Matérias | Geral


Itajaí

Prendeu, torturou e tatuou a palavra adúltera na testa da mulher

A coitada ficou 15 dias vivendo no terror e chegou a ficar surda de tanto apanhar na cabeça. Filho de nove anos teve o braço quebrado pelo pai. Autor da barbaridade já foi em cana

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Jeferson de Cássia Borges Marba, 34 anos, foi preso ontem à tarde acusado de torturar sua mulher e usar uma faca quente pra tatuar na testa da coitada a palavra adúltera. A mulher, de 33 anos, vinha sendo mantida prisioneira há pelo menos duas semanas. Sofreu tanto durante as sessões de terror pelas quais passava que chegou a ficar surda de tanta porrada que levou na cabeça. Três filhos do casal também vinham sofrendo violências físicas e eram impedidos de sair de casa. A família foi resgatada por conselheiros tutelares e policiais militares, que invadiram a casa-cativeiro na rua Santa Rita, no bairro São Judas Tadeu, o popular Barranco, em Camboriú. Uma das crianças estava com o bracinho quebrado.

 

Este conteúdo é exclusivo para usuários cadastrados.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Era 17h quando os conselheiros tutelares receberam a denúncia de que crianças eram maltratadas numa baia do Barranco. Como o portão estava trancado, os policiais militares pularam o muro da baia. Quando entraram na casa, deram de cara com a mulher toda marcada das porradas que vinha levando todo santo dia. Mas o que causou espanto e revolta foi a palavra “adúltera” tatuada na testa da coitada. A palavra, diz o conselheiro tutelar Valmor Dalago, foi escrita com uma faca aquecida num ferro de passar roupa. “Foi uma das piores coisas que já vi”, comentou Valmor.

As otoridades também encontraram um bebê de dois meses, um menino de sete anos que estava todo machucado e outro com nove anos com uma fratura no braço. As agressões teriam sido cometidas também por Jefferson.

Resgatada, a família foi levada direto pro hospital de Camboriú. “Temos que bater radiografia de todos, fazer exames e medicar”, disse o conselheiro.

Um conselheiro tutelar contou que a família tava tão aterrorizada e abalada que levou um tempo até siligar que podia sair da casa.

Jefferson foi encontrado pela polícia Militar, ainda no finalzinho da tarde, andando pela rua 3300, no centro da vizinha Balneário Camboriú. Ele teria admitido aos PMs a tortura e alegou que agiu daquela maneira por vingança, porque a mulher o havia traído.

O casal vivia junto há 12 anos. Há um mês vieram de Curitiba/PR pra recomeçar a vida pelaqui. Jefferson seria viciado em cocaína. As agressões, contou a mulher, seriam antigas, mas ficaram piores nos últimos 15 dias. Primeiro com o cárcere privado, depois com sessões de espancamento diárias com um cano de PVC, até que culminou com a tatuagem que Jefferson fez na testa da esposa. Ela era amarrada e tinha a boca tapada com uma meia durante as sessões de tortura.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.175.108

Últimas notícias

PANDEMIA

Balneário e Itapema tem mais mortes

Serviços não essencias

SC decreta lockdown no fim de semana

catarinão

Tem Juventus x Tigre no sábado

catarinão

Chape vence na estreia do Catarinense

MASTERPLAN

Planejamento estratégico projeta o futuro de Balneário

postos e drive-thru

Balneário terá vacinação de idosos a partir de 80 anos

HOSPITAL MARIETA

MP apura uso de peças recondicionadas

NAVEGANTES

Rapaz tenta matar o primo no São Domingos

Precário

Acesso ao canto do Morcego sem estrutura

PIÇARRAS

Homem em surto psicótico leva tiros da PM





Colunistas

Coluna do JC

Presença forte

Coluna Esplanada

Caixa vazio

Coluna Existir e Resistir

A branca tá usando trança! E agora?

Clique diário

Morro da Cruz

Canal 1

Programas de humor desaparecem por falta de bons redatores

Coluna esquinas

Imagino, logo existo

Coluna do Frei Betto

Guardar silêncio

Coluna Exitus na Política

A culpa é do mordomo

Na Rede

Instagram, Facebook e Twitter

Via Streaming

Dupla dinâmica: mãe e filha

Coluna Fato&Comentário

Praia Brava e o Centenário

Jackie Rosa

“Foi bom te ver outra vez, tá fazendo um ano, foi no carnaval que passou...”

Coluna do Janio

Começou 2021 para o Marinheiro!

O lado de cá...

O Lado de Cá...

Artigos

Cade proíbe cobrança de THC2/SSE

Crônicas da vida urbana

Crônica com carro, cães, moça elegante e caminhão



Blogs

Blog da Ale Francoise

Cor de verão o ano todo!

Blog do JC

Suspendeu

A bordo do esporte

Globe40 confirma largada para junho de 2022; Brasil está na rota

Blog Clique Diário

TBT - Lembrança boa

Blog da Jackie

Coluna do impresso

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: entenda como funciona!



Entrevistão

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 1)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 1)

Itajaí

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Porto Belo





TV DIARINHO




Podcast

MINUTO DIARINHO 25/02/2021

Publicado 25/02/2021 22:08



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯