Matérias | Polícia


Itajaí

PM prende dois traficas num intervalo de 11 minutos

Um vendia maconha no São Viça e o outro comercializada pedras de crack no Cidade Nova

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A polícia Militar de Itajaí tirou das ruas dois traficantes que agiam em pontos diferentes do populoso bairro São Vicente. Mário Daniel Santos, 30 anos, foi guentado vendendo maconha. Macione Barbosa dos Santos, 22, acabou preso com uma porrada de pedras de crack, já embaladinhas e prontas pra venda. A polícia apreendeu ainda grana e um monte de produtos que os viciados trocaram por drogas. As prisões aconteceram na noite de domingo.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






O guenta de Mário rolou graças a uma denúncia anônima feita às 22h50. Com ele, os homi encontraram 23 torrões de maconha. Ele foi preso na rua José Domingos Machado. O trafica foi pego c’a boca na botija vendendo pra dois viciados, o gurizão J.A.S.,20, e a guria J.J.S., 26. O trio tava no quintal da baia quando foi surpreendido pela baratinha da PM peixeira.

Continua depois da publicidade



J. trazia no bolso um torrão de maconha de aproximadamente 10 gramas e uma buchinha da erva do Bob Marley. Dentro da baia, em cima da geladeira, tinha um pote com 16 torrões de maconha e um pacote com uma pequena quantidade da verdinha prensada.

A guria tava limpa, mas deu aos policiais a informação mais valiosa da noite: o lugar onde o resto das porcarias estava escondido. Ela levou os homi até o quarto de Mário, onde foram encontrados, dentro de uma caixa, um torrão de maconha de aproximadamente 150 gramas, outros três torrões médios de maconha e uma balança digital pra pesagem da droga. No guarda-roupas havia ainda um tablete de maconha de cerca de 600 gramas e outro torrão médio de maconha de quase 100 gramas.

E não parou por aí. Além da droga, Mário caiu com cinco câmeras digitais, cinco celulares e um notebook. A polícia desconfia que todos os aparelhos tenham sido levados até Mário por viciados, que os trocaram pela maconha.

O casalzinho J. e J., como eram apenas usuários e não tavam envolvidos com a venda da erva, assinaram um documento chamado termo circunstanciado e vão responder a bronca em liberdade.

Continua depois da publicidade



Crack no Cidade Nova

A outra prisão tinha rolado exatos 11 minutos antes do guenta de Mário. Na avenida Ministro Luís Gallotti, no bairro Cidade Nova, Macione se desesperou ao ver uma baratinha da PM e dispensou um pacote no quintal de uma baia. A tentativa de despistar os homi não deu certo. O trafica foi detido e o pacote recuperado pelos policiais. No embrulho, havia 42 pedras de crack, embaladinhas em papel alumínio e já prontinhas pra serem vendidas.

Além de Macione, os fardados também guentaram o usuário A.R.S., 19, que trazia no bolso da calça um cachimbo pra fumar crack. O gurizão foi liberado logo em seguida, mas vai responder a bronca pra dona justa.

Macione, que até então tinha ficha limpa, passou a noite na cela da 1ª depê peixeira, juntamente com Mário. Ontem de manhã, foram encaminhados pro complexo Penitenciário da Canhanduba.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.227.249.155

TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 05/05/2021

Publicado 05/05/2021 23:45



Blogs

Blog do JC

Na curva do rio

A bordo do esporte

Ex-equipe de Martine Grael confirma presença em regata europeia da The Ocean Race

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog Clique Diário

Dica de fotografia

Blog Doutor Multas

Multa por excesso de velocidade acima de 50: qual é o valor?

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯