Colunas


JotaCê

Por Coluna do JC -

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

Adjori/SC em Sampa


Catarinenses conhecem projeto de Sampa A presença da entidade catarinense demonstra a importância da imprensa que informa e divulga o desenvolvimento em todos os segmentos da sociedade. A comitiva da Adjori contou com representantes dos jornais catarinenses DIARINHO, O Município, Metas e A Gazeta. A agenda foi no Palácio dos Bandeirantes e no Museu da Língua Portuguesa. (foto: divulgação)

A Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC) participou, na semana passada, a convite do São Paulo Convention & Visitors Bureau, de importante evento sobre a retomada do setor turístico.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





 

Apoio

A 6ª Press Tip aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, e teve participação, na sua organização, da Associação Brasileira de Empresas Aéreas e a Latam. Contou com o apoio da secretaria estadual de Turismo e Viagens de Sampa.

Positiva

O presidente da Adjori/SC (que reúne mais de cem empresas de mídia na Santa & Bela Catarina), José Roberto Deschamps, destacou que a participação da comitiva catarinense foi positiva.

Importância

O catarinense Vinicius Lummertz, que é o chefão da secretaria de Turismo e Viagens de São Paulo, lembrou da importância de representantes de várias regiões do país conhecendo os planos para a retomada do turismo em Sampa. “Quanto mais estados presentes, mais gente vindo conhecer o programa de turismo de São Paulo, que afeta todo o Brasil”.

Turismo

Segundo dados do Ministério do Turismo, antes da pandemia, o setor de Turismo gerava, impressionantes, 11 milhões de empregos formais ligados ao setor. Segmento fortíssimo que gera divisas e empregos diretos e indiretos. Todos nós conhecemos o potencial do Turismo em Santa Catarina e a importância, cada vez maior, da profissionalização e do incremento do setor no estado.

Devoto

O devoto Beto Cunha (PSDB) entrou em contato com a coluna para esclarecer sua posição em defesa do porto de Itajaí, respondendo a uma nota com seu nome, veiculada na edição de ontem, alegando que estaria em cima do muro na questão. “Minha defesa é pelo melhor modelo, o que traga mais navios, mais cargas, mais empregos e mais desenvolvimento”, lascou o lacônico vereador da família.

Pontapé

Beto opina que o tema só está sendo discutido, às claras,  porque tem conduzido o trabalho da Comissão Parlamentar Mista, criada pela piramidal pexêra com imparcialidade, buscando, a todo tempo, o diálogo. Graças à Comissão Mista, o Fórum Parlamentar Catarinense tomou o tema como prioridade, segundo palavras do próprio senador turco careca Amin (PP). Também foi através de uma provocação da Comissão que a EPL e SNP estiveram em Itajaí, no mês de agosto, apresentando a proposta de privatização.

Na surdina

Não fossem essas provocações da Comissão, o tema estaria sendo tratado na surdina e a cidade poderia ser pega de surpresa, pontuou o devoto. Além disso, Beto tem cobrado do município a apresentação de um novo modelo para requerer a Autoridade Portuária Pública, modelo que atenda à necessidade de modernização e competitividade. Até agora, a proposta do município não teria sido apresentada, avisa o vereador.

Sinais

Desde maio, quando o Ministério da Infraestrutura respondeu a uma moção da piramidal dizendo que o modelo de autoridade portuária pública é ineficiente, o devoto jura que tem cobrado que o porto de Itajaí apresente um novo modelo como contraproposta. “Como querem que eu me posicione a favor de um modelo que não foi sequer apresentado? Está na promessa, há tempo, e ainda não apareceu?”, lascou o vereador.

Compromisso

Beto continua dizendo que não tem cargos no governo federal, nem no governo municipal, e também não tem negócios relacionados ao Porto de Itajaí. Portanto, não precisa defender nenhum lado que não seja o da cidade. “Minha posição é conduzir o debate sem estar apaixonado por um lado ou outro. Meu único compromisso é o melhor modelo pro futuro da nossa cidade e, graças ao nosso trabalho, isso tem sido discutido”, caceteia.

Receio

O devoto finaliza dizendo que seu maior receio é uma judicialização do processo. “Estive com o prefeito e ele me garantiu que essa não é a intenção”, afirmou Beto à coluna. “De nada adianta nos atermos às formalidades e garantias, discutirmos judicialmente, se isso deixar nosso Porto, por tempos, sem navio e sem cargas. A judicialização pode ser um caminho sem volta”, concluiu o vereador.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

TV DIARINHO

Entrevistão Rodrigo Fernandes Juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina




Especiais

Meio Ambiente

Juarez Müller, o homem das árvores e flores, recebe homenagem na Câmara de Vereadores

Escotismo

Grupo Lauro Müller volta renovado após quase dois anos de incertezas

REGIÃO

Confira a lista das escolas particulares

SESC/SENAI

Escola S alia grade curricular básica ao ensino tecnológico e bilíngue

Colégio Energia

Líder em aprovação, Energia acumula 25 anos de credibilidade, qualidade e inovação



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯