Matérias | Geral


Itajaí

Criançada em situação de risco deixa a Passos da Integração hoje

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A quinta-feira vai ser de mudanças pra 14 crianças e adolescentes que vivem em um abrigo de Itajaí. Além de um lar novo, a gurizada vai ter que se adaptar a uma nova equipe que irá cuidar deles. A decisão da mudança foi tomada pela prefa após a Ong Passos de Integração avisar, em carta aberta à população, no mês passado, que não iria mais renovar convênios de acolhimento das crianças.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Quatro adolescentes vão ser transferidos pra uma casa de acolhimento da própria prefa e 10 crianças vão pra sede da Estrela de Isabel, uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP) que tem sede no bairro São João. Pra acolher as 10 crianças, a entidade receberá R$ 185 mil por ano.

Continua depois da publicidade



Desde o dia 16 de novembro, quando a Passos de Integração anunciou que não renovaria os convênios com a prefa peixeira, que repassava cerca de R$ 500 mil por ano pra Ong, as otoridades se encontraram em várias ocasiões pra decidir o futuro das crianças. Na semana passada, representantes da Estrela de Isabel, representantes do Ministério Público e do juizado da Infância e da Adolescência se reuniram pra acertar os últimos detalhes da mudança. “Várias reuniões foram marcadas para definir todo o calendário das mudanças. As equipes pedagógicas se reuniram também para discutir o caso de cada criança”, conta o presidente da Passos de Integração, Raciel Gonçalves Junior.

Dos pequenos atendidos pelo programa de Acolhimento Institucional que estavam na Passos de Integração, quatro são maiores de 12 anos e vão ser levados pra uma baia da prefa que cuida de adolescentes. “Como alguns já são maiores, eles vão para uma casa de acolhimento da prefeitura, na Vila Operária. As equipes envolvidas se esforçaram para que essa mudança seja tranquila e sem prejuízo para as crianças”, afirma o secretário peixeiro da Criança, do Adolescente e da Juventude (Secaj), Everton Wan-Dall Alves.

Quase tudo pronto

Na casa que vai abrigar as outras 10 crianças, no São João, a coordenadora da Estrela de Isabel, Karen Maurício, garante que já está quase tudo pronto. “Nós estamos acertando os últimos detalhes, como móveis e limpeza, mas até a tarde desta quinta-feira, quando as crianças serão trazidas para cá, tudo já estará preparado”, garante a coordenadora, que explica a experiência da OSCIP em acolhimento infantil. “Já trabalhávamos com crianças especiais, e agora vamos atender crianças em situação de vulnerabilidade. Alugamos uma casa nova para recebê-los, pois o tipo de tratamento é diferente”, diz Karen.

Continua depois da publicidade




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.231.61

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 11/05/2021

Publicado 11/05/2021 22:10



Blogs

Blog Clique Diário

A Ilha de Pedra

Blog Doutor Multas

Modelo de recurso de multa online

Blog do JC

Salvo pela velha política?

A bordo do esporte

Inmarsat será pela sexta vez parceira de comunicações via satélite da The Ocean Race

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯