Matérias | Geral


Itajaí

Pai vai em cana por não pagar a pensão alimentícia

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Os dias de liberdade de E.P., 33 anos, foram pro ralo na manhã de ontem. O safado caiu nas mãos da polícia Militar por volta das 16h30 por não pagar a pensão alimentícia. Ele foi guentado na rua Bruno Vicente da Luz, no Espinheiros, e levado direto pro cadeião de Itajaí.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Continua depois da publicidade



Além deste caso, os fardados também foram até a rua Saul Schaed dos Santos, no São Viça, atrás de outro pai desnaturado, que também não pagou a pensão. A PM chegou por volta das 12h45 e deu com a cara na porta. O traste não foi encontrado e, por enquanto, tá livre da jaula.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.231.61

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 11/05/2021

Publicado 11/05/2021 22:10



Blogs

Blog Clique Diário

A Ilha de Pedra

Blog Doutor Multas

Modelo de recurso de multa online

Blog do JC

Salvo pela velha política?

A bordo do esporte

Inmarsat será pela sexta vez parceira de comunicações via satélite da The Ocean Race

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯