Matérias | Geral


Itajaí

Barra Velha comemora 50 anos sem velinhas

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Sem velinha ou grandes comemorações. Assim está a agenda oficial de eventos por parte da prefeitura de Barra Velha. A cidade comemora hoje, timidamente, meio século de emancipação política. Em 1961, a hoje apelidada Capital do Pirão se desligou de São Francisco de Sul pra caminhar pelas próprias pernas como município.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Com uma população estimada em 22,3 mil habitantes, Barra Velha não é mais somente um balneário. Abriga empresas robustas, como a Havan, a alemã Butting e a Cebrace, indústria de vidros. A falta de festividades no níver reflete o perrengue político que a Capital do Pirão tá atravessando. Há cerca de dois meses, o então prefeito Samir Mattar (PMDB) foi afastado por decisão judicial sob acusação de corrupção.

Continua depois da publicidade




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.227.249.155

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 05/05/2021

Publicado 05/05/2021 23:45



Blogs

Blog do JC

Na curva do rio

A bordo do esporte

Ex-equipe de Martine Grael confirma presença em regata europeia da The Ocean Race

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog Clique Diário

Dica de fotografia

Blog Doutor Multas

Multa por excesso de velocidade acima de 50: qual é o valor?

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯