Colunas


Coluna Adjori SC

Por Rede Catarinense de Notícias -

Estados do Sul pedem apoio federal para minimizar impacto da estiagem


Em Santa Catarina, as regiхes Extremo Oeste, Oeste e Meio-Oeste são as mais afetadas

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e parte do Mato Grosso
do Sul já contabilizam prejuízos com a falta de chuvas e recorrem ao governo federal em busca de apoio na renegociação de dívidas e agilidade no pagamento do seguro agrícola para os produtores rurais. Nesta segunda-feira, 3,
os secretários da Agricultura
dos quatro estados participaram de reunião virtual com o secretário de Política Agrícola
do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Guilherme Soria Bastos Filho, para apresentar os cenários e
as demandas. “Nossa principal solicitação para o Ministério da Agricultura é a criação de um crédito emergencial para aqueles produtores que perderam sua fonte de renda”, informou o secretário
da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina, Altair Silva.

Na esfera estadual, as ações estão voltadas à agilização dos decretos de emergência dos municípios e também à elaboração dos laudos para liberação do Proagro. Quebra nas safras - Em Santa Catarina, as regiões Extremo Oeste, Oeste e Meio-Oeste são
as mais afetadas. A principal preocupação do setor produtivo é a quebra na safra de milho - tanto milho grão quanto silagem - que deve impactar diretamente as cadeias produtivas de carne e leite. O secretário Altair Silva explica que no Extremo Oeste a colheita de milho deve ter uma redução de até 50%, e a expectativa de safra estadual já está sendo reduzida. Nós esperávamos uma safra voltando à normalidade, com 2,7 milhões de toneladas colhidas, mas já estamos revendo esses números e talvez nossa colheita não passe de 1,9 milhão de toneladas. O
que atinge diretamente o setor produtivo de carnes e leite, sem contar o prejuízo dos produtores de grãos”.
Decretos - Até a primeira semana do ano, o Estado contabilizava
67 municípios com decretos de emergência publicados ou em
vias de publicação e 1.500 famílias rurais que perderam sua fonte
de renda devido à estiagem, principalmente produtores de grãos e silagem.
Nos outros estados do Sul, a situação é semelhante. Segundo

o secretário da Agricultura
e Abastecimento do Paraná, Norberto Ortigara, os prejuízos calculados são bilionários, principalmente nos cultivos
de soja, milho e feijão. “Nós trabalhávamos com uma colheita de 21 milhões de toneladas de soja, hoje já reduzimos a expectativa para 13 milhões de toneladas e esse quadro tende a ter uma evolução para pior”. No milho, o cenário é ainda mais preocupante. O Estado pretendia colher 4,2 milhões de toneladas e reduziu a estimativa para 2,4 milhões de toneladas.
São 144 municípios paranaenses com decretos ou sinalizando fazer decretos de emergência. No Rio Grande do Sul, são 110 municípios afetados.

SC tem saldo positivo na abertura de empresas

Santa Catarina registrou
um saldo de 132.308 novos negócios no acumulado do
ano até novembro, segundo
o Observatório da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável.
Nos primeiros 11 meses de 2021, 193.966 empresas foram constituídas e 61.658 foram extintas no Estado. Em 2020, houve saldo de 109.019 novos empreendimentos.
Os dez primeiros municípios catarinenses com um
saldo maior de empresas constituídas em 2021 são: Florianópolis, Joinville, Blumenau, Itajaí, São José, Palhoça, Balneário Camboriú, Chapecó, Jaraguá do Sul e Criciúma.
Quando analisado o saldo no período de janeiro a novembro de 2021 por ramo de atuação, o comércio lidera com 29.117 novos negócios. Em seguida aparecem indústria de transformação, construção, atividades profissionais, científicas e técnicas; outras atividades de serviços; atividades administrativas e serviços complementares, alojamento e alimentação, transporte, armazenagem e correio; educação; informação e comunicação, entre outras na sequência.

De acordo com o presidente da Jucesc, Gilson Lucas Bugs, a agilidade para a constituição de uma empresa foi um dos motivos que influenciou
no bom resultado de 2021. “Graças ao processo 100% digital, é possível abrir um novo negócio em apenas alguns cliques”. Atualmente, Santa Catarina conta com mais de 1 milhão de empresas ativas e figura entre os estados com as juntas comerciais mais rápidas do Brasil.

Vendas de Natal crescem 5,5% revela levantamento da FCDL

As vendas no comércio referente ao Natal 2021 apresentaram crescimento de 5,57%, na média estadual em relação ao ano anterior, segundo levantamento realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC). Os produtos mais procurados para a grande data do varejo foram roupas e calçados, brinquedos e eletroeletrônicos. O tíquete médio ficou em R$ 198,00. Mesmo pouco abaixo das expectativas, o avanço foi considerado satisfatório pela Federação, tendo em vista o aumento da inflação e um ambiente macroeconômico marcado por incertezas. Na avaliação do presidente da FCDL/ SC, Ivan Roberto Tauffer, as vendas foram um bom momento para os lojistas recuperarem as perdas decorrentes do cenário econômico e da crise sanitária, que ainda representam desafios. “Houve a necessidade de se buscar alternativas e usar muita criatividade para superar este ambiente”, assinalou.

Fiesc comemora proibição de reajuste no preço do gás natural

Em decisão liminar, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) determinou que o preço do gás natural comercializado no Estado permaneça inalterado até o mês de abril de 2022. A medida foi comemorada pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), pois traz alívio para a indústria catarinense, que responde pelo consumo de 84% do insumo em Santa Catarina. De acordo com o presidente da Câmara de Assuntos de Energia da Federação, Otmar Müller, a aplicação do reajuste, estimado em 43 % a partir do dia 1° de janeiro, significaria um elevado aumento de custos, afetando a competitividade das empresas, principalmente dos segmentos de consumo intensivo de gás, como, por exemplo, o cerâmico e o de vidro. “Só em 2021, o gás natural destinado à indústria acumulou alta de 82%”, lembra ele. O TJ-SC atendeu ao pedido liminar feito pela Procuradoria- Geral do Estado, que considerou fundamental evitar um imediato impacto econômico em diversos segmentos sociais - desde as famílias até as grandes indústrias.

Alesc doa R$ 362 milhões ao Governo do Estado

Ao fazer o balanço da atividade parlamentar no ano de 2021,
o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Mauro de Nadal (MDB), anunciou a doação ao governo do Estado de R$ 362 milhões provenientes das economias do Parlamento catarinense neste ano. Dos recursos financeiros repassados ao Executivo, Nadal explicou que R$ 20 milhões já haviam sido doados em fevereiro para o enfrentamento da Covid-19 e que foi sugerido destinar R$ 100 milhões para área de infraestrutura, R$ 150 milhões para área da Saúde, contemplando cirurgiaseletivas; R$ 50 milhões para
a Agricultura no combate à estiagem e R$ 42 milhões para área da Segurança Pública, dos quais R$ 30 milhões para Polícia Militar e R$ 12 milhões para Polícia Civil.

Produção legislativa - Em 2021 os parlamentares aprovaram mais de 320 projetos, sendo
195 de origem parlamentar, além das matérias que são deliberadas todos os anos, como a lei orçamentária e o reajuste do salário mínimo estadual. Nadal destacou a aprovação da Reforma da Previdência e do novo Código Ambiental catarinense, além das iniciativas de proteção à mulher e de igualdade de gênero e dos projetos que visam mais economia, celeridade e transparência
nos processos legislativos. O presidente da Alesc lembrou ainda a implantação da Sala dos Prefeitos, em parceria com a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam).


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Adjori SC

Michel sai em defesa da reforma trabalhista

Coluna Adjori SC

Ensino técnico é opção de acesso a trabalho e renda

Coluna Adjori SC

Abaixo-assinado cobra mais atenção para as rodovias federais catarinenses

Coluna Adjori SC

Alimentação, alojamento e vestuário devem liderar abertura de vagas em SC

Coluna Adjori SC

Economia de SC acima da média nacional

Coluna Adjori SC

Black Friday deve aquecer comércio catarinense

Coluna Adjori SC

Santa Catarina chega a 1,3 mil km de rede de distribuição de gás natural

Coluna Adjori SC

Vacinação e datas comemorativas aumentam otimismo do comércio de SC

Coluna Adjori SC

China se consolida como maior parceiro de SC no exterior

Coluna Adjori SC

"O agro vive um momento muito bom"

Coluna Adjori SC

Adjori/SC premia os melhores da imprensa

Coluna Adjori SC

Um a cada cinco presos de SC não tem condenação

Coluna Adjori SC

Alta da inflação preocupa e pode gerar efeito cascata

Coluna Adjori SC

Reajustes acendem alerta para gastos com pessoal

Coluna Adjori SC

Governo de SC vai parcelar ICMS dos mais afetados

Coluna Adjori SC

Início da safra aquece mercado de crédito

Coluna Adjori SC

Modelo da educação brasileira pode estar equivocado

Coluna Adjori SC

Proposta de redistribuição do ICMS em SC vai afetar arrecadação das prefeituras

Coluna Adjori SC

Alesc aprova reforma da Previdência estadual

Coluna Adjori SC

TCE estuda brecha para salários da educação



Blogs

A bordo do esporte

Especialistas em cripto jogos apostam em projetos como o Meta Soccer para jovens investidores

Blog do JC

Ou vai ou racha?

Blog Doutor Multas

Como falar de improviso?

Blog da Ale Francoise

Conhece os benefícios para sua saúde do ILIB!?

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog do Ton

Banho Energético para a Virada de Ano

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW

Blog Clique Diário

Ilha das Cabras - Balneário Camboriú



Entrevistão

Gabriel Castanheira

"Se tiver que prender mil vezes o cara, vamos prender mil vezes. É isso que eu converso com a tropa. Tem casos de pessoas que nós prendemos mais de 40 vezes [...] Cometeu um crime? Encaminha para a delegacia.”

Rodrigo Fernandes

"Os jovens, com certeza, têm a capacidade e o potencial de mudar o resultado de uma eleição”

Érica Becker e Pedro Junger

“Já tem dados que comprovam que o ser humano está ingerindo o próprio plástico que insere nos oceanos”, Érika Becker

Ciro Gomes

"O brasileiro tá pagando agora o preço do derivado de petróleo, da gasolina, em dólar”

TV DIARINHO

Confira os destaques desta segunda-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 17/01/2022

Publicado 17/01/2022 21:37


Especiais

Tradição

DIARINHO: 43 anos na liderança do jornalismo regional

PREVISÕES 2022

Oráculos apostam em um ano de desafios e solidariedade

TUDO JUNTO

Itajaí Shopping une compras, serviços e lazer

COLETA SELETIVA

Navegantes, Penha e Piçarras ainda não dispõem de coleta seletiva

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Crescimento da coleta seletiva



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯