Matérias | Geral


Itajaí

Beira-rio é uma durante o dia e outra, muito sinistra, à noite

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Moradores, pedestres, motoristas e comerciantes da avenida Beira-rio são unânimes em afirmar: após às 19h, o lugar passa por uma metamorfose e o que era pra ser um espaço de lazer e contemplação para todos os peixeiros, vira uma feira livre de drogas onde algumas pessoas ditam as regras na noite de Itajaí.


A partir do depoimento de gente que é refém desta situação, o DIARINHO constatou que existem duas avenidas Beira-rio. Uma, que vale enquanto é dia, está sob poder da sociedade. A outra, válida no ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A partir do depoimento de gente que é refém desta situação, o DIARINHO constatou que existem duas avenidas Beira-rio. Uma, que vale enquanto é dia, está sob poder da sociedade. A outra, válida no período noturno, tá na mão de pessoas que furtam carros, forçam a janela dos restaurantes e vendem e consomem drogas no meio da rua. Essas realidades distintas afligem a vizinhança, que clama por medidas urgentes das autoridades.

Continua depois da publicidade



Funcionário de uma imobiliária, Ênio Gonçalves conta que todo santo dia de manhã encontra cachimbos e latas usados pra fumar a pedra do crack. Como se não bastasse, o fedor de urina e fezes na porta da empresa é, segundo ele, insuportável. “Trabalho aqui há nove anos e o problema vem crescendo de quatro ou cinco anos pra cá. Mas o lixo, o resto de drogas não é só na sexta que encontramos, mas sim todos os dias da semana”, afirma. Segundo Ênio, a imobiliária já foi furtada duas vezes no ano de 2011. Sempre de madrugada, a malandragem já levou de lá duas televisões, uma bicicleta e um botijão de gás.

Quem possui comércio na Beira-rio também reclama que os supostos guardadores de carros, que também são suspeitos de vender drogas, espantam a clientela e, pelo menos em um restaurante, já tentaram entrar no estabelecimento pela janela na madrugada. O empresário, que prefere não se identificar, conta que durante os dias da enchente do último mês de setembro, sua casa nos Cordeiros tava embaixo d’água. Sendo assim, ele e a mulher estavam dormindo atrás do balcão do restaurante. Também numa madrugada de sábado, ele conta o que viu: “Tentaram forçar a janela comigo aqui dentro. Dei um grito e ele foi embora, mas já roubaram um som e um MP3 de clientes nossos”, aponta.

Acostumado a trabalhar com crianças, Cláudio Copello, presidente da associação Náutica de Itajaí (ANI), revela que durante as manhãs é necessário chegar antes dos pequenos pra fazer uma limpeza nos barcos, no contêiner e no trapiche da escolinha de vela e remo, pois, só assim é possível iniciar o dia de trabalho. “O problema aqui é horrível. Isso aqui é ponto de tráfico de drogas. Não só tráfico, como consumo. O nosso contêiner serve de lugar onde eles se escondem pra praticar os seus crimes”, acusa, lembrando que já fez reclamações às autoridades, mas nada de prático foi feito.

Continua depois da publicidade




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.215.79.116

Últimas notícias

Balneário Camboriú

Vacina em grávidas, mamães e lactantes está suspensa 

ITAJAÍ

Moradora denuncia espera de mais de quatro horas na Celesc

Vacinado 

Governador tomou a primeira dose de imunização contra covid

BALNEÁRIO

DIC investiga assassinato de corretor de imóveis

FIQUE LIGADO!

Unisul abriu processo seletivo para cursos presenciais de graduação

Crime bárbaro

Sobrevivente de atentado na Fazenda pede justiça pelo assassinato da esposa

Covid 19

SC recebe 52 mil doses da vacina da Jansen

Itajaí 

Profissionais da educação podem se vacinar quinta e sexta-feira 

BR 101

Homem é preso transportando armas e munições em Itapema

Balneário Camboriú 

Festas rolando em cobertura de prédio são denunciadas por vizinhos   



Colunistas

Canal 1

“Gênesis”, da Record, já superou a marca de 450 atores no elenco

Coluna Esplanada

Doses sob suspeita

Artigos

O grande desafio da educação em SC

Coluna do JC

Saldré...

Coluna do Frei Betto

Todos às ruas

Coluna Tema Livre

500 mil mortes

Coluna do Janio

Vitória importante

Coluna Adjori SC

Em dois meses, Santa Catarina registrou 65 autuações por não uso de máscara

Coluna Exitus na Política

Entoli, o dirigente

Jackie Rosa

  Detox

Na Rede

NA REDE

Via Streaming

“The Americans”

Espaço InovAmfri

Nova bacia de evolução

Coluna do Ton

Novidade fashion

Coluna Fato&Comentário

Itajaí: Município “sem razão e utilidade pública”

Coluna Existir e Resistir

Presídio no Brasil: por que essa não é a solução?

Clique diário

Praia do Estaleiro

Coluna Animal Humano

Intolerância e radicalismo



TV DIARINHO


Confira os destaques desta quarta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 23/06/2021

Publicado 23/06/2021 21:20



Especiais

Mundo da pesca

Oceanógrafo criou raízes, mesmo que aquáticas

Urbanismo

Desafio da praia Brava é crescer mantendo as características de paraíso

Economia

Atividade pesqueira requer atenção especial

Bom momento

Construção civil ganha destaque na economia

Itajaí do rio e do mar

Empresas dos setores náutico e naval reforçam economia



Blogs

Blog Doutor Multas

Película automotiva: conheça os tipos permitidos pelo CTB

A bordo do esporte

Designer ilustra equipe olímpica de vela no estilo mangá

Blog do JC

Sonhando com o pai Atanásio

Blog Clique Diário

Pássaros

Blog da Jackie

Fondue

Blog da Ale Francoise

Que tal um kombucha que hoje!?

Blog do Ton

Habbitat

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Vinicius Lummertz

"A grande aliança é para a retomada com saúde. São Paulo fará vacinas para o Brasil e América Latina ”

Élcio Kuhnen

“O maior ensinamento que a covid vai deixar: a ciência está muito à frente da sua opinião”

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯