Matérias | Geral


Itajaí

Bar no final de tarde é a pedida do verão

DIARINHO traz bares de Itajaí, Balneário, Navegantes e da praia Brava que servem para um excelente final de dia ao lado dos amigos

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Depois de um dia abafado de verão, você encontra os amigos e vai em direção ao bar preferiso. Lá, em meio às mesas e cadeiras, a sensação é de alívio por estar, enfim, tomando uma bebida gelada e beliscando um aperitivo qualquer. Na estação mais quente do ano, tão comum quanto ir à praia ou dar um mergulho no mar, é estar nos bares e confraternizar os dias longos e as noites agradáveis. O litoral é cheio de opções pra um happy hour perfeito, na medida certa pro seu bolso e pra sua diversão.


 

Este conteúdo é exclusivo para usuários cadastrados.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






O DIARINHO andou por Itajaí, Navegantes, Balneário Camboriú e pelo local aonde pessoas de toda a região se deslocam no verão: a praia Brava e dos Amores. Nesses lugares, procuramos bares que sejam convidativos pra botar o papo em dia, dar risadas e comer alguma coisa, além, é claro, de tomar uma bebidinha.

Barzinho atrai pessoas pelo bom atendimento, simpatia da dona e pelos preços

Bom atendimento é um dos charmes do “Lá na tia”

Encravado num pedaço de areia da praia Central de Navegantes, a petiscaria “Lá na Tia”, que fica na avenida Cirino Adolfo Cabral, é a cara do povo dengo-dengo: alegre e simpático. Os gestos largos e a voz alta da proprietária, Zipora Talita da Silva, 29 anos, dão a dimensão de como são bem recebidos os clientes. “A gente procura tratar todo mundo muito bem, pra que as pessoas voltem. Às vezes, a gente se incomoda com um ou outro bêbado, mas no geral o pessoal é tranquilo”, conta.

No entardecer de ontem, o “Lá na Tia” ainda não havia sentido o gostinho dos turistas, mas a galera que mora pelas redondezas estava por lá pra diminuir a sensação de calor. Os visitantes, garante Zipora, começam a chegar em peso depois do Natal. Segundo ela, quando isso acontecer, serão muitas as noites que seus 12 funcionários terão que fazer hora extra. “Tem dia que vão ter que ficar até as 2h. Porque é agora que nós temos que ganhar dinheiro”, cobra, lembrando que seu maior movimento se dá entre às 10 da matina e às 18 horas, no pico da praia.

O engenheiro Civil Álvaro Oliveira, 36, saiu de Itajaí só pra tomar uma cerva e comer uma porção de frango a passarinho no bar. Pra ele, o clima e os preços da petiscaria de Navega são mais em conta que os encontrados em Itajaí. “O preço aqui é justo e o ambiente é legal, por isso saímos de Itajaí pra vir pra cá”, afirma. Os preços a que Álvaro se refere são os R$ 5 da cerveja e os R$ 15 da porção de frango. “Além disso, em Itajaí, eles falam muito de trabalho”, brinca.

Bar virou point de todas as tribos

Território neutro. Assim pode ser definida a praia dos Amores e a praia Brava, que ficam em Balneário Camboriú e Itajaí, respectivamente. Neutro pelo fato de atraírem pessoas de toda a região, num lugar belo e receptivo por natureza, pois a água clara, a areia branca e o verde do entorno são um convite pra qualquer um. Nesse lugar de tantos atributos, também é possível achar boas opções pra um happy hour ao final do expediente.

A decoração, a paisagem, o prazer de petiscar com os amigos. Esses são motivos que atraem uma galera pro bar e petiscaria Voo Livre, que fica na avenida José Medeiros Vieira, na praia dos Amores. É isso que garante o gerente de praia, Cristiano Rinaldi, 23 anos. “Essa é a melhor vista da Brava, junte isso a uma cerveja gelada e tá pronto o happy hour”, conta.

O estilo rústico, com telhado de palha, paredes forradas de madeira costaneira, que vem da casca do eucalipto, e luminárias feitas de bambu, transmitem aconchego. A vista que se descortina do lugar é irada, tem o morro do Careca do lado direito e toda a extensão da praia Brava pro lado esquerdo. O bar prepara bolinhos de siri, oito unidades, por R$ 19,90, e caldinho de peixe, por R$ 3.

Jovens casais apaixonados, amigos do trabalho, senhores com tempo livre e bastante sede, turistas e até moradores solitários querendo apenas tomar umas. Todos esses tipos freqüentam o Voo Livre.

Praça se torna ponto de encontro dos peixeiros

Lounge da Volvo Ocean Race já virou point no centro

De um lado, o rio Itajaí-açu. Do outro, a igreja da Imaculada Conceição. É no meio destes dois símbolos de Itajaí, que moradores e visitantes da city peixeira podem ir aos finais de tarde degustar um chope e alguns pasteizinhos feitos por estudantes de gastronomia da Univali. O lounge da Volvo Ocean Race (VOR), que fica na praça Vidal Ramos, é o novo ponto de encontro de quem gosta de estender o dia de trabalho até uma mesa de bar. “Itajaí precisava disso, tanto os turistas como os moradores sentiam falta de uma estrutura assim”, avalia o professor de gastronomia e de turismo da universidade, Vilmar Vitório Dolzan.

Opinião parecida com Vilmar tem o casal Antonio Carlos da Silva, 51, e Maria de Lurdes da Silva, 60, que moram no bairro São Judas. Depois de terem tomado dois copos de chope e devorado uma porção de pastéis de carne, queijo e camarão, eles apreciavam a vista para o rio. “É muito bom aqui. Estamos felizes de conhecer essa estrutura”, conta Antonio, que inclusive disse pretender voltar ao local hoje, na companhia de um casal de amigos.

São dois os barzinhos na praça. Um serve desde cerveja até sucos, passando ainda por doces portugueses e sorvetes. Já o outro trabalha só com petiscos, como porções de pastéis, que custa R$ 5 e vem com seis unidades, e o bolinho de bacalhau, que sai por R$ 6 a unidade. “Aqui é lugar certo pra fazer um happy hour, além do lugar agradável, a comida é boa e o atendimento também”, relata.

Grupo de amigos tem hora e local pra beliscar e beber

Aposentados vão dar risadas e jogar conversa fora

Se você quer tomar aquela cerveja gelada ao final do dia e, ainda, comer uma isca de peixe, em Balneário Camboriú, não precisa ficar refém de bares em que uma long neck bate na casa dos R$ 10. Com 34 mesas, e entre 110 e 120 cadeiras, o empresário Gilberto de Oliveira, 35, é dono do restaurante e petiscaria Siri na Lata, que fica na avenida Atlântica, 1510, a poucos metros da esquina da rua 1001.

Pros membros do grupo de Aperitivo Diário (GAD), a pedida é sempre a mesma: uma cerveja gelada e um camarão soltinho pra brindar o momento que, no caso do grupo de amigos do Balneário, rola todos os dias. A praia Central está ali pertinho dos senhores simpáticos e gentis, que frequentam o local em dois horários, antes do almoço e também ao entardecer.

O aposentado Ercy José Soar, 80, resume as atividades dos garotões no bar. “A gente vem aqui confraternizar, dar risada e jogar conversa fora, porque ao invés de comprar jornal, somos nós que fizemos as notícias”, se delicia. O Siri na Lata não lembra um boteco tradicional. Também não tem o requinte de lugares sofisticados. O local é sóbrio e a cor branca predomina nas toalhas e cortinas.

O point dos amigos possui preços razoáveis, se for considerada a proximidade com a areia da praia. O chope de 500ml sai por R$ 5, já as cervejas de 600ml são R$ 6,50. Os aperitivos ficam entre 25 e 35 reais. Já está perto do meio-dia da quarta-feira, na mesa do GAD, o eletricista Nelson de Silveira, brinca com o relógio. “O nosso alvará vence ao meio-dia, mas às vezes ele se estende um pouquinho”, revela.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.239.192.241

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Presidente da Amfri fala sobre a ampliação dos leitos de UTI pra covid na região

Publicado 02/03/2021 23:27



Blogs

Blog do JC

Ponte Itajaí - Navegantes

Blog da Ale Francoise

Folha de louro e seus benefícios

A bordo do esporte

Dupla brasileira da NACRA faz desafio diferente em SC

Blog Clique Diário

Hora colorida - Crepúsculo

Blog da Jackie

Coluna do impresso

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: entenda como funciona!



Entrevistão

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 1)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 1)

Itajaí

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Porto Belo



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯