Matérias | Polícia


Itajaí

Empreiteiro sumiu do mapa

Dona justa já decretou a prisão do tarado, que admitiu o crime durante uma filmagem

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O empreiteiro Diolindo Boone, que aparece num vídeo caseiro negociando um notebook com uma menina de nove anos em troca de favores sexuais, picou a mula da região do Balneário Camboriú. O cara não foi mais visto depois que a criança, moradora de Camboriú, filmou a conversa que teve com ele. O caso estourou no final do mês passado e a dona justa decretou a prisão preventiva do empreiteiro, que já vinha abusando da criança há três meses.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Diolindo tá sendo procurado desde 23 de novembro. Foi a própria menina, com a ajuda da mãe, quem bolou a armadilha para o tarado. Na conversa gravada em vídeo, ele admite a safadeza e promete o computador para que a criança não conte sobre os abusos.

Continua depois da publicidade



Desde que o vídeo foi divulgado, o empreiteiro sumiu. Diolindo, que é do Balneário Camboriú, nunca mais foi visto realizando trampos na região. A mãe da pequena, a manicure M.V., 33, afirma que revirou o bairro São Judas Tadeu, no Balneário, onde o empreiteiro morava, mas não o viu mais. “Sempre passo por lá e invento alguma desculpa pra perguntar sobre ele, mas nunca mais o viram”, conta.

Em conversa com alguns moradores da região, M. ficou sabendo que o tarado teria simandado pro Paraguai, pra silivrar da caçada da polícia. “Mas não é concreto isso. Me contaram na rua”, pondera. Mas pra ela é possível que ele esteja escondido pela região, na casa de algum parente. “Acredito que ele ainda esteja por aqui”, palpita a mãe da menina, que tem esperança que a história termine com o cara preso.

Diolindo tem cerca de 1,80 metro de altura, é moreno claro, tem olhos verdes, magro e tem uma baita corcunda. Quem tiver alguma informação que possa levar a polícia a encontrá-lo deve ligar pro telefone 181, mesmo sem se identificar.

Investigação

Continua depois da publicidade



A equipe do delegado Élcio Ferreira, da depê do Monte Alegre, já revirou a moradia do sujeito, casas vizinhas e de parentes, e não encontrou o tarado. Os homi também já andaram por outras cidades da região, mas nada de encontrar o empreiteiro.

Criança ficou mais agressiva, diz a mãe

A menina de nove anos, abusada pelo empreiteiro, tem recebido tratamento psicológico e vem sendo acompanhada pelos conselheiros tutelares de Camboriú. “Temos que evitar o trauma e garantir um futuro saudável pra ela”, disse Manoel Mafra, do núcleo de Combate à Pedofilia do conselho.

M. contou ao DIARINHO que depois dos abusos a filhota ficou mais agitada, desconfiada das pessoas e nervosa com tudo. “Noto nela uma agressividade que não existia. Ela era muito meiga”, lamenta a mãe.

M. tem perdido alguns dias de trampo pra passar em casa com a filha, que está de férias. “Não confio em mais ninguém pra cuidar dela”, revela.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





18.206.238.77

TV DIARINHO


Entrevistão com Heli Schlickmann - Técnico Agrícola e Gestor ambiental



Podcast

Minuto DIARINHO 14/05/2021

Publicado 14/05/2021 20:29



Blogs

Blog do JC

Morre Bruno Covas

Blog Doutor Multas

Cadastro do Bom Motorista: o que é e como fazer o seu?

A bordo do esporte

Team Childhood vence etapa prólogo da The Ocean Race Europa

Blog Clique Diário

A Ilha de Pedra

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯