Matérias | Reclamações


Itajaí

Moradores reclamam de baita poeirada nas ruas transversais da praia Brava

Prefa peixeira disse que só três das 15 vias receberão calçamento rapidinho. As demais ruas do bairro vão ter que esperar grana pra obra

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Enquanto turistas vindos de tudo quanto é canto relaxam nas areias da praia Brava, a mais glamourosa de Itajaí, os moradores que vivem o ano inteiro no bairro comem poeira na estação mais quente do ano. Após a reclamação dum vizinho, o DIARINHO rodou a praia de ponta a ponta e percebeu que nenhuma das 15 ruas transversais são pavimentadas. Pedregulhos e terra cobrem a via, levantando uma nuvem de pó.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A prefa promete pavimentar as três principais ruas no primeiro semestre de 2012. As demais, só Deus sabe quando vai rolar.

Continua depois da publicidade



Com a bombada da construção civil, caminhões entram e saem da praia Brava agravando ainda mais as condições das ruas. O morador do bairro, que não se identificou na carta enviada ao jornal, diz que a prefa peixeira só beneficia os moradores da Beira-mar e esquece das transversais e laterais da praia. “Um dos maiores empreendimentos de Itajaí está sendo construído de frente para o mar. Agora imaginem os caminhões trafegando por ali, sem contar os automóveis”, abre o berreiro.

O leitor diz que todos os dias, quando chega do trabalho, é obrigado a fazer uma faxina na casa. “Ou dormiremos como se estivéssemos no meio da rua, ou seja, cobertos de poeira”, detona.

A recepcionista da pousada Oceano Flat, na rua Danilo Furlan, Liliane Donatoni, 30 anos, garante que bastam alguns minutos apreciando a paisagem da varanda pra ficar coberta de pó, dos pés à cabeça. Segundo ela, os hóspedes não podem deixar as janelas abertas de jeito nenhum. “Sem contar em dias de chuva, que a rua fica intransitável. São dois extremos, poeira terrível e lama”, conta. Pra Liliane, se a pavimentação fosse feitas nas ruas transversais, a praia ficaria ainda mais bonita e valorizada.

Três ruas

Continua depois da publicidade



Os moradores das ruas Eliziário da Rosa, Renato Melim Cunha e André Luiz Vidal Soares, as principais de acesso à orla da Brava, passarão mais uma temporada de verão no deserto. O secretário de Obras da city peixeira, Tarcísio Zanelato, revela que o projeto de pavimentação dessas três ruas ainda vai passar por uma licitação no primeiro semestre de 2012. O investimento está estimado em R$ 336 mil e será financiado pelo Plandeturs, um fundo em que os ricaços, donos de imóveis na Brava, contribuem em troca de benefícios fiscais.

O secretário de Planejamento de Itajaí, Paulo Praun, trabalha em parceria com a secretaria de Obras e garante que a escolha dessas ruas foi técnica, levando em conta o grande tráfego de veículos. Contudo, segundo ele, o projeto já contempla todas as ruas transversais. Falta apenas a grana pra execução. Ou seja, não há previsão pro calçamento das demais ruas transversais da Brava.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





18.206.238.77

TV DIARINHO


Entrevistão com Heli Schlickmann - Técnico Agrícola e Gestor ambiental



Podcast

Minuto DIARINHO 14/05/2021

Publicado 14/05/2021 20:29



Blogs

Blog do JC

Morre Bruno Covas

Blog Doutor Multas

Cadastro do Bom Motorista: o que é e como fazer o seu?

A bordo do esporte

Team Childhood vence etapa prólogo da The Ocean Race Europa

Blog Clique Diário

A Ilha de Pedra

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Heli Schlickmann

" Nas cidades arborizadas as pessoas são mais felizes”

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯