Sentiremos sua falta para toda a vida”, escreveu.

Continua depois da publicidade



Considerado o maior nome da história do futebol argentino, Maradona foi o grande destaque na conquista na Copa do Mundo de 1986. Na época, ficou marcado por um gol de mão - que ele próprio apelidou de “Mano de Dios” - contra a Inglaterra, e por outro, na mesma partida, que é considerado o mais bonito da história dos Mundiais, em que driblou quase todo o time inglês antes de balançar as redes.

Ele também brilhou vestindo as camisas de Barcelona (Espanha), Napoli (Itália) e do Boca Juniors (Argentina), time do coração. Chegou a dirigir a seleção argentina na Copa de 2010, sendo eliminado nas quartas de final pela Alemanha.

Ícone do país

O mundo da bola lamentou a partida do craque. Pelé, em suas redes sociais, deixou uma mensagem. “Ainda há muito a ser dito, mas por agora, que Deus dê força para os familiares. Um dia, eu espero que possamos jogar bola juntos no céu”.

Continua depois da publicidade



Com partida marcada contra o Internacional, pelas oitavas de final da Libertadores, o Boca Júniors pediu adiamento. Maradona é ídolo da história do clube e era torcedor declarado. Por sua vez, o Inter manifestou ao adversário “respeito e sentimento de pesar por esta grande perda”.

Maradona era técnico do Gimnasia Y Esgrima, de La Plata, mas estava afastado para tratamento de saúde. Ele deixou dois filhos, Diego e Diego Fernando, e três filhas, Dalma, Gianinna e Jana.



Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.237.2.4

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quinta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 23/09/2021

Publicado 23/09/2021 20:50



Especiais

AMPLIAÇÃO

Portonave projeta investimentos de mais R$ 500 milhões

NAVEGANTES

Atividade portuária consolida a economia

SANTA CATARINA

Navegantes tem o segundo maior aeroporto do estado

NAVEGANTES

Cluster da construção naval é aqui

MERCADO

Navship volta a contratar



Blogs

Blog do JC

Linguagem neutra

A bordo do esporte

Fãs disputam em leilão itens históricos e raridades da Stock Car para Instituto Ingo Hoffmann

Blog do Ton

Chefs Bruno Faro e Willian Vieira comandam noite gastronômica nesta quinta-feira no Quatro7, em Balneário Camboriú

Blog da Ale Francoise

Remédio natural para picada

Blog Doutor Multas

Financiamento e refinanciamento de veículo: afinal, é a mesma coisa?

Blog Clique Diário

O Auditório de Tenerife

Blog da Jackie

CasaCor Santa Catarina

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Ana Tereza Canziani Pereira Boschi

"O Implanon é tecnologia de ponta, e a gente vai oferecê-lo para as mulheres de Itajaí”

Ana Paula Bastos Cardoso

“O luto tem que ser encarado como uma forma natural da vida”

Fábio da Veiga

"Todos os players do mercado são favoráveis a esse modelo de gestão Landlord”

Francisco Graciola

"O patrimônio é o cliente”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯