Matérias | Reclamações


Itajaí

Dengo-dengo lasca que prefa de Navega só investe no Gravatá e nem liga pro centro

Trabalhador tá indignado com a situação do calçadão da Beira-mar central

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O guarda portuário e morador de Navegantes Reginaldo José Maria, 38 anos, cresceu na city dengo-dengo e diz que ao longo dos anos o calçadão da Beira-mar não sofreu nenhuma revitalização, exceto no bairro Gravatá. Lá, o cara alega que a prefa investe pesado, preocupando-se com a temporada de verão. No entanto, Reginaldo diz que os próprios moradores movimentam o calçadão do centro durante todo o ano e mesmo assim o local tá abandonado.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Lajotas quebradas e nivelamento irregular. Esta é a estrutura oferecida aos moradores e turistas de Navegantes que caminham pela Beira-mar central. Reginaldo, que se exercita diariamente com a família, tá quase pendurando as chuteiras. O cara diz que a atividade saudável tá ficando perigosa, pois o povão corre o risco de se machucar feio, tendo em vista o estado precário do calçadão. “Parece que o Gravatá pertence a outra cidade. Lá, o calçadão é uma beleza, mas o do centro é uma vergonha. Eu gostaria de saber o porquê desta diferença”, lasca.

Continua depois da publicidade



Outra questão apontada por Reginaldo diz respeito ao movimento das duas localidades. O guarda portuário alega que o Gravatá sobrevive do turismo no verão. Já o centro sustenta a economia de toda a cidade. “Lá é melhor do que aqui? Parece que o nosso querido prefeito [Roberto Carlos de Souza] não está nem aí. Precisamos de uma obra tão bonita quanto lá, precisamos de respeito”, opina.

Não tem privilégio

A reportagem não conseguiu falar com o prefeito Bob Carlos. No entanto, o secretário de Obras da city dengo-dengo, Valmir Cézar Francisco, o Chero, soltou o verbo. Ele diz que respeita a opinião do povo, mas acredita que Reginaldo não tem zanzado pela city pra ver todas as benfeitorias realizadas. O abobrão afirma que nenhum bairro está sendo privilegiado. Segundo ele, o Gravatá recebeu revitalização diferenciada por conta dum recurso federal liberado em 2007.

Valmir não soube informar o total da verba, nem por que a escolha do Gravatá como destinatário. “Isso aconteceu na gestão anterior”, justifica. Além disso, o abobrão garante que a manutenção de todo o calçadão da orla marítima é feita regularmente e acredita que a urbanização do centro tá joinha.

Continua depois da publicidade




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





18.206.238.77

TV DIARINHO


Entrevistão com Heli Schlickmann - Técnico Agrícola e Gestor ambiental



Podcast

Minuto DIARINHO 14/05/2021

Publicado 14/05/2021 20:29



Blogs

Blog do JC

Morre Bruno Covas

Blog Doutor Multas

Cadastro do Bom Motorista: o que é e como fazer o seu?

A bordo do esporte

Team Childhood vence etapa prólogo da The Ocean Race Europa

Blog Clique Diário

A Ilha de Pedra

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯