Matérias | Polícia


Itajaí

Bandidagem invade casa de bagrão

Para provocar Ely, os safados largaram maconha na baia

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Nem mesmo Carlos Ely, policial federal aposentado e secretário de Segurança e Defesa do Cidadão da prefeitura de Itajaí, escapou das garras da bandidagem. Na noi­te de quarta-feira, ele teve sua casa, que fica no bairro Fazenda, arrombada, invadida e furtada. Os bandidos ainda deixaram no local duas buchas de maconha que, pro abobrão da Segurança, foi um simbolismo pra afrontá-lo por conta de sua luta contra as drogas. Na hora do atraque não tinha ninguém em casa e os la­drões levaram joias da família e uns aparelhos eletroeletrônicos.


 

Este conteúdo é exclusivo para usuários cadastrados.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






O secretário de Segurança mora na rua Jorge Fernandes, na região da Fazenda. Pra entrar na baia, os bandidos arrombaram uma das portas com um pé-de-cabra, que foi deixado no local depois do furto. De lá, levaram uma bai­ta tevezona de 40 polegadas, um computador e algumas joias.

Carlos Ely acredita que pelo me­nos duas pessoas entraram na sua baia. Pro abobrão da Segurança, mais do que levar objetos de va­lor, os bandidos tinham a intenção de provocá-lo. “Eles não entraram com esse objetivo [de roubar]. Reviraram meu quarto, mas não houve destruição. Normalmente, quando é o casqueiro pé de chinelo, entra destruindo”, dispara o federa aposentado.

O chefão da segurança da city peixeira faz questão de dizer que o atraque à sua casa foi algo pla­nejado. Mas admite que não ima­gina quem possa ter sido o autor da invasão. “Não tenho suspeito. Foi uma afronta. Foi marcado ho­rário. Sabiam que eu estava traba­lhando”, argumenta, na tentativa de defender sua tese de que só foi vítima da bandidagem porque é se­cretário de Segurança.

Os dois torrões e o pé-de-cabra que foram encontrados na porta da casa é, pra Carlos Ely, outro indício de que os bandidos cometeram o crime em sua residência justa­mente pra provocá-lo. “Deixaram na entrada da casa, bem visível para eu enxergar”, comenta, completando: “Tive aqui e deixei um torrãozinho pra tu puxar um baseado”, ironiza, cabreiro.

Defensor de uma guarda mu­nicipal armada, Carlos Ely é um declarado inimigo do tráfico. Mesmo com a invasão da sua baia, ele faz questão de dizer que não tem medo da bandi­dagem. “Não é isso que vai me intimidar”, avisa. O boletim de ocorrência do arrombamento e do furto foi registrado na 1ª depê de Itajaí. As investigações estão sob o comando do delegado Car­los Quilante.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.238.7.202

TV DIARINHO




Podcast

Minuto DIARINHO 01/03/2021

Publicado 01/03/2021 20:00



Blogs

Blog do JC

Nove sugestões

A bordo do esporte

Dupla brasileira da NACRA faz desafio diferente em SC

Blog Clique Diário

Hora colorida - Crepúsculo

Blog da Ale Francoise

Cor de verão o ano todo!

Blog da Jackie

Coluna do impresso

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: entenda como funciona!



Entrevistão

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 1)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 1)

Itajaí

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Porto Belo



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯