Matérias | Reclamações


Itajaí

Empresária lasca que coletores de lixo tão cobrando um extra pra catar tralhas

Bagrão da Ambiental orienta povão a denunciar a safadeza pra polícia militar

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A proprietária da Duca Acessórios, no bairro Salseiros, em Itajaí, Camila Carolina Marques, tá indignada com a folgação de dois funcionários da Ambiental, empresa responsável por coletar o lixo na city peixeira. Ela disse que no último mês, o motorista do caminhão e o coletor que recolhem a tranqueirada nos arredores da empresa dela, que fica às margens da BR-101, no km 115, tão exigindo 20 reales pra levar uma montoeira de plásticos do lixo da muié. Ela não sabe o nome dos espertinhos, só anotou os números finais da placa do caminhão: 7090. “Que eu saiba eles não podem cobrar nada. Não paguei, nem vou pagar. Isso é cobrar propina. Tá certo que era bastante plástico, mas eles têm que levar, sempre levaram. Hoje de manhã [ontem], me cobraram de novo. Não tenho o que fazer, vendo peças pra caminhão e vem tudo embalado”, explica.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






A lixarada tá indo de um lado pro outro no terreno da empresária, que só vai dar fim nos plásticos quando a Ambiental fizer o serviço certinho.

Continua depois da publicidade



O secretário de Obras de Itajaí, Tarcísio Zanelato, disse que desconhece a safadeza do pessoal. “Isso nunca existiu. Ela tem certeza que foi o pessoal da Ambiental? É completamente errado. Não podem fazer isso. Se for muito entulho, eles podem orientar pra ela descartar em outro lugar, mas não podem cobrar. O que a prefeitura acertou com a Ambiental não foi isso, mas sim coleta gratuita. Eles só não vão levar fogões ou coisa desse tipo”, explica. O abobrão garantiu que entrará em contato a com Ambiental pra sinterar do perrengue.

Espertinhos podem ir pra rua

O gerente regional da Ambiental, Marco Antônio Ávila, ficou puto com a denúncia e prometeu verificar tintim por tintim o que tá rolando. “Eu desconheço. É completamente proibido. Vou verificar. Se for comprovado, esses funcionários serão demitidos imediatamente. Além disso, é caso de polícia”, afirma.

Continua depois da publicidade



O bagrão da empresa chamou na chincha a tchurma que trampou recolhendo o lixo orgânico no Salseiros ontem. Segundo Marco, os funcionários explicaram que no meio dos entulhos da empresa da Camila tinha muito material reciclável. “Eles então separaram e só recolheram o orgânico. Segundo me disseram, a dona da loja falou para eles recolherem os plásticos que estavam por lá. Tinha também muito pneu. E não dá pra misturar esse tipo de material com o orgânico. Logo em seguida chegou a denúncia da propina aqui”, explicou o gerente da Ambiental.

Marco avisou que se mais algum funcionário espertinho andou cobrando grana de cidadão peixeiro basta dedurar pelo telefone (47) 3341-1094 ou chamar a polícia. E pediu pros peixeiros que separem o orgânico do reciclável pra facilitar o trampo da Ambiental.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.238.206.122

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 20/04/2021

Publicado 20/04/2021 21:32



Blogs

Blog da Jackie

Novidadeiras

Blog do JC

Aditivo

Blog da Ale Francoise

Fortificante Natural de Uva!

Blog Clique Diário

Primeira Foto do voo inaugural do helicóptero Ingenuity Mars da NASA

Blog Doutor Multas

CNH Bloqueada? Veja o que fazer para regularizar

A bordo do esporte

Tradicional regata Rolex Capri Napoli confirmada em maio

Blog do Ton

Terrazza Praia Brava

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”

Fabrício Oliveira

"Se nós tivéssemos leitos hospitalares nós não estaríamos discutindo lockdown'



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯