Matérias | Economia


Itajaí

Fazenda encontra fraudes na maioria dos comércios de combustíveis fiscalizados

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Os fiscais da secretaria da Fazenda (SEF) do governo da Santa & Bela concluíram esta semana a operação Posto Legal, que tinha como objetivo fiscalizar 141 postos de gasosa em todo o estado – a maioria no litoral, entre Floripa e Joinville. O resultado da operação será divulgado em janeiro, mas o pessoal do fisco já adiantou que encontrou indícios de sacanagens em mais da metade dos estabelecimentos visitados.


 

Este conteúdo é exclusivo para usuários cadastrados.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






As safadezas eram tantas que só em Joinville foram dadas notificações de R$ 3,4 milhões e estão previstas outras que podem chegar perto de R$ 1 milhão. Isso, incluindo o imposto sonegado e multa por algumas irregularidades.

Francisco de Assis Martins, gerente de fiscalização da SEF, revelou que entre as safadezas encontradas pelo pessoal do fisco estavam o desaparecimento ou o uso indevido do aparelhinho emissor do cupom fiscal e diferenças mais que suspeitas entre os marcadores dos bicos de bomba de abastecimento e o que tava impresso no cupom. “As vistorias têm o objetivo de monitorar os procedimentos fiscais dos estabelecimentos, buscando identificar eventuais fraudes em equipamentos e sonegação de impostos”, explicou o bagrão da SEF.

Já tavam na lista de suspeitos

Os 141 postos fiscalizados foram escolhidos a partir de uma lista de comércios que apresentavam alguma suspeita de irregularidade. Pelo menos um posto de Itajaí, entre os 50 em atividade na city peixeira, estava na lista. A operação Posto Legal começou em 5 de dezembro e tá sendo tocada pelos sabichões do grupo de Especialistas Setoriais de Combustíveis e Lubrificantes (Gescol) da secretaria da Fazenda.

Além de dar o canetaço pra cima dos donos dos postos, o comércio flagrado fazendo alguma safadeza passa a ser monitorado pelo pessoal do fisco. No caso de fraudes em equipamentos, os donos de postos levam multa que varia de R$ 1.500 a R$ 5.000 por bronca encontrada. Quando for sonegação de imposto, o empresário sacana fica obrigado a pagar o que deve pro governo e ainda recebe uma multa que varia entre 75% e 150% do valor do tributo.


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.238.186.43

TV DIARINHO


Entrevistão com Fabricio de Oliveira - Pref de Balneário Camboriú



Podcast

Entrevistão com Fabricio Oliveira - Prefeito de Balneário Camboriú

Publicado 05/03/2021 23:21



Blogs

Blog Clique Diário

Acorde e vá contemplar o amanhecer

A bordo do esporte

Jorge Zarif recebe barcos para disputa de Tóquio 2021

Blog do JC

Bagrão da Casa Civil, nega lockdown semanal

Blog da Ale Francoise

Folha de louro e seus benefícios

Blog da Jackie

Coluna do impresso

Blog Doutor Multas

Proteção veicular: entenda como funciona!



Entrevistão

Balneário

'Se nós tivéssemos leitos hospitalares nós não estaríamos discutindo lockdown'

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Itajaí (Parte 1)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 2)

Entrevistão com os candidatos à prefeitura de Balneário Camboriú (Parte 1)



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯