Matérias | Esporte


Itajaí

Skatista carioca tá dando um giro pela América do Sul em cima de seis rodas

Marcelo Pedal Verde tá na estrada desde janeiro quando saiu do Amapá

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Não existe tempo ruim pra Marcelo Gervásio Silva, mais conhecido como Marcelo Pedal Verde. O carioca de 49 anos não vê problema em dormir no chão, em posto de gasolina ou em qualquer outro lugar com pouco conforto. Aventureiro, como se define, Marcelo chegou à city peixeira durante a aventura de fazer o trajeto entre Amapá e o Chile de skate. Sem contato com ninguém da city, Marcelo sipreparava pra dormir em plena BR quando, dando uma rolê, seus equipamentos chamaram a atenção. “Um cara que trabalha aqui, engenheiro ambiental, me viu, começamos a conversar e ele me chamou pra ficar na casa dele. O espaço era pequeno, mas dava pra ficar. Aí o marido [Alex Rocha] da Lu [Lucimara Pimentel Guzatti], que é diretor do Itajaí Mais Verde, me convidou pra ficar aqui”.


A primeira prancha de skate ele ganhou do irmão quando tinha só três anos. “Fui andar, caí no corredor, mas naquele dia adorei andar de skate”, relembra com um carioquíssimo sotaque. Filho do cineasta ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A primeira prancha de skate ele ganhou do irmão quando tinha só três anos. “Fui andar, caí no corredor, mas naquele dia adorei andar de skate”, relembra com um carioquíssimo sotaque. Filho do cineasta Hélio Silva, Marcelo aproveitou a boa vida da família pra estudar e acumular histórias no esporte. “Andei de skate, fui jogar bola, saltei de paraquedas, fui triatleta, alpinista, maratonista, surfista”.

Continua depois da publicidade



Sua primeira grande aventura rolou na década de 1990, quando ele passou seis anos viajando de ziquinha pelo mundo, entre 1990 e 1996. “Saí de casa meio do nada, passei oito meses fora, minha mãe achou que eu tinha morrido,” lembra.

Apesar da experiência nas rodinhas, sua primeira grande aventura de skate rolou só em 2009: uma viagem de 2327 km entre Goiás e a Cidade Maravilhosa. “Não sabia o que esperar, me surpreendi. Lembro de cada segundo dessa viagem”, garante, e pra provar cita o nome de cada cidade que ele passou no trajeto, quase 80. Além do tamanho do skate, Marcelo chama a atenção pela bagagem (alimentação, medicamentos, equipamentos eletrônicos e artigos de camping), tudo levado na prancha. Pra completar, ainda tem um capacete com uma filmadora acoplada. O aventureiro leva uma câmera fotográfica no braço, usada pra fotografar cada placa de distância que ele cruza nas estradas.

Sua viagem atual começou no dia 7 de janeiro no Amapá, na fronteira com a Guiana Francesa, e de lá veio descendo pelo mapa até pintar na city peixeira na sexta-feira passada. Desde então tá abrigado no Viveiro Fazenda Nativa. Mas nem sempre consegue abrigo. “Na serra entre São Paulo e Paraná parei num posto, que tava fechado, e montei minha barraca ali no chão. Pouco depois passou um bandido que tinha roubado um caminhão, bem perto de mim. Aí pensei em sair dali, fui pra laje que tinha em cima do banheiro feminino e montei a barraca lá”, conta.

Pra fazer a viagem, o aventureiro já gastou 63 mil reales do próprio bolso. Seu companheiro é um skate de viagem com seis rodas, que foram feitas pela turma da universidade paulista PUC. “Tenho roda pra cada tipo de terreno, como asfalto, terra e gelo”. Apesar de encarar as estradas sozinho, Marcelo lembra da ajuda que recebe nas paradas e de quem dá uma força na aventura. “Sou apoiado pelo Ruy Jardim, da Interaction, pelo projeto Itajaí Mais Verde e Bianca Firmo”.

Continua depois da publicidade



Da city peixeira, Marcelo vai pra Urubici pra tentar quebrar o recorde de subida de montanha. Ele ainda passa por Lauro Muller até chegar em Tubarão. “O prefeito lá destruiu a pista de skate pra construir estacionamento. Vou comprar essa briga”, garante. Onde ele passa se reúne com skatistas e ajuda as federações de skate locais a integrar as cidades. Após deixar a Santa & Bela, ele vai passar pelo Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina, antes de chegar ao Chile onde para e pega um avião pra Brasília. “Vou fazer um protesto mostrando o estado das nossas estradas e também pela integração do skate nacional”. Depois ele vai dar um tempo pra pensar qual será a próxima aventura.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.215.79.116

Últimas notícias

ITAJAÍ

Moradora denuncia espera de mais de quatro horas na Celesc

Vacinado 

Governador tomou a primeira dose de imunização contra covid

BALNEÁRIO

DIC investiga assassinato de corretor de imóveis

FIQUE LIGADO!

Unisul abriu processo seletivo para cursos presenciais de graduação

Crime bárbaro

Sobrevivente de atentado na Fazenda pede justiça pelo assassinato da esposa

Covid 19

SC recebe 52 mil doses da vacina da Jansen

Itajaí 

Profissionais da educação podem se vacinar quinta e sexta-feira 

BR 101

Homem é preso transportando armas e munições em Itapema

Balneário Camboriú 

Festas rolando em cobertura de prédio são denunciadas por vizinhos   

Itajaí

Furto de bike foi todo filmado



Colunistas

Canal 1

“Gênesis”, da Record, já superou a marca de 450 atores no elenco

Coluna Esplanada

Doses sob suspeita

Artigos

O grande desafio da educação em SC

Coluna do JC

Saldré...

Coluna do Frei Betto

Todos às ruas

Coluna Tema Livre

500 mil mortes

Coluna do Janio

Vitória importante

Coluna Adjori SC

Em dois meses, Santa Catarina registrou 65 autuações por não uso de máscara

Coluna Exitus na Política

Entoli, o dirigente

Jackie Rosa

  Detox

Na Rede

NA REDE

Via Streaming

“The Americans”

Espaço InovAmfri

Nova bacia de evolução

Coluna do Ton

Novidade fashion

Coluna Fato&Comentário

Itajaí: Município “sem razão e utilidade pública”

Coluna Existir e Resistir

Presídio no Brasil: por que essa não é a solução?

Clique diário

Praia do Estaleiro

Coluna Animal Humano

Intolerância e radicalismo



TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 23/06/2021

Publicado 23/06/2021 21:20



Especiais

Mundo da pesca

Oceanógrafo criou raízes, mesmo que aquáticas

Urbanismo

Desafio da praia Brava é crescer mantendo as características de paraíso

Economia

Atividade pesqueira requer atenção especial

Bom momento

Construção civil ganha destaque na economia

Itajaí do rio e do mar

Empresas dos setores náutico e naval reforçam economia



Blogs

Blog Doutor Multas

Proteção veicular pode ser opção melhor que seguro: entenda os motivos

A bordo do esporte

Designer ilustra equipe olímpica de vela no estilo mangá

Blog do JC

Sonhando com o pai Atanásio

Blog Clique Diário

Pássaros

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯