Matérias | Geral


Itajaí

Barnabés tão putos com o plano de Cargos

Médicos e dentistas voltam ao trampo porque foram citados do canetaço da justa

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Mais de quatro horas de discussão e nada de solução. Foi assim a audiência pública que debateu com os servidores o plano de Cargos e Salários da prefeitura de Balneário Camboriú, na tarde de ontem, na câmara de Vereadores. Os representantes da turma da saúde, da educação e até fiscais da Fazenda abriram o berreiro contra a nova proposta. A galera da prefa se defendeu, mas nada ficou definido. De certeza, por enquanto, é que vai rolar outro blablablá.


 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Os vereadores prometem não votar o projeto enquanto ele não for alterado. Os secretários municipais e o prefeito Edson Periquito (PMDB) não deram as caras na audiência.

Continua depois da publicidade



Durante toda a tarde, a câmara permaneceu lotada de servidores e vereadores, que usavam até faixa preta nos braços como forma de protesto. Depois de apresentar a proposta, a tribuna foi aberta pra quem quisesse falar.

O primeiro a soltar o verbo foi o dotô Pedro Cabral, que representa os médicos grevistas, parados há duas semanas na batalha por melhores salários. Ele reclamou que a proposta de aumentar de R$ 1,8 mil pra R$ 2,4 mil o dindim não paga nem os anos que os médicos estudaram. A classe reivindica um salário-base de R$ 3,2 mil.

Os representantes dos enfermeiros, farmacêuticos e outros integrantes da área da saúde também tão entrando na onda de reclamar contra a baixa remuneração e a carga horária exigida. Segundo eles, o salário irá diminuir de R$ 1,8 mil por 30 horas de serviço pra R$ 1 mil por 20 horas de trampo. “Ninguém sobrevive com o que é pago, mas a gente se manteve pelo amor e esperança de ser valorizado”, lascou a psicóloga Rúbia Branco.

Os professores, que ainda aguardam a apresentação do plano do magistério, aproveitaram o encontro pra falar sobre os anos de defasagem nos salários. Até os fiscais da Fazenda reclamaram do pagório e sugeriram uma equiparação salarial com outras citys da região. “O salário em Balneário está abaixo do mercado, mas queremos ajudar o prefeito a encontrar um ajuste razoável”, disse o fiscal Fernando Link.

Continua depois da publicidade



Pauta trancada

Pra acabar com a sessão choradeira, o vereador Claudir Maciel (PPS) frisou que os vereadores não podem alterar os valores previstos no plano, mas garantiu que os edis irão manter a pauta da câmara trancada, enquanto o prefeito não mudar os salários.

No fechamento desta edição, às 20h de ontem, a audiência ainda rolava. Todas as reivindicações serão formatadas num documento único a ser formulado entre vereadores, sindicato dos servidores e representantes das classes.

O professor Marcus Sodré acredita que o assunto só será encerrado em janeiro de 2012. Aí sim uma nova proposta será mandada ao prefeito.

Podem mudar o plano

Todos os reclames apresentados pelos servidores foram respondidos pelo chefe do setor de RH da prefa, Antônio Demos, e por Werner Kurth, dono da Véri – empresa contratada pra fazer o plano. Eles justificaram que a prefa baseou os valores no mercado de trabalho e na grana disponível nos cofres públicos. Eles garantiram que estão abertos a negociações. Todas as propostas dos servidores serão apresentadas à prefa, que vai dar o pitaco final sobre o caso.

Médicos voltam ao trampo hoje

Na sexta-feira da semana passada, a justiça de Balneário Camboriú deu um canetaço considerando a greve dos médicos e dentistas ilegal. Mas somente ontem os grevistas foram citados da decisão.

Eles prometem voltar ao trabalho hoje, para fugir da multa diária de R$ 20 mil que pode ser aplicada em cima do sindicato. Mesmo voltando ao trampo, os médicos e dentistas prometem seguir mobilizados. “Orientamos os médicos e dentistas a retomarem às atividades a partir de quinta-feira. Mas isso não quer dizer que a mobilização em busca de uma remuneração digna acabou. Na minha visão, o documento não demonstra ter havido muito esforço por parte da juíza na análise do caso, tanto que nem nos ouviu antes da decisão”, afirma Cyro Soncini, presidente do sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (Simesc). Os grevistas têm 10 dias para recorrer da decisão.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.122.9

Últimas notícias

Balneário Camboriú 

Trecho da Alvin Bauer ficará em meia pista da noite de domingo até segunda

Coronavírus

Santa Catarina tem 14.033 vítimas fatais

Evento gratuito

Semana do MEI 2021 vai auxiliar pequenos negócios catarinenses

Santa Catarina

Moisés volta ao comando de SC e anuncia retorno de secretários

Navegantes 

Carro largado em terreno baldio pegou fogo na madrugada 

Até 2025

Neymar renova com o PSG

GP DA ESPANHA

Hamilton conquista 100ª pole position da Fórmula 1

Coronavírus

Santa Catarina continua com 15 regiões em risco gravíssimo à covid

Cemitérios

Lotação é um grave problema na região

Temático

Penha vai ganhar novo parque



Colunistas

Coluna do JC

Dado vacinado

Coluna Animal Humano

A cidade dentro de nós

Jackie Rosa

Às mamães com carinho

Canal 1

Gravações de novelas inéditas continuam superando muitas dificuldades

Na Rede

Na Rede

Via Streaming

“Kidding”

Clique diário

Rumo ao mar

Coluna Esplanada

Cerco oficial

Espaço InovAmfri

Parcerias pela educação

Coluna do Frei Betto

Sansão merece figurar na Bíblia!

Coluna do Janio

Classificação histórica

Coluna Tema Livre

Respeito à vida

Coluna Exitus na Política

Apolítica: virulência

Coluna do Ton

Coluna do Ton

Coluna Fato&Comentário

Colégio São José - 80 anos: “irmãs alemãs” X “irmãs colonas”

Coluna Existir e Resistir

Direito invisível

Artigos

Livros embarcados

Coluna Adjori SC

Economia de Santa Catarina inicia 2021 com confiança e expectativa em alta



TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 07/05/2021

Publicado 07/05/2021 21:06



Blogs

Blog Doutor Multas

Dirigir veículo segurando telefone celular pode dar multa?

Blog do JC

Dia D

A bordo do esporte

Inmarsat será pela sexta vez parceira de comunicações via satélite da The Ocean Race

Blog do Ton

Maior importadora de móveis do Brasil abre a primeira loja própria em Santa Catarina

Blog Clique Diário

Dica de fotografia

Blog da Ale Francoise

Ervas do bem para o estresse!

Blog da Jackie

Hering comprou a Arezzo

Bastidores

Um olhar sobre o teatro de escola



Entrevistão

Liba Fronza

"O Navegay traz uma multidão de pessoas, não gera receita financeira e causa uma demanda social muito grande”

Volnei Morastoni

"Estamos vivendo a politização da covid”

Marcelo werner

"Quando o Estado publica um decreto às 11 horas da noite para que no dia seguinte seja cumprido, está faltando sintonia com a sociedade”

Marquinhos Kurtz

“[...} O meu posicionamento é contrário ao fechamento total. Eu acho que nós temos que trabalhar, nós temos que ter cuidado, e as coisas precisam funcionar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯