Matérias | Polícia


Itajaí

Presas teriam sido revistadas peladas

É o que diz uma carta entregue ontem pra dona justa. Rolo aconteceu durante pente-fino no cadeião

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

As 88 presas do cadeião do Matadouro, em Itajaí, teriam ficado completamente sem roupa na frente de agentes penitenciários e policiais militares homens durante o pente-fino que rolou naquele presídio em 1º de dezembro. A denúncia, feita através de uma carta manuscrita, seria de um funcionário do próprio departamento de Administração Prisional (Deap) que participou da operação, e o DIARINHO teve acesso a uma cópia. O original foi entregue ao juiz corregedor do presídio, Pedro Walicoski Carvalho. O promotor Milani Maurílio Bento, da Vara de Execuções Penais, disse que soube do perrengue e pretende apurar o caso. A direção do Deap nega a acusação.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A advogada Sandra Safanelli foi quem serviu como portadora da denúncia. Disse que, a pedido do autor, sua tarefa foi encaminhar a carta pra ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pro DIARINHO. A advogada preferiu não comentar o teor da denúncia, que seria de um dos 120 agentes prisionais do Deap que participaram do megapente-fino no cadeião do Matadouro.

Continua depois da publicidade



A carta, que não é assinada, narra que as detentas sofreram uma revista íntima na frente de agentes e policiais militares masculinos, o que é proibido. O autor do manuscrito, que afirma trabalhar no sistema prisional há 18 anos, relata cenas de constrangimento e humilhação pelas quais as presas passaram. “Na hora da invasão da ala feminina F01 e F02, a revista foi feita ‘íntima’ e geral juntamente com agentes masculinos, sendo que os agentes e policiais presenciaram as presas nuas para a revista”, conta.

O tal funcionário do Deap se diz indignado com a situação. “Jamais em todo meu tempo de trabalho eu presenciei tamanho desrespeito. Senhoras de idade, mulheres casadas, tendo seu direito constitucional violado” lasca.

Pra finalizar, o autor da carta pede uma investigação e a visita do juiz corregedor do presídio no cadeião do Matadouro. “Vossa excelência pode confirmar o fato vindo ao presídio conversar com as detentas que foram humilhadas”, sugere.

Juiz corregedor e promotor já sabem da acusação

Continua depois da publicidade



O juiz Pedro Carvalho confirmou, através de sua assessoria, que recebeu a carta, mas não se manifestou sobre seu conteúdo. O promotor Milani, responsável por bizolhar o que se passa dentro do presídio, não chegou a ter acesso à carta, mas sabe da sua existência. Ele não descarta a abertura de um inquérito policial ou civil pra apurar as acusações feitas pelo suposto funcionário do Deap. “Vai ser apurado, vamos ver qual será o próximo passo”, afirmou o dotô ao DIARINHO.

Dirigente da OAB diz que vai cobrar ação das otoridades

O advogado Flávio Schlickmann, coordenador de assuntos prisionais e direitos humanos da OAB de Itajaí, foi quem repassou a carta ao juiz Pedro Carvalho. O dotô disse ao DIARINHO que pediu providências ao magistrado. “A OAB não pode chegar e fazer alguma coisa. Pode mandar pra frente, requerer que outras partes façam, tomem depoimentos, localizem os policias”, explicou.

Schlickmann afirmou que espera uma explicação das otoridades responsáveis pelo sistema prisional. “A OAB vai pedir um esclarecimento, porque se aquilo ali for verdade é totalmente irregular. Alguém vai se responsabilizar. Elas poderiam receber essa revista, mas por mulheres. A situação é constrangedora nesse caso”, disparou.

Além dos 120 agentes prisionais, cerca de 50 PMs participaram da ocupação do cadeião do Matadouro em 1º de dezembro. O presídio mais parecia um bazar, de tanta coisa que foi encontrada lá dentro. Entre a bagulhada recolhida, estavam 73 celulares, 26 armas brancas, 10 torrões de maconha, 36 buchas de marofa, videogames, três máquinas de tatuar e três bisnagas de gel íntimo, usadas em sexo anal.

José Luiz Santos Araújo, o Carioca, diretor do cadeião, foi afastado no mesmo dia do pente-fino.

Direção do Deap nega denúncia

O pessoal do Deap, responsável pelo pente-fino feito no cadeião, no começo do mês, nega que tenha rolado qualquer desrespeito ou humilhação às presas. O agente prisional Erli Martins, assessor do diretor do órgão, Leandro Antonio Soares Lima, jurou de pés juntos que a sacanagem não aconteceu. “Essa denúncia não é verdadeira. Porque a operação foi composta de agentes femininos também. É proibido os agentes masculinos participarem de revista feminina”, garantiu.

Erli disse que a direção do Deap não tava sabendo da treta. “O Deap não teve conhecimento do teor dessa carta. Talvez haja um exagero aí. Em hipótese nenhuma os agentes participaram da revista da ala feminina”, afirmou.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.122.9

Últimas notícias

Balneário Camboriú 

Trecho da Alvin Bauer ficará em meia pista da noite de domingo até segunda

Coronavírus

Santa Catarina tem 14.033 vítimas fatais

Evento gratuito

Semana do MEI 2021 vai auxiliar pequenos negócios catarinenses

Santa Catarina

Moisés volta ao comando de SC e anuncia retorno de secretários

Navegantes 

Carro largado em terreno baldio pegou fogo na madrugada 

Até 2025

Neymar renova com o PSG

GP DA ESPANHA

Hamilton conquista 100ª pole position da Fórmula 1

Coronavírus

Santa Catarina continua com 15 regiões em risco gravíssimo à covid

Cemitérios

Lotação é um grave problema na região

Temático

Penha vai ganhar novo parque



Colunistas

Coluna do JC

Dado vacinado

Coluna Animal Humano

A cidade dentro de nós

Jackie Rosa

Às mamães com carinho

Canal 1

Gravações de novelas inéditas continuam superando muitas dificuldades

Na Rede

Na Rede

Via Streaming

“Kidding”

Clique diário

Rumo ao mar

Coluna Esplanada

Cerco oficial

Espaço InovAmfri

Parcerias pela educação

Coluna do Frei Betto

Sansão merece figurar na Bíblia!

Coluna do Janio

Classificação histórica

Coluna Tema Livre

Respeito à vida

Coluna Exitus na Política

Apolítica: virulência

Coluna do Ton

Coluna do Ton

Coluna Fato&Comentário

Colégio São José - 80 anos: “irmãs alemãs” X “irmãs colonas”

Coluna Existir e Resistir

Direito invisível

Artigos

Livros embarcados

Coluna Adjori SC

Economia de Santa Catarina inicia 2021 com confiança e expectativa em alta



TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 07/05/2021

Publicado 07/05/2021 21:06



Blogs

Blog Doutor Multas

Dirigir veículo segurando telefone celular pode dar multa?

Blog do JC

Dia D

A bordo do esporte

Inmarsat será pela sexta vez parceira de comunicações via satélite da The Ocean Race

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog Clique Diário

Dica de fotografia

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯